[ editar artigo]

LUCRATIVIDADE NO VAREJO

LUCRATIVIDADE NO VAREJO

O início de uma atividade empresarial nem sempre é fácil, pois o empreendedor acaba se deparando com um cenário que não é tão propício. Taxas de juros, carga tributária, dificuldades de acesso ao crédito, falta de capital de giro, como também uma equipe qualificada ou comprometida com o negócio, Motivos pelo qual faz com que alguns empreendedores se desmotivem e uma ideia com potencial infelizmente não saia do papel.

            Uma empresa exige um grande investimento. Onde o empreendedor dedica tempo e dinheiro e confia fielmente, que essa possa ser a forma mais viável de aumentar o seu patrimônio e se perpetuar no mercado. Podemos dizer que empreender é um negócio de risco, mas como não podemos eliminar o risco, a ideia central é minimizar com um bom planejamento financeiro e leitura de indicadores que possam auxiliar no processo decisório.

            Ao iniciar um negócio é de suma importância que o empresário tenha clareza do Custo de Oportunidade. Pois na caminhada, como citado anteriormente, ele irá se deparar com dois recursos escassos: tempo e dinheiro. Ao escolher investir tempo e dinheiro em um modelo de negócio ele estará abrindo mão de investir este mesmo tempo e dinheiro em outro negócio ou atividade. E como saber se é a melhor escolha? Esse esta no caminho certo?

            É importante  que ao iniciar um modelo de negócio o empreendedor tenha metas claras e definidas do lucro líquido que sua empresa terá, de acordo com o ramo ou mercado em que se está inserido, pois a lucratividade pode variar entre comércio, indústria ou serviços.

            Falando do Comércio Varejista, não há uma regra clara de qual percentual de lucro líquido deve ser considerado como meta ou ideal. Porém alguns autores sugerem que empresas desse setor trabalhem com uma margem em torno de 15% a 18%. Já na indústria entre 4% a 7% e na prestação de serviços entre 20% a 25%. Lembrando que isso é uma média, pois, se observarmos algumas empresas no ramo de alimento, combustíveis e até materiais de construção, que são consideradas comércio, elas acabam não atingindo esta lucratividade em função das margens apertadas que praticam, em relação ao preço de venda. Uma dica é analisar os nossos números e fazer uma comparação com empresas do mesmo ramo e que adotam práticas excelentes de gestão e ver se estamos no caminho certo. Lembrando que o que realmente realmente importa são os números da nossa empresa. Pois o resultado financeiro esta ligado diretamente com sua capacidade de fazer sua gestão por exemplo: no controle de custos, escolha de fornecedores, formação de equipe de trabalho, entre outros.

            A principal orientação que dou para que possamos fazer uma mensuração e análise adequada para descobrirmos se estamos no caminho certo, é elaborar corretamente a Apuração de Resultados (DRE – Demonstrativo de Resultados do Exercício). Essa ferramenta contábil de gestão pode nos mostrar os principais gargalos ou lacunas da nossa organização. Podemos identificar se o volume de vendas está dentro de um parâmetro aceitável, se estamos formando nosso preço corretamente, comprando bem, se a estrutura de custos não está muito alta e principalmente na “ultima linha”, se o resultado está de acordo com nosso ramo de atividade.

            Ao apurarmos o resultado da empresa será possível descobrir se a lucratividade está por exemplo, similar a empresas do mesmo ramo. Após essa análise, poderemos implantar ações para redução de custos, ajuste nas margens dos produtos, alavancar vendas (inserir aqui aquela parte de descobrir os produtos que realmente vendem e aqueles que estão ali só para bonito e gerando custo) e assim tomar decisões que irão refletir na melhoraria direta do resultado, viabilidade e lucratividade do negócio.

            É muito importante antes de tomar qualquer decisão, ter números e indicadores de forma clara, confiável e seguro. Pois informações não confiáveis ou incompletas, poderão nos levar a decisões enviesadas.

            E para concluir, gostaria de deixar uma tarefa de casa a todos. Empresário, pesquise qual o lucro de empresas da mesma atividade e realize uma comparação e analise. Se empresas similar esta operando com lucro de 18%, porque a sua está com apenas 12%? O que preciso ajustar ou melhorar para que minha empresa possa chegar a um lucro parecido? Quais praticas no processo de excelência em gestão não estou praticando?

            Vamos juntos buscar melhores lucros para nossos negócios?

 

Cláudio da Silva Carrasco

Professor de Inteligência e Estratégia Financeira. Palestrante e Consultor. Mestre em Contabilidade Gerencial e Controle nas Organizações.

           

Varejo 🎁

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você