[ editar artigo]

A importância de analisar bem o mercado antes de investir em um imóvel em SP

A importância de analisar bem o mercado antes de investir em um imóvel em SP

 

Muitos investidores imobiliários, não reconhecem, a importância de se fazer uma boa análise de mercado antes de se investir em um imóvel em São Paulo ou qualquer outra cidade brasileira.

Quando eles não possuem as habilidades e o conhecimento necessários para concluir a análise de mercado ou simplesmente não entendem os benefícios, a análise passa a ser um ativo subvalorizado no investimento imobiliário, tornando-se delicado o ato de se comprar casas em SP ou qualquer outra cidade.

Contudo, na realidade, a análise de mercado é o elemento mais importante na avaliação de um investimento imobiliário. Afinal, ela forma a base para todos os cálculos e decisões que se seguem ao se negociar uma casa, um apartamento, um terreno ou qualquer tipo de construção em andamento.

Portanto, pesquisar e entender completamente o mercado imobiliário, é crucial para uma boa tomada de decisão. Acompanhe neste post, algumas informações extremamente importantes sobre esse tipo de mercado!

Priorize a informação sobre o mercado imobiliário em que deseja atuar

O mercado imobiliário contém algumas seções básicas no elenco de imóveis a venda em SP, e cada uma, fornece as principais informações necessárias para avaliação e análise de viabilidade financeira ante qualquer investimento. Definir a área em que você deseja atuar é mais do que apenas encontrar os limites de uma negociação, mas envolve definir o tamanho do mercado-alvo com maior probabilidade de gerar renda.

A definição precisa do mercado-alvo e da vizinhança permite que o investidor identifique a concorrência e a oferta atual para atender à demanda atual nessa área. Portanto, seja objetivo quanto ao mercado em que deseja atuar: comercial, residencial, dentre outros.

Esteja ciente dos riscos envolvidos

Faça uma análise completa dos fatores físicos e ambientais que afetam o setor imobiliário. Fatores físicos incluem coisas como localização, recursos naturais, topografia, condições do solo, clima, disponibilidade de água e padrões de transporte. À primeira vista, alguns desses fatores podem não parecer muito importantes para analisar a lucratividade de um investimento imobiliário.

Em alguns casos, no entanto, a localização da comunidade próxima a um oceano ou a um clima agradável pode ser parte integrante da economia, indústria e conveniência da comunidade. Seria impossível, entender completamente, a dinâmica da comunidade sem uma apreciação dessas características físicas. Além desses fatores físicos, como a abrangência de apelo que tem a venda de uma cobertura em São Paulo, não se renda a encantos secundários: foque na análise de mercado e também, pode incluir mais informações sobre os recursos do bairro.

A localização de um imóvel é sempre importante

Ter informações detalhadas sobre o acesso do bairro a bens e serviços públicos é de suma importância ao investir em um imóvel. Afinal, o acesso e a qualidade dos serviços públicos podem ser extremamente importantes para o desenvolvimento imobiliário comercial.

Os promotores imobiliários devem considerar, se uma parcela específica de terra tem ou não acesso suficiente às concessionárias, bem como, se essas concessionárias são capazes de atender às demandas adicionais de manutenção do novo empreendimento. Caso contrário, o desenvolvedor deve convencer o governo local a investir em serviços utilitários atualizados para a área.

Portanto, a disponibilidade de serviços públicos adequados e os custos de construção não devem ser negligenciados, pois, podem determinar a viabilidade de qualquer projeto imobiliário. Após abordar os fatores físicos da localização, a análise de mercado deve avaliar as características e tendências econômicas da região.

Analise as tendências e características econômicas da região

O objetivo dessa análise econômica é fornecer um entendimento da população subjacente, das condições de negócios e da demanda futura por um tipo específico de imóvel. As tendências nos dados demográficos fornecem algumas dicas sobre a saúde econômica futura de uma região.

Por exemplo, uma população crescente geralmente é um bom sinal de prosperidade econômica em uma região, desde que haja oportunidades de emprego crescentes para os residentes. A distribuição etária da população, educação e renda também são indicadores importantes dos padrões de crescimento regional.

Tendências econômicas mais amplas na região e no nível nacional também devem ser abordadas na análise de mercado. Embora todo o setor imobiliário seja local, forças macroeconômicas maiores, têm ondulações em todos os mercados locais. Como resultado, as taxas de juros, as mudanças atuais e propostas nas políticas tributárias, inflação, crescimento do PIB e taxas de desemprego precisam ser analisadas em uma análise de mercado.

Conheça a concorrência e possíveis limitadores

Investigar outras novas construções na área também deve fazer parte de uma análise de mercado. A busca de licenças de construção pode ser um excelente indicador do desenvolvimento passado, bem como de novos suprimentos que estarão no mercado no futuro.

Novas construções são um sinal de que um bairro é considerado desejável, mas também pode ser uma fonte de concorrência para inquilinos ou compradores. Outras questões relacionadas à construção são os requisitos de zoneamento e desenvolvimento para uma nova construção.

A análise de mercado deve investigar as regras de zoneamento e construção , bem como o cronograma, os custos e a atitude do conselho de planejamento local. Somente esses três fatores podem determinar se um investimento imobiliário é ou não financeiramente viável.

Priorize a conexão entre a análise de mercado e a análise financeira

Não apenas é necessária uma análise minuciosa do mercado para entender as perspectivas de um investimento imobiliário: ela também é fundamental para criar o pró-forma do setor imobiliário. Suas previsões são simplesmente um palpite melhor e educado sobre o desempenho futuro.

Para fazer uma estimativa educada, no entanto, o investidor precisa de muitas informações básicas sobre o mercado. Toda essa informação vem da análise de mercado.

Por exemplo, considere a linha superior em uma pró-forma imobiliária. A renda potencial de aluguel é uma estimativa do aluguel máximo que um proprietário poderia obter com 100% de ocupação. A previsão de receita potencial de aluguel exige uma previsão das taxas futuras de alugueis que esse proprietário pode atingir razoavelmente.

Um investidor poderia simplesmente assumir uma taxa de crescimento anual fixa com base na experiência passada. Uma estimativa mais precisa das taxas futuras de aluguel, no entanto, envolve uma análise da oferta atual e da oferta futura que pode estar entrando no mercado. As estimativas de demanda futura envolvem a compreensão da conveniência do local em relação as áreas vizinhas, padrões de crescimento e padrões de tráfego na área, crescimento demográfico e saúde e estabilidade gerais da base econômica do bairro.

Todos esses itens são componentes da análise de mercado. E esses fatores desempenham um papel importante no crescimento ou declínio da base econômica em torno de uma casa, apartamento ou outro bem do mercado imobiliário.

Gostou destas dicas para investir em um imóvel na cidade de São Paulo? Aproveite e compartilhe este post em suas redes sociais!

Blog

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você