[ editar artigo]

Como faço para mudar o nome da minha empresa

Como faço para mudar o nome da minha empresa

A definição do nome da sua empresa não é apenas mais um detalhe durante o processo de abrir o seu próprio negócio. Vale destacar que esse nome será a identidade do seu comércio. Não é raro muitos empreendedores optarem por mudanças radicais no seu modelo de negócio, sendo que um dos primeiros passos é reestruturar sua empresa a partir da mudança do nome. Se você está nesta fase, saiba que o primeiro passo para mudar o nome da sua empresa é conhecer a diferença entre razão social e nome fantasia.

A razão social é algo mais formal, pois se trata do nome da empresa devidamente registrado em algum órgão do governo, cartório ou, até mesmo, Junta Comercial. Portanto, esse é o nome formal pelo qual a empresa é identificada e conhecida. Sendo assim, estamos falando de um nome jurídico com atribuições legais. Dessa forma, a razão social será utilizada para procedimentos formais, jurídicos e administrativos como é o caso da emissão de documentos e notas fiscais (sejam eles emitidos ou recebidos), escrituras, contrato social, contratação de serviços juntamente a terceiros, dentre outros.

Além disso, saiba que a razão social é composta por três categorias que definem a empresa: ramo principal de atuação, designação específica e enquadramento. Com isso, também podemos afirmar que nada mais é do que o nome jurídico individual que permite com que uma empresa possa efetuar suas atividades de forma legal e reconhecida. Uma vez registrado o nome de razão social da sua empresa nenhum outro negócio poderá utilizar a mesma denominação.

Como evidenciado, a razão social tem como finalidade destacar o ramo de atividade de uma empresa e seu enquadramento legal. Confira abaixo como esses detalhes ficam explícitos no nome de razão social:

  • EIRELI: é a abreviação para “Empresa Individual de Responsabilidade Limitada”. Trata-se de uma empresa com apenas um sócio e declaração de capital mínimo de 100 salários mínimos.
  • Ltda: abreviação para “Limitada”. Esse é o termo para negócios com número limitado de sócios.
  • EPP: significa “Empresa de Pequeno Porte”. Essa designação é utilizada para empresas da categoria “limitada” e que fazem parte do Simples Nacional, ou seja, com faturamento entre R$ 120.000,00 e R$ 1.200.000,00 por ano.
  • S.A.: abreviação para “Sociedade Anônima” e é utilizada para as empresas com capital aberto.
  • MEI: “Microempreendedor Individual”. São as empresas com faturamento anual de até R$ 80.000,00.
  • ME: “Microempresa”. Destinado à empresa do Simples Nacional, porém com faturamento inferior a R$ 120.000,00 anuais.

Já o nome fantasia tem um significado um pouco diferente. Esse será o nome popular da sua empresa, ou seja, aquele nome que os seus clientes e o público em geral utilizarão para se referir ao seu estabelecimento. Esse nome pode ser simplesmente uma abreviação da razão social, por exemplo, ou até mesmo outro nome.

Em geral, esse é o nome utilizado para meios de divulgação e memorização de uma determinada empresa ou modelo de negócio juntamente ao seu público alvo. É importante destacar que esse nome fantasia poderá ser mencionado no contrato social da empresa, no entanto, a proteção de propriedade industrial apenas será garantida em caso de registro em órgão de marcas e patentes.

A importância da escolha do nome da empresa

Todo o processo que envolve a escolha ou criação do nome de uma empresa é algo muito importante no planejamento estratégico de um negócio. Quando o assunto é marketing, saiba que um bom nome poderá trazer desenvolvimento e resultado para o seu comércio de forma mais rápida e eficiente. Um dos principais destaques é que, sem sombra de dúvidas, o nome escolhido para o seu negócio deverá estar diretamente ligado com os valores da sua empresa e a missão dela. Além disso, esse nome deve carregar um pouco da história da empresa, bem como os objetivos para o futuro dela.

A importância da escolha do nome está ligada justamente ao fato de que esse detalhe pode ser determinante no desenvolvimento do seu negócio. Esse nome jamais deverá ser apenas uma tentativa de descrever o seu produto ou serviço, pois ele deve conter a essência do negócio, os seus diferenciais, a personalidade da empresa além de criar uma ligação entre os seus clientes e clientes em potencial da sua empresa.

O nome da sua empresa, uma das principais características do seu negócio, não precisa ser necessariamente algo derivado do padrão de linguagem do seu país ou advindo do dicionário. Um dos grandes exemplos é o Google, que apesar de não possuir uma origem a partir de uma palavra conhecida do inglês é um dos nomes de empresas mais icônicos da atualidade. Além disso, você também pode utilizar a criatividade com aquilo que já está ao seu redor, mas que é pouco usual: Apple e Blackberry fazem bastante sucesso com nomes bem diferentes quando se pensa em uma empresa.

O processo de escolha pode não ser simples e vai exigir um pouco de conhecimento de linguística para que o resultado seja excelente. Algumas dicas gerais para essa escolha são:

  • Prefira nomes mais curtos, com escrita simples;
  • Facilmente memorável;
  • Pronúncia simples também é algo bom;
  • Visualmente esse nome deve ser atrativo para fins de slogan;
  • Deve haver um conceito e originalidade por trás dessa escolha.

Como alterar o nome da empresa?

Se o seu interesse é trocar o nome da razão social da sua empresa, saiba que esse processo irá requerer um pouco de esforço da sua parte. Essa é uma alteração contratual mais específica e será necessária efetuar a mudança na Junta Comercial ou órgão governamental no qual o seu nome de razão social está registrado. Além disso, é importante se certificar de que o novo nome de razão social está disponível, pois uma vez que outra empresa já o tenha registrado você deve recomeçar a busca por um novo nome.

A mudança na razão social também trará uma consequência muito importante e que você deve estar atento: essa mudança irá invalidar todo e qualquer certificado digital da sua empresa. Dessa forma, todos esses certificados devem ser obtidos novamente com o novo nome de razão social.

No entanto, se o seu interesse é na mudança no nome fantasia saiba que este procedimento é mais simples. Neste caso será necessário apenas o envio de um Documento Básico de Entrada (DBE) - é utilizado para qualquer ato relacionado ao CNPJ. O documento em questão deverá ser enviado à Receita Federal, sendo que quaisquer outros papéis são desnecessários. Por fim, você também poderá patentear o novo nome fantasia para garantir os direitos de propriedade industrial, por exemplo.

Continue navegando pela Comunidade Sebrae e encontre várias informações e textos repletos de conhecimentos e muita experiência a respeito do mundo do empreendedorismo.

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você