[ editar artigo]

8 dicas de Marketing Educacional para captar alunos em 2019

8 dicas de Marketing Educacional para captar alunos em 2019

Você é um empreendedor ou gestor de um negócio no setor de Educação, como escolas de idiomas, escolas particulares ou faculdades privadas? Então você já está pensando em como captar mais alunos em 2019. Acertei? Afinal, são as matrículas e rematrículas que mantém seu negócio girando.

Bom, para você, nós preparamos oito recomendações de Marketing Educacional que vão ajudar a começar o ano com o pé direito e muitos alunos nas salas de aula. Confira quais são e não perca tempo: comece a aplicar essas dicas imediatamente.

1. Defina suas personas

Essa não é uma dica nova, mas, se errar nesse ponto, poderá encontrar dificuldades para ter sucesso com qualquer outra ação de Marketing Educacional. E isso é especialmente verdade porque, agora, a persona dos negócios na área de educação não é mais tão óbvia quanto era há vinte ou trinta anos.

Pense em uma faculdade: em outros tempos, sua persona estaria relacionada com jovens de 17 a 20 anos, que estavam saindo do Ensino Médio. Agora, porém, vemos uma proporção cada vez maior de pessoas mais velhas retornando à sala de aula, e você precisa ter uma persona que represente esse perfil de aluno, que tem suas próprias dores e expectativas.

2. Atualize seu website

Não estamos falando simplesmente em atualizar as informações. Trata-se de realmente trazer o seu website, que é a vitrine do seu negócio e um recurso essencial de Marketing Educacional, para o século XXI. Existem recursos extremamente dinâmicos que colaboram para aproximar os leads da sua instituição de ensino e aumentam a probabilidade de chegar à matrícula; vale a pena investir neles.

Um bom exemplo é o tour 360⁰, que permite explorar virtualmente os espaços da sua instituição. Quer outro? A implementação de chatbots, para tirar as dúvidas e orientar os visitantes do site de maneira ágil e prática.

3. Invista em diferentes redes sociais

Se o perfil de seus alunos é, na maioria, de adolescentes e jovens adultos, é bom investir em diferentes redes sociais. Enquanto ainda é importante manter uma página ativa e bem cuidada no Facebook, a importância de outras redes, como Instagram e Snapchat, cresce cada vez mais entre esses usuários.

snapchat

Além disso, essas redes oferecem recursos diferentes para interagir com sua audiência, criando oportunidades para captar mais alunos por meios de estratégias criativas inusitadas.

4. Aposte em conteúdo em vídeo

Uma das funções do conteúdo no Marketing Educacional é dar aos seus leads um gostinho do que eles podem aprender em sua instituição. E, enquanto o conteúdo escrito é indispensável, o conteúdo em vídeo desempenha melhor esse papel, porque se aproxima mais da experiência de sala de aula. Realizar webinars, por exemplo, é como dar uma aula virtual.

Assim, você tem a oportunidade de demonstrar na prática a qualidade do ensino que oferece, para convencer aquelas pessoas que ainda estão em dúvida sobre fazer a matrícula.

5. Conte com influenciadores digitais

Investir em propagandas na televisão, rádio e outros meios convencionais de divulgação é muito caro? Experimente contar com a ajuda de influenciadores digitais para colocar o nome da sua instituição na boca dos possíveis estudantes.

Alguns influenciadores com audiências muito grandes recebem valores multimilionários por breves menções a marcas, mas é possível contratar influenciadores menores, que ainda estão em ascensão, por um valor acessível.

No entanto, esse não é o maior benefício. Se você estiver falando com uma persona mais jovem, os influenciadores digitais têm autoridade. O que eles falam (e recomendam) é ouvido com confiança e, por isso, essa forma de publicidade é bastante eficiente.

6. Conte com seus próprios alunos

Se você não quiser investir em influenciadores digitais, há outra alternativa muito boa para o Marketing Educacional: contar com seus próprios alunos como divulgadores da instituição de ensino. Afinal, hoje em dia, praticamente todo mundo têm um perfil e amigos nas redes sociais; com isso, qualquer comentário de uma pessoa comum ganha visibilidade e repercussão. Por que não aproveitar essa dinâmica para dar impulso ao seu negócio?

estudante

Crie ações voltadas para os alunos atuais, incentivando-os a falar sobre a instituição de ensino nas redes sociais. Assim, você alcança os círculos de amigos desses alunos, que ainda não estão matriculados.

As ações podem oferecer prêmios e benefícios, mas essa não é a única alternativa. Muitos alunos ficarão felizes em divulgar a instituição sem receber “nada em troca”, desde que eles estejam satisfeitos como clientes.

7. Crie um aplicativo

As pessoas se conectam cada vez mais por aparelhos móveis. Então, ter um site amigável para navegação em smartphones e tablets é muito importante. Por outro lado, isso é o mínimo; você pode dar um passo a mais na estratégia de Marketing Educacional e criar um aplicativo para sua instituição de ensino.

Como isso ajuda a captar mais alunos? É uma maneira de melhorar a comunicação e simplificar o processo de matrícula. Imagine, por exemplo, o caso de uma faculdade particular; o app pode ser usado para:

  • Fazer a inscrição no vestibular
  • Submeter documentos, como histórico escolar e nota do ENEM
  • Acompanhar datas importantes em um calendário e receber notificações e lembretes
  • Receber a confirmação da aprovação
  • Agendar uma data para conversar com a coordenação e conhecer o campus

Com tantas possibilidades a apenas alguns toques de distância, você elimina barreiras que poderiam fazer com que o indivíduo parasse pelo meio do caminho.

8. Combine o marketing digital com ações tradicionais

Cuidado para não pensar que o marketing digital e o marketing tradicional são excludentes. Você terá melhores resultados em Marketing Educacional se não escolher entre um e outro, mas combinar os dois. Algumas ideias de ações tradicionais incluem: organizar dias de visita (em que os alunos podem trazer familiares e amigos), realizar eventos educativos abertos à comunidade e promover parcerias com outros negócios locais.

Outro ponto importante é o alinhamento entre o que é dito no marketing digital e o que é feito nas ações tradicionais. Por exemplo, se uma faculdade cria seu discurso de marketing digital em torno da promessa de ajudar os alunos a conquistar bons empregos, ela precisa realizar ações tradicionais que reflitam essa promessa, como organizar uma feira de vagas ou um evento voltado a “desvendar” os processos seletivos de contratação.

Aí está: como prometemos, oito dicas de Marketing Educacional para captar mais alunos em 2019. Conhece outras? Compartilhe com a gente nos comentários!

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você