[ editar artigo]

Digital influencer é empreendedor (conteúdo com vídeo)

Digital influencer é empreendedor (conteúdo com vídeo)

Para quem vê o instagram de um digital influencer imagina que o especialista poste conteúdos, vídeos e fotos de momentos, lugares e pessoas aleatoriamente e tem sorte de agradar o seu público. Que basta alguns posts e já conquistará sucesso, patrocínio, convites e brindes. Entretanto, o influencer de sucesso é um grande empreendedor. Alguém que carrega um time e muita estratégia. Que investe tempo, dinheiro e muitas horas do dia pesquisando, buscando informações e criando imagens que se identificam com o seu público, e muito mais que isso!

Mariah Luz, digital influencer, empreededora e criadora da marca “O que fazer Curitiba” deu as dicas quentinhas pra nós, contou sua história aqui na Comunidade Sebrae e mostrou que ser digital influencer é uma carreira divertida, mas de muito trabalho. A especialista, numa equilibrada mistura de simplicidade, humor, foco, paixão e seriedade, descobriu um nicho de mercado que supriu a própria demanda. A influencer e o namorado frequentavam os mesmos lugares quando se encontravam, mas não tinham referências para variar os programas. Foi quando anonimamente começou a dar dicas de restaurantes, bares, lanchonetes e passeios, em Curitiba, para o público jovem nas redes sociais.

Hoje, a influencer percebe que, ao contrário do início, precisa associar o seu negócio à sua imagem, pois o público gosta de saber quem é a pessoa por traz de uma marca e de uma recomendação, e o que a própria Mariah gosta de fazer e está usando de produtos e serviços. Além disso, as empresas patrocinadoras também buscam a humanização, já que a sociedade hoje tem carência de sugestões verdadeiras. A prova disso é que mesmo a publicidade tradicional vem atuando cada vez mais com vocabulário dirigido ao público, por meio da linguagem informal, além de recursos visuais mais simples e com pessoas, no lugar de marcas.

Por isso, a dica da influenciadora para quem está iniciando esse projeto de vida é para desenvolver um trabalho autêntico e que realmente solucione uma necessidade de mercado. Da mesma forma que a influencer encontrou uma forma de resolver uma demanda pessoal ao descobrir novos programas para fazer com o namorado.

Ao romper um paradigma e ser você mesma, acaba transformando os conteúdos em indicações confiáveis. Mas, além disso, a concorrência entre influenciadores é bem maior quando muitos atuam nas mesma áreas. Se a pessoa interessada em trabalhar como digital influencer conseguir se descobrir e se identificar com uma brecha de mercado pouco explorada, mas que tenha muito a ver com seu modelo de vida, ficará mais fácil de desvendar esse mercado, descobrir operações comerciais para suprir esse setor e aprender com as pesquisas, sem contar com a linguagem que ficará bem mais fluída entre o público e o canal.

Entretanto, tão importante quanto fazer uma pesquisa para identificar esse nicho, é entender que o negócio é uma empresa como outra qualquer e irá requerer dedicação financeira, gestão, funcional e estrutural, além de investimento. Já que nem sempre o cliente baterá na sua porta no primeiro mês de trabalho e nem sempre os seguidores descobrirão o canal já de início. Tudo isso demanda trabalho, estudo, pesquisa, capacitação, paciência e resiliência.

Após quatro anos, Mariah possui uma equipe para atuar nas suas redes sociais e profissionais que se dedicam também ao “Tour O que Fazer Curitiba”, com mais de 100 experiências, dicas gastronômicas e descontos bem interessantes. Entretanto, sempre que a equipe recebe um pedido de recomendação, a influencer faz questão de validar para ser fidedigna na sugestão!  

Conheça mais sobre esse mundo dos influencers empreendedores no vídeo!

 

Comunidade Sebrae
Suzane Marie
Suzane Marie Seguir

Sou jornalista, MEI e gerente de comunidades da Comunidade Sebrae!

Ler matéria completa
Indicados para você