[ editar artigo]

Consignação Mercantil

Consignação Mercantil

Devemos refletir sobre a ampliação do papel do Representante Comercial no mercado, principalmente se considerarmos o cenário atual.

Uma parcela dos representantes já atua como pequenos distribuidores, muitas vezes, visando apenas compor o atendimento aos clientes de menor potencial, isto porque, a maioria dos fornecedores estipulam valor mínimo para efetivação de pedidos.

Se considerarmos o crescimento do comércio eletrônico nas vendas diretas, visto que oferecem maior comodidade, principalmente pela precariedade da mobilidade urbana, somado aos altos índices de violência em nosso país.

Os fabricantes estão reduzindo ou eliminando os seus estoques, a produção industrial cada vez mais está sintonizada com a demanda em tempo real. Isto favorece um novo nicho de negócios, podendo ser preenchido pela atuação dos representantes comercias.

Com o surgimento de novos modelos de parcerias, um deles, em especial, tem me chamado a atenção: a Consignação Mercantil.

Neste formato, os fabricantes podem e devem aproveitar estrategicamente seus representantes, fornecendo pequenos estoques previamente qualificados, para possam realizar um atendimento mais dinâmico e abrangente ao varejo, que por sua vez também estão reduzindo seus estoques e automaticamente o volume das compras.                                                            

Trago este tema aos profissionais de vendas e fabricantes, para que se manifestem sobre a viabilidade da participação mais efetiva dos representantes comerciais neste processo.

Comunidade Sebrae
Marcio Palacio Assunção
Marcio Palacio Assunção Seguir

Gerente na Plenittude Serviços, formado em Gestão de Negócios Imobiliários, mais de 07 anos de experiência neste segmento, 04 anos em representação comercial, e dois anos como gestor de prestação de serviços terceirizados.

Ler matéria completa
Indicados para você