[ editar artigo]

A crise pode ser ótima para os negócios - Atualizado para 2020

A crise pode ser ótima para os negócios - Atualizado para 2020

O mercado não pára, ele fica inteligente e seletivo na hora de gastar o dinheiro!

Tenho ouvido muita gente falar em crise. Ninguém está muito otimista em relação a saúde da economia brasileira. Realmente! não serei tolo em dizer que o país está a mil maravilhas, principalmente em função dos milhares de desempregados e da estagnação deste ano. Mas daí a dizer que o mercado está parado é outro papo. O mercado não para, ele fica mais inteligente. As empresas precisam otimizar os seus custos, ajustar as despesas para sobreviver a pouca circulação do dinheiro e sobretudo saber comprar e vender.

Eu diria que este é o momento para investir certo e quando errar, que seja com a maior probabilidade de acerto. Escolher o fornecedor que lhe dará a possibilidade, de errar menos, pode ser fundamental neste momento. Algumas empresas, acreditam que, na crise, é o momento para comprar mais barato. "Menor preço" é diferente de "melhor preço". Não podemos esquecer que o menor preço pode se tornar o mais “caro”. Eu duvido que você goste de jogar dinheiro fora.

Algumas empresas insistem em comprar o menor valor de um produto ou serviço sem avaliar as diferenças de entrega que cada fornecedor pode oferecer. Em momentos como este de crise é comum vermos fornecedores “jogarem” seus preços para baixo para fechar negócios mas comprometendo sua capacidade de entrega. Para ter preços baixos ele dispensa parte de sua equipe técnica, por exemplo, e quando o cliente busca pelo apoio no suporte, este pode estar comprometido. Acontece mais do que pensamos! E paralelo a isto, o vendedor está fazendo negócios simplesmente para “bater” suas metas, sem um mínimo de preocupação com a relação de longo prazo com aquele cliente. Por quê? Porque ele não pode dar atenção. Como ele vendeu com péssima rentabilidade, precisa fazer volume, ou seja, vender para muitos e sem critério. Assim alimentamos o ciclo de fracasso das relações comerciais de longo prazo. 

A crise pode ser muito boa para fazer negócios. Porque te faz rever seus conceitos em relação a oferta de valor. Bater na porta do cliente para falar de produtos que não agregam nada a ninguém, pode ser o fim. Assim como o cliente precisa comprar melhor, precisamos aprender a vender melhor. Capacitar a força de vendas para resolver problemas e não criar outros pode ser a salvação no abismo da crise.

Devemos ser inteligentes na hora de comprar e na hora de vender. Podem estar pensando que estou falando do B2B, grandes empresas e outros mas não se esqueça que vale também o quiosque de sorvetes no corredor do shopping, a oficina mecânica, a lavanderia, ou seja, todos os que necessitam comprar e vender algo. Todos somos compradores e vendedores. Não se esqueça que a crise um dia passa e você precisa estar no mercado para ver isso acontecer. 

Blog

Comunidade Sebrae
Alexandre Russo
Alexandre Russo Seguir

Marketing | Innovation | Digital Transformation | B2B Sales

Ler conteúdo completo
Indicados para você