[ editar artigo]

Estimativa do aproveitamento energético do biogás gerado por resíduos sólidos urbanos no Brasil

Estimativa do aproveitamento energético do biogás gerado por resíduos sólidos urbanos no Brasil

Esta dissertação, de 2013, visa estimar o potencial de energia elétrica do biogás, conhecido também como gás de aterro, gerado por resíduos sólidos urbanos (RSU) no Brasil. A estimativa foi aplicada para todos os 5.565 municípios do Brasil.

O método utilizado para estimar a geração de biogás foi o IPCC 2000 (First Order Decay - FOD), pois leva em consideração inúmeros parâmetros, como a composição da matéria orgânica no aterro, teor de umidade do lixo, grau de compactação, temperatura no interior do aterro. Adicionalmente, este método é o mais difundido mundialmente e é o mesmo método utilizado para inventários de Gases de Efeito Estufa no Brasil, permitindo, dessa forma, comparações entre os estudos.

No método, foram empregados os dados dos censos do IBGE 1970, 1980, 1991, 2000, 2010 de forma a representar fielmente o crescimento populacional e possibilita estimar a quantidade de resíduos sólidos gerados para todos os anos estudados. 

No estudo, foram analisados três cenários distintos representando diferentes tendências na gestão de resíduos no Brasil (cenários de referência, otimista e pessimista). O potencial elétrico do biogás no Brasil de acordo com o “Cenário de referência” é de 983 MW, representando 1,6 % da potência elétrica instalada atual e para o ano de 2020, o potencial é de 1.602 MW.

Concluindo o estudo, foram realizadas análises financeira e de sensibilidade em três diferentes projetos para avaliação da viabilidade de cada projeto.

https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/86/86131/tde-16022014-170905/pt-br.php

Biogás Brasil

Comunidade Sebrae
Francisco Santo
Francisco Santo Seguir

Expertise in waste management, renewable energy, energy efficiency and climate change commodities.

Ler conteúdo completo
Indicados para você