[ editar artigo]

5 ações para não desperdiçar tempo e acertar na cobrança de dívidas

5 ações para não desperdiçar tempo e acertar na cobrança de dívidas

Por trás da efetividade de toda cobrança, há sempre uma boa estratégia, responsável por gerar bons resultados de recuperação, por otimizar o trabalho da equipe, ao mesmo tempo que aumenta o número de recuperações e devolve a saúde financeira da empresa.

E nós não estamos falando apenas da tecnologia. 

A automação das cobranças representa um avanço necessário em todas as empresas, mas há outras etapas que podem e devem ser cumpridas para tirar o melhor proveito da automação a fim de garantir o sucesso da estratégia de cobrança.

Pensando em te auxiliar a “arrumar a casa” antes de você implementar novas tecnologias para auxiliar no processo de cobrança, separamos 5 ações necessárias para aumentar a efetividade das cobranças.

5 ações necessárias para aumentar a efetividade das cobranças

1) Utilize os dados de maneira analítica

Em uma boa estratégia de cobrança, entender o perfil do devedor é fundamental para prever se a sua cobrança terá um bom resultado ou se o esforço será desperdiçado.

Isso porque os dados indicam se aquele contato se trata de um devedor crônico, ocasional, negligente ou mau pagador, sendo que cobrar os devedores com mais probabilidade de pagar é uma estratégia muito eficiente para recuperar pagamentos.

Outra tática que pode ser aplicada na análise dos dados é para entender quem realmente pode pagar a dívida. 

Atualmente, existem métodos como o aging list, no qual são utilizados uma série de critérios para indicar as chances de uma dívida ser paga considerando o tempo em que ela está em aberto.

Adote estes métodos e garanta que eles façam parte dos processos da sua empresa. 😉

2) Invista em tecnologia

A automação é uma das tecnologias que fazem toda diferença para gerar mais produtividade para o seu time de cobranças. Mas ainda não é dela que nós vamos falar.

Existem soluções para quem está buscando o máximo de eficiência ou desejando tirar o melhor proveito da estratégia, como as ferramentas que auxiliam a identificar os clientes que estão em condições de pagar as dívidas.

A partir das movimentações recentes e histórico de consumo, é possível saber se o cliente possui dívidas com outras empresas, se está saldando as dívidas e, a partir disso, entender quais as chances de ter sucesso na cobrança.

Essa é mais uma maneira de usar a tecnologia para realizar ações de cobrança que tem mais probabilidade de dar certo.

3) Mantenha os dados atualizados

Uma dica que parece básica, mas que faz toda diferença é ter os dados corretos do cliente, pois isso vai ser essencial para falar com ele. 

Manter as informações atualizadas, inclusive, faz parte do índice de CPC, ou Contato com a Pessoa Certa, usado para medir a eficiência da cobrança.

Dessa forma, manter os contatos atualizados é decisivo para que a equipe não invista tempo falando com as pessoas erradas, jogando o índice de produtividade lá embaixo.

Além de investir numa solução ou método para manter a base de dados atualizada, ter essa tarefa como parte da rotina reforça a cultura de manter contato com os clientes, normaliza a cobrança e permite trabalhar o relacionamento com o devedor a fim de que ele continue cliente da empresa após realizar o pagamento da dívida.

4) Automatize os processos de cobrança

A automação dos processos vai trazer a eficiência e a produtividade necessária para obter o máximo de resultados, investindo menos em pessoal e mais nas estratégias.

A partir do cadastro da régua de cobrança, a empresa e a equipe poderão contar com cobranças pré-cadastradas que serão enviadas de forma automatizada de acordo com a frequência estabelecida na régua de cobrança.

A régua de cobrança pode, inclusive, ser cadastrada ainda antes do vencimento do pagamento, para que avisos sejam enviados dias antes e na data de vencimento.

A automação dos processos de cobrança, como a da WestCob, além de permitir enviar cobranças por e-mail, SMS e WhatsApp, mantém um histórico das cobranças realizadas caso seja necessário utilizá-lo judicialmente.

Depois de cadastrar as mensagens, os canais e configurar a sequência de envio, será necessário apenas acompanhar os resultados.

5) Diversifique as formas de pagamento

Por fim, depois de elaborar e alinhar etapas que farão diferença no sucesso da sua estratégia de cobrança, é importante observar a parte que possibilita que os clientes realizem o pagamento.

Imagina depois de todo o investimento e empenho necessário para contatá-lo mais de uma vez, até que finalmente ele tenha condições ou esteja interessado em quitar a dívida, na hora de negociar com seu atendente, ele descobre que as formas de pagamento não condizem com as possibilidades dele?

Capturar este cliente uma segunda vez será difícil, para não dizer impossível! Afinal, mesmo depois de demonstrar interesse em pagar a dívida, a sensação será de que a sua empresa não tinha interesse suficiente em oferecer as condições necessárias e facilidades para ele quitar a dívida – a qual ele também quer se livrar.

Dessa maneira, ofereça condições variadas de pagamento, incluindo parcelamento no cartão de crédito, pagamento no boleto, cobrança recorrente e busque oferecer desconto mesmo nos casos de parcelamento na dívida.

Essas condições farão diferença para ele se sentir incentivado a quitar a dívida e ainda voltar a negociar com a sua empresa.


Além de investir na automação para melhorar a produtividade, investir nos processos que antecedem a etapa de cobrança será decisivo para tirar o melhor proveito das ferramentas e alcançar os melhores resultados.

Com a tecnologia, os dados são grandes aliados para construir estratégias que têm mais probabilidade de dar certo, considerando histórico, comportamento e informações que antes não eram tão simples de ser acessadas.

Pela saúde financeira da sua empresa, comece hoje mesmo a mapear os processos que podem ser adequados e aproveite os benefícios de praticar essas 5 ações.

Blog

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você