[ editar artigo]

RESÍDUOS RURAIS: PASSIVO AMBIENTAL À ATIVO ECONÔMICO

RESÍDUOS RURAIS: PASSIVO AMBIENTAL À ATIVO ECONÔMICO

O pequeno produtor rural tem preocupações diárias com clima, pragas, doenças e escassez de mão de obra e recursos financeiros. Diariamente, trabalha no campo para ter a colheita ou produção planejada, processos são seguidos e protocolos são aplicados aos rebanhos e lavoura. Olhando para os passivos ambientais gerados pelas atividades rurais, vemos que estas acima, não são as únicas preocupações, mas também, os dejetos animais e/ou resíduos produzidos por fecularias que são mal ou subutilizados.

O que fazer com estes resíduos que “sobram” e causam trabalho?

Estes resíduos despejados no meio ambiente, sem tratamento, contaminam o solo e o lençol freático e comprometem a qualidade da água, do solo e plantações.

Hoje, há grande preocupação em relação ao aumento da produtividade com sustentabilidade. Isso significa que há uma crescente busca por aliar as atividades do campo a técnicas e ferramentas que preservem a natureza e que, ao mesmo tempo, não comprometam a produtividade. Dentro dessa tendência, podemos falar dos Biodigestores.

O foco aqui não é trazer o conceito de biodigestores, mas apontar que pequenos produtores tem a possibilidade de resolver estes problemas ambientais e ainda produzir biogás e biofertilizante de maneira prática, tornando suas atividades mais sustentáveis. A energia gerada pelos dejetos animais e restos vegetais pode ser reutilizada na propriedade gerando grande economia.

 

Aqui na comunidade Biogás Brasil, você encontra inúmeros posts falando sobre o assunto, sobre vantagens, novidades e tendências use e abuse desse conteúdo. Abaixo deixo sugestões de leitura:

Biogás Brasil

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você