[ editar artigo]

Crise? Conheça 04 dicas para empreender neste momento

Crise? Conheça 04 dicas para empreender neste momento

 

Não há como negar: o brasileiro tem uma veia empreendedora. Mas levar “jeito” para empreender nem sempre foi uma opção. Muitos brasileiros decidiram tocar o próprio negócio após o desemprego, por exemplo. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o desemprego atinge hoje mais de 13,4 milhões de pessoas no Brasil. 

Ao mesmo tempo em que o número de desempregados aumenta, a quantidade de novos empreendedores também cresce. Neste ano, o número de microempreendedores individuais (MEIs) ultrapassou os 8 milhões, segundo dados do Portal do Empreendedor. E as recentes dificuldades da economia não intimidaram os brasileiros: nos últimos cinco anos, o número de MEIs já aumentou mais de 120% no Brasil. Só no primeiro trimestre deste ano, foram 379 mil novos microempreendedores individuais. Entre as áreas que têm feito sucesso entre os MEIs estão os serviços pessoais, educação, alimentação, vendas e marketing, saúde e construção.

E como começar em meio às dificuldades econômicas? Essa é uma das dúvidas mais recorrentes de quem planeja abrir o próprio negócio. Por isso, separamos algumas dicas que podem te ajudar na hora de empreender em momentos de crise. Confira!

Entender e analisar o mercado

Antes de colocar qualquer ideia em prática, é essencial compreender o mercado no qual seu negócio estará inserido. Estudar as possibilidades, medir o tamanho do mercado, entender a concorrência e avaliar as oportunidades é essencial para garantir o sucesso do seu negócio. 

Planejamento estratégico

Você já possui um planejamento sobre as despesas e custos da sua empresa? Esse detalhe é muito importante para que você não tenha problemas diários, inviabilizando o negócio ou deixando de pensar no crescimento da empresa. Falta de planejamento pode resultar na estagnação da empresa ou mesmo em seu fechamento. Também é preciso levar em conta o custo inicial do empreendimento que, normalmente, virá do seu próprio bolso. Não se esqueça de levar em conta o tempo que pode levar até o negócio começar a gerar lucros e os gastos que terá até esse momento chegar.

Pense como empreendedor

Sabe aquela história de não misturar a pessoa física com a pessoa jurídica? Ela é mais do que verdadeira. Por isso, em hipótese alguma, misture conta jurídica e pessoal. Uma das grandes consequências disso, que pode ser fatal, é a perda do controle financeiro da empresa. Uma das opções que podem auxiliar neste controle é planejar suas retiradas pessoais sempre no mesmo dia, como se fosse um salário. Assim você conseguirá elaborar um planejamento detalhado desse pró-labore. E não se esqueça de utilizar a tecnologia a seu favor! Utilize softwares e programas que te auxiliem a fazer esse controle de todas as informações, ajudando a ter uma visão geral do negócio.

Lembre-se: É preciso trabalhar pela empresa, e não na empresa! Auxilie os colaboradores a se desenvolverem, para que eles também consigam tocar o negócio sem que você tenha que interferir constantemente. Sempre se questione sobre como fazer a empresa funcionar bem, mesmo quando você não estiver presente.

Cative os clientes

Eles fazem toda a diferença no seu negócio. De acordo com um estudo inédito realizado pela NeoAssist e a Social Miner, junto com o Instituto Ibero-Brasileiro de Relacionamento com o Cliente e outras nove companhias do mercado digital, é comum ver consumidores frustrados com o atendimento ao cliente. Segundo a pesquisa, 68% dos consumidores pagariam mais por um serviço ou produto se tivessem um atendimento melhor. Além disso, 51,6% dos consumidores acreditam que os problemas encontrados no atendimento das empresas com as quais se relaciona são frequentes.

Os números reforçam a insatisfação dos clientes com o atendimento oferecido por empresas. Por isso, é preciso estar atento a cada detalhe para oferecer uma experiência positiva ao cliente. Além de satisfazer os anseios do consumidor por meio da qualidade dos produtos e serviços, é essencial criar um relacionamento, em que haja confiança, para garantir a fidelidade desse consumidor. Isso pode ser estabelecido com o contato constante e o atendimento de qualidade.

Mesmo que o momento seja de crise, as possibilidade para novos negócios estão a todo o vapor. Por isso, estabeleça suas estratégias, tenha delineado seu plano de ação e tire suas ideias do papel! Sempre é hora de empreender.

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você