[ editar artigo]

Como abrir uma empresa e gerar lucro com pouco dinheiro?

Como abrir uma empresa e gerar lucro com pouco dinheiro?

É comum que ao cogitar abrir uma empresa se pense, inicialmente, em investimento, capital de giro e assuntos ligados ao financeiro. Porém, para construir um negócio sólido é fundamental ter uma base estruturada e para isso são necessárias seis palavras-chave:

  • Propósito: Por que eu acredito no meu negócio? O que eu quero gerar de valor que faça meu negócio se diferenciar?

  • Estratégia: O que é meu negócio e onde ele está inserido. Como é o mercado e como quero que minha empresa se posicione nele? Qual a minha missão, meus valores e minha visão.

  • Planejamento: Como levarei o valor para o meu público com base na minha estratégia? Quais riscos eu consigo identificar e me preparar?

  • Disciplina: É fundamental seguir o plano, mesmo nos piores dias, mesmo quando tudo está dando errado, mesmo que pareça que não vai ser possível, seguir os planos.

  • Coerência: É praticar o que se propôs. É o que cria uma verdadeira cultura forte para o negócio

  • Resiliência: É saber que empreender não é um caminho linear e será preciso lidar com as adversidades sem desanimar ou desistir. É conseguir olhar adiante e buscar novos caminhos quando necessário. Rever planejamentos se necessário.

Se o empreendedor praticar os seis itens, terá certeza de sucesso? Não, mas, com certeza, sem eles o sucesso só dependerá de sorte.

Hoje se fala muito sobre storytelling, uma forma de contar a história do seu negócio de maneira que encante o cliente e ele crie uma conexão com seu negócio. A partir do propósito, planejamento e estratégia é possível utilizar essa ferramenta e agregar valor ao seu negócio.

Mesmo que se escolha um modelo de negócios de franquia, por exemplo, quando toda estratégia e propósito da marca já vêm prontos, é preciso acreditar no que se está fazendo e buscar encantar o público, mesmo que no treinamento dos funcionários para um atendimento que gere uma experiência positiva. Mas é preciso estar alinhado e acreditar no valor do seu negócio.

Com toda a ideia formada, é a hora de começar a por em prática. Mas por onde começar?

1º Passo: Estruturação da ideia

Estruturar a ideia é formalizar em um documento todos os aspectos do negócio. Com previsões em diversos cenários e toda a estratégia da empresa, como as de marketing e também financeira.

Essa formalização é extremamente útil também para conseguir investidores que acreditem na empresa, por isso ela precisa ter aspectos que tenham credibilidade, são eles:

  • Solidez

  • Fundamento

  • Realismo

  • Diferenciais perceptíveis e que gerem valor

Um plano de negócios é uma base tanto para empresas que ainda não existem, como para aquelas que precisam rever seu negócio.

É o instrumento mais completo e que traz previsões tanto em dados reais, caso a empresa já esteja em funcionamento e os cálculos tenha base prática, como embasados em uma análise de mercado, caso ainda não tenha iniciado seu funcionamento.

2º Passo: Contrato Social

O Contrato Social é um documento formal, no qual devem constar regras e condições sob as quais a empresa funcionará e onde estão estabelecidos os direitos e as obrigações para cada um dos proprietários que pertencem ao negócio. O ideal é que nesse momento se tenha um contador e um advogado.

Para elaborar o contrato, é necessário ter as seguintes definições:

  • Qualificação dos sócios

  • Especificação das atividade/serviços desenvolvidos

  • Tipo de empresa e local do estabelecimento

  • Qual a participação de cada sócio e quem será o administrador

  • Definição de pró-labore

O contrato deve conter:

  • Preâmbulo: Onde constarão as qualificações dos sócios;

  • Sede, prazo e denominação: Localização da sede da sociedade, prazo de duração da sociedade e a denominação social;

  • Objeto social: Informar a atividade que a empresa vai exercer (preferencialmente, com o Código Nacional de Atividade Econômica - CNAE);

  • Capital social: definido o valor do capital e das cotas, divisão entre os sócios. A soma tem que ser 100%;

  • Administração da empresa: Qual atuação e limitação da atividade dos sócios;

  • Assembleia geral: Como serão as assembleias – pode-se escolher meio eletrônico;

  • Exercício social, distribuição de lucros e demonstrações financeiras: Definições dos itens;

  • Continuidade social: o que ocorre se algum sócio vier a faltar - se aceitará outro sócio nesse caso;

  • Cotas e distribuição de lucros;

  • Transferência de cotas;

  • Condições pra retirada e exclusão de sócios;

  • Soluções de controvérsias: caso ocorra um desentendimento entre os sócios, se será adotada uma câmera de arbitragem;

  • Disposições gerais;

  • Declaração de Desimpedimento: Um administrador precisa comprovar que não administrou uma empresa que tenha ido à falência.

3º Passo: Junta Comercial

Com o Contrato Social em mãos, é preciso leva-lo até uma Junta Comercial e fazer seu registro. Pra isso, são necessárias duas testemunhas.

4º Passo: Abertura do CNPJ

O CNPJ (Nacional da Pessoa Jurídica) é a inscrição da empresa na Receita Federal. É como se fosse o CPF, mas da pessoa jurídica. No CNPJ, devem constar informações, tais quais nome e endereço da sociedade e a situação cadastral da Receita. Com o CNPJ, a empresa passa a existir de fato.

Para abrir um CNPJ é preciso levar até a Junta Comercial:

  • Documento de identidade dos sócios (original e cópia)

  • CPF ou Carteira de Habilitação dos sócios

  • Comprovante de Residência

  • Carnê de IPTU da sede da empresa

  • Contrato Social

  • Comprovante de pagamento das taxas DARE e DARF

Pronto! Nesse momento, sua empresa está pronta para entrar em funcionamento. Seguindo o planejamento descrito no Plano de Negócios e as palavras chave que indiquei no início do artigo, sua empresa tem grandes chances de ter sucesso e garantir seus lucros.

Caso tenha no contrato que os investimentos serão a partir de um crédito, é possível vender sua ideia com facilidade quando tudo estiver bem formulado.

Finanças e Tributos

Ler conteúdo completo
Indicados para você