[ editar artigo]

Branding e o porquê das coisas

Branding e o porquê das coisas

Quando nos perguntamos o porquê, iniciamos um caminho de aprofundamento na busca da essência das coisas. E assim, damos sentido a nossas escolhas na construção de um objetivo motivador, o propósito.

Muito se fala de propósito, mas não por isso, existe clareza sobre o que ele é e como descobrir-lo. Na frase do Aristóteles temos uma ótima definição de vocação, que podemos facilmente aplicar para definir o propósito.

“Onde seus verdadeiros talentos se cruzam com as necessidades do mundo, ai está sua vocação”. Aristóteles

E como fazer para descobrir essa vocação? Um bom começo, é perguntar-se sobre o porque da existência da nossa empresa além da exploração do ramo de negócio. Foi nesse sentido que Simon Sinek criou a metodologia do "Circulo Dourado", onde nela somos instigados a responder três perguntas:

  • What? - O quê oferecemos e vendemos para o mercado.
  • How? - Como é nossa personalidade e/ou quais os atributos diferenciadores.
  • Why? Por que fazemos o que fazemos? Em que acreditamos?

Mas devemos ressaltar que, declarar nosso propósito não vai colocar-nos como uma empresa melhor, precisamos ser de fato uma empresa melhor. É necessário entender que colocar um objetivo futuro, não dispensa a ação de ter que trilhar o caminho para alcançá-lo. Fica evidente a necessidade não apenas da localização do tesouro, mas um mapa que indique a direção dos passos que nos aproximam a ele.

"Uma empresa não deveria começar estabelecendo a identidade da sua marca. Uma empresa deveria começar definindo o propósito da marca." Philip Kotler 

Diariamente encontramos com pessoas que perguntam sobre o Branding na sua essência e metodologia. E olhando para os questionamentos constantes, precisávamos dar resposta a eles. Poderíamos escolher uma definição de livro e reproduzi-la, mas existe sempre um conceito que precisava de maiores explicações. Então...

Como falar sobre a definição do Branding sem entrar em grandes discussões técnicas? Branding é o porquê das coisas.

O Branding é uma rotina de questionamentos baseados no porquê, gerando uma constante preocupação pelo sentido, em contraposição a uma repetição de ações aleatórias. Fruto dessa rotina de escolhas, surge a representação intangível na mente das pessoas a qual chamamos de imagem da marca.

Isto nos leva a pensar, que uma empresa que faz a gestão da sua marca, deve com a resposta dos seus próprios porquês responder às perguntas do seu público: por que deveria trabalhar na sua empresa? Por que comprar de você? Por que compartilhar teu conteúdo? Por que deveria escolher você?

Por tanto, antes de agir de forma desalinhada e aleatória, pare e se pergunte o porquê das coisas.

 


Imagem de capa: Photo by Emily Morter on Unsplash

Blog

Comunidade Sebrae
Agustin Lombardi
Agustin Lombardi Seguir

Especialista em Branding, ajudo as marcas a diferenciar-se mostrando o que elas têm de melhor. Estou em constante crescimento e aprendizagem, procuro novos conhecimentos e experiências.Tenho paixão pelo Branding e o Endomarketing.

Ler conteúdo completo
Indicados para você