[ editar artigo]

ANTES DE TER UM E-COMMERCE (loja virtual)

ANTES DE TER UM E-COMMERCE (loja virtual)

E-commerce o que não te contaram! Na minha ultima empresa de vendas pela internet eu gastava por volta de 30 mil/mês para deixar "online" , isso mesmo só de hospedagem, plataforma, erp, manutenção, recursos e ferramentas para vender mais, alem de mais uns 100k mês só de Google Ads.

É.., já foi bem mais difícil ter uma loja virtual, a primeira que publiquei em 2003 (venda de recargas de celulares e cartões telefônicos virtuais) me custo alguns salários, já que desenvolvi a solução. A segunda foi em 2005 por 17 mil que depois foi substituída por outra que custou 55 mil.

Atualmente está bem mais fácil e o preço pífio para quem decide aprender Wordpress (precisa apenas hospedagem a partir de R$ 4,00/mês), mas não me refiro a plataforma/software e sim ao despreparo de quem inicia vendas online. Não tenho números exatos mas é certo que por volta de 95% não imagina o terreno que está pisando, achando que ter uma loja virtual será o suficiente para alavancar o seu negócio, porém o dia a dia vai ser bem diferente e vai exigir do empresário muita paciência, capacidade de aprendizado e recursos.

A falha já começa na falta de um pequeno planejamento e em não contratar, buscar até de graça uma consultoria especializada que é bem mais barato do que descobrir no dia a dia da operação os inúmeros obstáculos que poderiam ser previstos sem ao menos investir um centavo ou tempo que é seu bem mais precioso.

Falo aqui de anos e sofrimento além da perda de dinheiro, e não só para uma pessoa mas para todos envolvidos que na grande maioria são familiares.

Por favor não confunda prevenção, conhecimento/preparo com pessimismo, de fato no meu caso sempre agi com otimismo, mas levei um tempo para entender que “querer não é poder”, mas hoje entendo claramente que além de otimismo precisamos estar preparados (espere o melhor esteja preparado para o pior), e aí está o problema a grande maioria dos empresários ignoram estar “preparado”. O que acontece com boa parte dos que alcançaram o sucesso, contaram com uma boa dose de sorte.

Até porque não existe curso formação de empresário/empreendedores, nem a lei exige alguma coisa para se tornar empresário, porque?

Porque é certo que todos ganham, começa com abertura de um cnpj:

  • Inúmeras taxas e tributos para o Município, Estado e Federação

  • Contador 

  • Advogados (você vai precisar: trabalhistas, direitos do consumidor, contratos é problemas diversos)

  • Sistemas e Soluções diversas para “vender”

  • Plataformas

  • Agências de Marketing

  • Manutenção e contratação de serviços diversos para sua empresa

  • Geração de Empregos e Trabalhistas

  • Fornecedores

  • Consumíveis

  • Equipamentos, suprimentos, máquinas etc.

Agora imagina que tudo isso você precisa ter o mínimo de conhecimento, controle e checar (ou ter alguém capaz para isso), por exemplo: se seu contador errar o cálculo de uma guia e você não conferir ou não souber conferir o risco é muito alto

E ainda tem a difícil tarefa de quem escolher para chamar de “guru” já que as redes sociais por mais que demonstram o número de seguidores não comprovam ou atestam a experiencia, capacidade do influenciador “especialista” (experiencia não significa competência) em contribuir com seus seguidores, pois todos mostram o que deu certo, os depoimentos positivos e o que lhes interessa para influenciar a seu favor, mas o fato é que de novo 95% vai “comprar uma verdade dessas” vai entender muito pouco ou nada, não tem conhecimento para compreender a aplicação, vai depender de terceiros, e se aplicar e der errado não vai reclamar até porque não tem capacidade para entender porque não funcionou para seu negócio:

  • Sistemas, Ferramentas, Recursos

  • Google Analytics, Google Ads 

  • Business Facebook 

  • etc...

Ou seja, o Ecossistema do E-commerce é sim muito complexo é um terreno de areia movediça para o Empresário que não tiver o mínimo de noção do que é “vender online”.

Antes do “mundo online” o Empresário já tinha uma carga pesada para apreender, conhecer e lidar (citada anteriormente) com o ramo do seu negócio para ganhar mercado se especializa no seu segmento, desde a chegada da internet os desafios se multiplicam 

A questão é ?

De onde tirar lucro para tudo isso?

Por isso os grandes players aderiram ao Marketplace, aliás a grande sacada é tráfego de todas as formas e depois ter “fôlego” para aguentar até a chegada do “anjo”.

Mas calma, não estou dizendo que o mercado online é ruim de forma alguma só trago a realidade da maioria que não tem conhecimento e deveria focar em nichos, se especializar e usar todos os recursos, começando pelos gratuitos e online que estão disponíveis para se dar bem nessa “guerra online”, e quem sabe descobrir que seu produto virtual pode vender mais que o físico, pois todos tem produtos virtuais só não sabem.

Busque, envolva-se, participe, procure grupos de seu interesse encontros “meetup” locais na sua cidade, região, (se não tem crie) têm canais online que proporcionam isso, estude, planeje, faça uma pequena pesquisa sobre seu negócio, que já lhe dará 90% de informação de sucesso ou não e assim poder corrigir, mudar ou desistir antes mesmo de investir seu precioso tempo, dinheiro e saúde sua e de sua Família.

Exemplo de pesquisa:

  • Tenha um diferencial e por quanto tempo terá esse diferencial

    • exclusividade

    • barreiras claras para que não copiem ou entrem novos concorrentes

    • segredo guardado a 7 chaves

  • Ligue para pessoas (amigos, familiares, desconhecidos) de detalhes:

    • sobre seu produto ou serviço

    • sobre seu diferencial

    • o preço e se o entrevistado compraria 

Isso já vai dar uma noção de viabilidade, além disso, não comprometa mais que ⅓  de seu dinheiro, a recomendação é ⅓ guardá, outro terço para suas necessidades.

Minha dica é participe de feiras, eventos como o do E-commerce Brasil etc, antes de abrir uma empresa.

Se envolver com pessoas/grupos certos, pode ser toda diferença entre Suce$$o e Fracasso, “Se quiser voar como Águia não ande em terreno de Peru”.

Mas sim, você precisa de uma presença online, com loja virtual ou sem, aproveitando todo lado bom da tecnologia.

Contem comigo e boa sorte em sua caminhada.

Forte abraço,
Amauri Pferl 


 

Blog

Comunidade Sebrae
Amauri Pferl
Amauri Pferl Seguir

Empreendedor e Empresário a 35 anos e os últimos 20 em Negócios Online.

Ler conteúdo completo
Indicados para você