[ editar artigo]

Cervejarias: metas bem definidas são essenciais (conteúdo com vídeo)

Cervejarias: metas bem definidas são essenciais (conteúdo com vídeo)

A nossa websérie de cervejarias artesanais está recheada de dicas empreendedoras. Na visita a Cervejaria Turbinada Retrô Beer tivemos a oportunidade de conhecer mais sobre o produto, tipos de cerveja, mercado, consumidor e ganhamos muito em gestão.

O mercado da cerveja artesanal, que cresce a cada ano, gera curiosidade e ansiedade em novos produtores. Entretanto, Edson Luiz Campagnolo, sócio da Turbinada, conta que é preciso muito mais que vontade para se aventurar. Com cerca de 40 fábrica e mais de 60 marcas na Grande Curitiba, o mercado cervejeiro possui oportunidade de negócio e nicho de mercado, mas é um projeto que precisa de dedicação e planejamento.

Campagnolo começou a produzir comercialmente há seis anos como cigano. Essa modalidade são cervejarias que não possuem fábrica própria, mas alugam equipamento, espaço de outras fábricas, que cedem o registro no MAPA, e oportunizam que os cervejeiros saiam da produção caseira, dando o primeiro passo empreendedor. Essa experiência inicial, para ele, é um passo essencial para criar a demanda pelo produto e montar o projeto de expansão. Foi exatamente o que a Turbinada fez e há cerca de um ano estruturaram a fábrica própria. Isso garante inclusive que o produtor adquira conhecimento do mercado cervejeiro, do produto e da gestão de produção.

Espaço tem, oportunidade existe, mas é preciso desenhar o projeto com cuidado, já que o investimento inicial, mesmo como cigano, não é pequeno. Hoje, um investimento médio inicial é de R$ 50 mil. Tem que ter barril, local para armazenar e vender já o volume inicial. Muitas vezes, antes de receber a primeira produção, já terá que ter uma segunda produção em andamento para fazer o dinheiro girar. Essa operacionalização requer muita atenção.

O traquejo de mercado se conquista com o tempo e com a relação que existem entre os cervejeiros. A maioria dos produtores é parceira entre si, companheira, troca informação e busca a melhoria do todo. Mesmo quando realizam eventos, muitos frequentam os espaços dos concorrentes. Alguns até mesmo nem consideram o produtor como concorrente, já que existe identidade e estilo de cerveja artesanal e cada um produz a sua, sendo muito rara a essência se confundir.


A Turbinada trabalho hoje com uma variedade de 12 estilos produzidos, sendo oito produtos de linha mensal e mais sete sazonais, além de quatro cervejarias ciganas, que fazem juntas mais nove cervejas. Essa diversidade fideliza o cliente, mas é o estilo de cada um que desvenda esse cliente. Um das formas que a Turbinada encontrou de fazer com que o seu consumidor conheça mais o produto e a variedade foi realizar evento na fábrica, no barracão próprio de 1400 m2. Assim, o cliente pode experimentar e se reconhecer no estilo, que é muito particular.

Inclusive, com a queda de cerca de 30% no consumo de cerveja durante os invernos, a empresa se programou com a produção sazonal de estilos mais fortes e encorpados. A cada dois meses, a Turbinada produz aproximadamente três mil garrafas de um novo estilo de guarda maturada em barril de madeira com perfil de cachaça, whisky, vinho. Esse produto fica de seis meses a um ano no barril e é um tipo de cerveja que se consegue armazenar por mais tempo com durabilidade maior. Entretanto, o produto não se repete. Além de criar novidades ao público, é uma forma de experimentar e estudar novas possibilidades.

Aliás, conhecimento e capacitação é uma das preocupação dessa cervejaria. Além de treinar garçons para conhecer mais sobre a cerveja artesanal e os produtos da Turbinada, o gestor também não para de buscar informação. Atualmente, ele está participando de curso sobre o tratamento de água. Segundo Campagnolo, é necessário se aperfeiçoar o tempo todo, já que o mercado é complexo e exige muito conhecimento de matérias-primas, mão de obra, gestão, comercialização, descarte e sustentabilidade.

Futuro

Mesmo com uma característica muito conservadora na produção, original no sabor e uma administração estruturada, a preocupação da Turbinada é manter o foco no projeto e nas metas. A ideia, que já está sendo trabalhada e executada, é ter mais lojas de fábrica e um projeto de franquias no PR e SP. A empresa deseja crescer mais que o dobro e chegar numa produção de 54 mil litros no final do projeto. Hoje são produzidos 24 mil litros, com 10 tanques. A fábrica pode ainda receber mais seis tanques na sua estrutura física. E o trabalho também fica por conta de dar destino a essa futura produção. Uma das forma são os eventos do galpão, frequentado inclusive por outros fabricantes.

Para chegar à meta, é necessário administrar o hoje com muita cautela. A logística dos tanques é não deixa-lo vazio, pois a cerveja deve ficar em torno de 22 dias no tanque. Para isso, é necessária gestão de produção, comercialização, distribuição e adesão. No final do processo, atender o cliente de forma muito particular, já que ele é o principal ator do processo.

Veja mais dicas no vídeo:

 

Comunidade Sebrae
Suzane Marie
Suzane Marie Seguir

Sou jornalista, MEI e gerente de comunidades da Comunidade Sebrae!

Ler matéria completa
Indicados para você