[ editar artigo]

Como oferecer “frete grátis” e não ficar no prejuízo?

Como oferecer “frete grátis” e não ficar no prejuízo?

“Frete grátis” é um dos benefícios mais queridos pelos compradores online. Mas, para ser viável é preciso ser bom para o empreendedor também. Neste artigo, vamos falar sobre os benefícios de oferecer essa opção, como fazer isso e como aumentar os lucros com essa estratégia.

Uma das principais causas que pode levar um potencial cliente a não fechar uma venda pela internet é o valor do frete. Algumas vezes, essa taxa chega a ser maior que o preço do próprio produto. Para as empresas, oferecer frete grátis é uma estratégia eficaz. Porém, é preciso planejá-la para não impactar a margem de lucro do seu negócio.

O frete é um fator que está diretamente ligado ao volume de vendas. Muitos consumidores avaliam esse valor e fazem comparações entre os principais sites antes de fechar o negócio. Para muitas empresas, o valor de entrega pode criar dificuldades a longo prazo. Muitas marcas têm adotado a política de frete grátis a fim de aumentar suas vendas.

Além de aumentar as vendas, essa estratégia também reduz a taxa de abandono de carrinho e pode elevar o ticket médio. Contudo, quando a empresa opta por assumir o valor do frete, é preciso prestar atenção em alguns pontos para que isso não afete negativamente seus resultados. Por exemplo, empreendimentos de pequeno porte que não cobram frete do cliente podem ter drástica redução na sua margem de lucro. Ainda, se esse valor for embutido no preço da mercadoria, o aumento pode afastar os clientes. Antes de oferecer esse serviço, é preciso fazer as contas!

Pontos a serem analisados na hora de oferecer o frete grátis

Primeiro, é preciso entender se os custos do frete grátis não trarão prejuízos à empresa. Para isso, é necessário avaliar a margem de lucro de cada produto. Além disso, é fundamental conhecer os produtos comercializados. Algumas informações, como peso e dimensões impactam diretamente o custo do frete. Quanto maior o produto, maior será o seu custo.

Outro ponto a ser analisado na hora de oferecer frete grátis é o ticket médio, que é o gasto médio dos clientes. Por exemplo, o ticket médio do seu comércio é de R$100,00. Para elevá-lo, você pode oferecer o frete grátis para compras a partir de R$120,00.

A localização dos clientes também deve ser levada em conta. Você pode mapear a região em que se concentra o maior número de clientes e calcular qual é o valor médio para essa localidade a fim de entender qual o custo médio do frete que você absorverá e definir quais localidades compensa oferecer esse benefício. Além disso, é importante incluir o gasto que você terá com devoluções e trocas de produtos.

Acompanhar as estratégias e preços ofertados pela concorrência é essencial para se manter competitivo no mercado, uma vez que os consumidores comparam preços e demais benefícios.

O perfil dos consumidores também merece atenção quando o assunto é frete grátis. Há diversos perfis de compradores, com necessidades, preferências e padrões distintos. A segmentação possibilita identificar e entender quais são as melhores estratégias de acordo com o perfil de cada grupo. Isso permite que as ações sejam mais direcionadas e eficazes.

Também é preciso compreender como estão as finanças da empresa para que as condições de frete grátis possam ser definidas e não coloquem em risco o orçamento do seu negócio.

Se após a análise desses pontos, você verificou que é possível oferecer frete grátis sem ficar no prejuízo, é hora de escolher os melhores momentos para fazer a oferta.

Quando oferecer o frete grátis

O frete grátis pode ser oferecido quando você quer convencer o seu cliente a fazer determinadas ações, como “indique o produto para um amigo”, “assine a newsletter” etc.

Como falamos, o frete grátis é uma prática bastante utilizada por empresas que querem aumentar o ticket médio do seu e-commerce. Por exemplo, quando o cliente atinge determinado valor em compras, ele ganha o frete grátis.

Para que a margem de lucro não seja interferida por esse benefício, você pode ofertar essa prática para localidades que possuem o valor do frete mais barato ou regiões mais próximas.

Outra estratégia muito utilizada pelos comerciantes é a oferta de frete grátis em datas comemorativas. Essa estratégia deixa a loja mais movimentada e competitiva.

Produtos que têm pouco giro ou que são mais baratos para ser transportados também podem fazer parte da estratégia do frete grátis. Outro fator que pode gerar segurança para o cliente é a troca de mercadorias com defeito. Além de trocar o produto, nesse caso, o fornecimento de frete grátis pode ser vantajoso, uma vez que você conquista a confiança do cliente.

🔴 E, a black friday está chegando, se você tem uma loja virtual, clique aqui para assistir um vídeo para complementar sua leitura!

Como vimos, criar uma política de frete grátis pode significar uma boa estratégia para o aumento das vendas, elevar o ticket médio e, muitas vezes, reduzir a taxa de abandono de carrinho. No entanto, é preciso planejar essa ação para que não haja impacto negativo na margem de lucro da sua empresa.

Gostou do artigo? Então comente abaixo se a sua empresa fornece frete grátis e se daria alguma outra informação a respeito desse tema. 

🙂🤝

🔵 Atendimento Digital SEBRAE 🔵
WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail

Blog

Comunidade Sebrae
Sebrae Paraná
Sebrae Paraná Seguir

Especialista em Pequenos Negócios - Atendimento ao Cliente | Marketing | Marketing Digital | Finanças | Gestão | Empreendedorismo | Comunicação | Inovação

Ler conteúdo completo
Indicados para você