[ editar artigo]

{Assista ao vídeo} Dicas para você vender mais e melhor, com o mindset correto

{Assista ao vídeo} Dicas para você vender mais e melhor, com o mindset correto

Você também é capaz de vender. Esse não apenas é um conselho motivacional. Trata de ampliar a percepção das pessoas além daquilo que é considerado dom nato. A força de vontade pode ser maior que qualquer dom ou predeterminação, e também maior que o fruto do meio onde vivemos.

Pessoas de sucesso são aquelas que romperam as barreiras do comodismo e lutaram pelos seus sonhos. Isso não é tudo o que o empreendedor faz todos os dias, senão acreditar e lutar pelo seu sonho? Com toda a certeza. Contudo, o caminho trilhado entre o sonho e o sucesso não é feito apenas de dom. Ele deve conter força de vontade, resiliência, persistência, planejamento, conhecimento e o mindset correto.

O termo mindset refere-se à mentalidade - uma predisposição psicológica que uma pessoa tem para determinados pensamentos e padrões de comportamento. Explica ainda como as pessoas se portam diante das situações e como a sua mentalidade pode modificar esse comportamento: se é otimista ou pessimista, se fixo ou progressista. Todos sabemos que o humor e a forma de conduzir situações carrega, além de boa energia em situações otimistas, a positividade do respeito com quem se relaciona. Afinal, quem gosta de ser atendido por um vendedor carrancudo? Tenho certeza que mesmo os mais céticos preferem um bom atendimento.  

O termo mindset não é novo. Entretanto, lendo a obra “Você não vai mais conseguir vender assim” de Guilherme Machado, percebi que vendedores e empreendedores precisam atentar para o mindset correto. Ele é algo bem maior que o dom humano. Veja esse vídeo do autor.

Se você quer ampliar sua biblioteca de informações, deveria se atentar para essas dicas do escritor que rompeu muitos paradigmas, inclusive do seu meio e de suas predestinações.
 

Culpa ou cobrança

A primeira das dicas diz respeito à zona de conforto. O que difere uma pessoa com condições de ter sucesso ou não é a desculpa que ela dá para não prosperar ou a cobrança que ela faz sobre ela mesma em relação àquilo que a diferencia dos demais. Ou seja, o que fez uma pessoa ter sucesso e eu não? Ao contrário de pensar que não obtive meu sucesso porque o mundo não quis ou não deixou, há quem pense em como o outro chegou lá mesmo com tantas barreiras. Isso é um mindset de crescimento: a busca por soluções e não desculpas, por caminhos no lugar das pedras.

Afinal, todos somos capazes de conquistar qualquer coisa independente das fraquezas e limitações. Entretanto, não podemos acreditar apenas na sorte de nascer ou não em berço de ouro, ou encontrar o príncipe encantado rico, bonito e fiel.

Se assim como Guilherme, você também não nasceu em berço de ouro nem casou com a filha de um multimilionário, precisa descobrir o que o pai dessa moça fez para chegar ao sucesso. Certamente, ele tomou decisões bastante importantes para desejar que sua vida fosse melhor. Se você quer vender mais e melhor, precisa deixar de culpar a crise, as condições da política ou as novidades do concorrente. Seja você o concorrente e crie alternativas disruptivas para que seu cliente opte em entrar na sua loja ou clicar no seu e-commerce, ou invés de buscar o vendedor ao lado.
 

Conhecimento

As pessoas de sucesso não se contentam nunca com as informações que absorvem. Dados e informações seguem na velocidade da luz e hoje estão de graça em todos os lugares. Não ter dinheiro para comprar um livro não é desculpa. A mesma informação que você busca está em diversas plataformas. Cursos on-line gratuitos estão em diferentes canais e são oferecidos por muitas pessoas. Até mesmo um bom papo pode te oferecer diversas oportunidades de negócios, pois seu grande amigo, ao cotar uma história de negociação, irá te fomentar de informações sobre uma boa experiência de compra ou o contrário.
 

Relacionamento

Toda a relação comercial envolve pessoas. Por isso, observar o cliente, ver nele oportunidade de escalar novos clientes e novas vendas, além de manter uma relação de respeito, como eu citei acima, vai além de energia positiva. Sendo assim, entregar para o seu consumidor aquilo que ele busca é satisfatório e não passa de um atendimento neutro. Obviamente que uma experiência ruim irá repercutir. Entretanto, ir além da satisfação é disruptivo e pode fidelizar o seu cliente. Essa linha tênue entre aquilo que é o contratado e o algo mais pode tornar você o concorrente que o cliente irá buscar. Esse algo mais pode ser apenas um bom contato humanizado ou mesmo um mimo, mas pode ser apenas o seu posicionamento. Para isso, não existem receitas. Você terá que observar o seu mercado e o comportamento do seu nicho para descobrir o que fará a diferença.

Outra dica do autor que eu achei incrível é que manter um bom relacionamento com o seu concorrente pode te levar longe. Humildade, companheirismo e gratidão são características que transformam um concorrente em parceiro.

Organização

Em qualquer área comercial, planejamento e organização são primordiais. Entretanto, para o vendedor é ainda mais. Ter uma carteira de clientes organizada facilita não apenas a rotina, mas associa você a uma pessoa com cuidado e prestígio perante seu mercado. Além disso, a organização otimiza tempo.

Com uma boa planilha de clientes, você consegue mapear seu usuário com classificações e qualifica a carteira. Um exemplo são aqueles que gostam de receber um contato mais frequente e são mais explorados, ou mesmo aquele que prefere manter mais distância e mesmo assim é um ótimo comprador. Detalhar essa agenda de forma bem elaborada fará toda a diferença em fechamentos de negócios.

Gostou das dicas? Então exercite um mindset positivo na sua vida e passe a fazer parte da parcela de pessoas que, mesmo com dificuldades, nutre um caminho com boas experiências e aprendizado constante.

 

Comunidade Sebrae
Suzane Marie
Suzane Marie Seguir

Sou jornalista, MEI e gerente de comunidades da Comunidade Sebrae!

Ler matéria completa
Indicados para você