[ editar artigo]

A arte de fazer cerveja (conteúdo com vídeo)

A arte de fazer cerveja (conteúdo com vídeo)

As cervejas artesanais conquistaram o brasileiro e estão cada vez mais aperfeiçoadas. Há diversos tipos de produtos, estilos produzidos, categorias e matérias-primas, que formam uma imensidão de sabores e harmonias. O mercado de cerveja artesanal no Paraná é riquíssimo e por isso estamos iniciando uma websérie sobre cervejas artesanais que, no mínimo, vai aguçar a sua curiosidade sobre o produto. Além disso, o setor gera renda, empregos e fomenta a criatividade dos produtores, através da essência e identidade do trabalho de cada um.

Se você quer conhecer mais sobre o assunto, fique ligado nesse conteúdo e na nossa série. Nela, você vai ver que muito mais que fazer cerveja, o empreendedor dessa área busca cada vez mais qualificação, estudo, testa matérias-primas, frequenta os concorrentes e faz questão de prestigiá-los, unem-se uns com os outros para fortalecer o setor, procura parcerias em outras áreas para gerar valor ao seu consumidor e experiências completas, inova constantemente, profissionaliza sua comunicação, não descuida da logística, armazenamento, distribuição e transporte do seu produto, mantem abertas e flexíveis as relações profissionais e, ainda, faz toda a questão de fidelizar e atender o cliente com primor.

A satisfação em conhecer mais sobre cervejas, para mim, foi saber que a categoria se mostra preocupada em manter as origens da produção artesanal, sem perder a originalidade e a evolução que todo setor deveria almejar. É uma mistura alquímica entre o rústico e o contemporâneo, focado em oferecer momentos de prazer ao consumidor. Nessas conversas com os cervejeiros, falamos de produtos, gestão, mercado, sacadas, desafios, identidade, parcerias, comunicação e futuro.  


Entre as fábricas que visitamos, conhecemos a Ol Beer, localizada em São José dos Pinhais, que começou as atividades em 2015 e abriu a fábrica em 2017. A Ol Beer cresce cerca de 40% ao ano. Como em muitas outras empresas, a paixão do casal de mestre cervejeiros fundador foi o movimento propulsor da criação dessa marca.

Os diferenciais ficam por conta da preocupação com o produto final até que chegue ao consumidor, parcerias para entregar satisfação e agregar valor ao cliente, e a segurança na gestão ao assumir os riscos da operação com a contínua busca pelo resultado e sucesso, além é claro de uma riquíssima personalidade. Com uma lista de 10 chops sazonais e cinco garrafas de comercialização fixa na linha, a Ol Beer participou do Projeto para Cervejarias do Sebrae e também recebe o Selo Alimentos Paraná, que atesta a qualidade dos produtos e da gestão.

Entretanto, essa preocupação com a operação é uma essência dos gestores, que procuram fazer com que a gestão da cervejaria esteja de encontro ao plano de negócios da marca aliado aos sonhos palpáveis da empresa. Os desafios são muitos, mas eles têm em mente uma definição clara de onde querem chegar, para ampliar a presença da marca ao consumidor.


A empresa produz hoje cerca de 20 mil litros por mês, com distribuição em bares e alguns mercados no Estado e uma capacidade de ampliar mais 10 mil litros com a estrutura existente hoje. O produto Ol Beer que mais atrai o consumidor são os que usam insumos da madeira, especiarias e frutas, e a ideia dos cervejeiros é buscar produzir mais produtos sazonais ao longo do ano e expandir a venda de garrafas.

Conheça mais sobre essa cervejaria, que homenageia a cultura nórdica, com símbolos e figuras de deuses ancestrais, que ilustram os rótulos das cervejas fixas de linha.

 

Comunidade Sebrae
Suzane Marie
Suzane Marie Seguir

Sou jornalista, MEI e gerente de comunidades da Comunidade Sebrae!

Ler matéria completa
Indicados para você