[ editar artigo]

Gestão para pequenas empresas: Capacitação e tecnologia como aliados

Gestão para pequenas empresas: Capacitação e tecnologia como aliados

Se você é empreendedor de uma pequena empresa, já descobriu que a gestão é um desafio importante. No início, é muito comum dominar sua atividade principal, criando uma metodologia própria de gerenciamento do seu negócio. Os desafios aparecem quando você começa a crescer e precisa transferir esse conhecimento para outras pessoas ou ainda quando o volume de tarefas é tão grande, que você fica impossibilitado de dar o próximo passo. Saiba que existem muitas pessoas nessa situação.

Enfrentar um mercado competitivo exige que os empresários busquem por capacitação em diversos níveis e apoio de tecnologias para aumentar a produtividade. Confira algumas dicas simples para melhorar a sua gestão:

Informação é o começo de tudo

Ser competente no que faz é só o primeiro requisito para um empreendedor. É importante você se familiarizar com as áreas comuns a todo  negócio: financeiro, gestão, comunicação e outras áreas. Pesquise para descobrir o que negócios similares fazem para registar os processos e divulgar serviços e produtos, pois esse pode ser um bom ponto de partida. 

Visite seus concorrentes, faça um cliente oculto com eles, simulando uma situação que você passa em sua empresa e que deseja ver como seu concorrente agem. Junte todas essas informações e realize uma análise de como implementar possíveis melhoria no seu negócio. 

Organização sempre e para sempre

As anotações perdidas no caderninho, aquela informação que você deixa para anotar depois e na correria do dia a dia acaba deixando passar, podem influenciar diretamente no controle do seu estoque e na gestão do seu negócio. 

Se você não tem registrado exatamente o que o seu cliente pediu, não sabe quais produtos vende mais e os que vende menos, não tem o contato de fornecedores com os quais já trabalhou, fica difícil evoluir. Manter um histórico de tudo é a melhor forma de tomar decisões mais assertivas no presente e no futuro.

Se você quiser, pode usar o Excel para registrar dados ou ferramentas e softwares próprias para o seu segmento. Existem muitas opções com preços acessíveis ou até mesmo gratuitas.

Legislação deve ser prioridade

Em qualquer tipo de negócio é importante estar em dia com as obrigações legais. Certificados, pagamentos de guias de impostos, adequações para contratações de funcionários, alvarás, etc. Tudo isso precisa ser regularizado, a fim de evitar multas e preocupações futuras. Converse sempre com um contador de confiança e acompanhe os processos de perto, pois se algo acontecer, de nada adianta justificar que seu contador deixou de fazer algo, pois a responsabilidade é da sua empresa.

Foco no sucesso do seu cliente

Divulgar os serviços e produtos nas redes sociais, fazer novas promoções e atrair mais clientes são preocupações constantes da maioria dos empresários, porém hoje conquistar um novo cliente pode custar até 5x mais do que manter um cliente atual. Que tal manter os clientes que você já conquistou e tornar a sua marca ainda mais querida pelo público?

Pense no caminho que seu cliente percorre desde o momento da compra, até o momento em que ele usa de fato seu produto ou serviço. Coloque tudo no papel, desenhe as etapas e veja em quais delas ele pode desistir de comprar ou realizar o serviço com a sua empresa. Feito isso, você deve pensar em quais ações poderia tomar para evitar que seus clientes desistam da compra.

Além disso, você deve ouvir o cliente, deixe sempre um canal aberto, seja em uma caixa de sugestões na sua empresa, ou com uma pesquisa de satisfação, que pode ser feita de forma online por sistemas gratuitos.

Confira abaixo uma lista de perguntas que você pode fazer ou adaptar de acordo com o seu negócio:

*** Dica extra: verifique se para seu negócio é mais interessante que a pesquisa seja anônima para coletar informações mais espontâneas ou se é preciso a identificação do cliente para que as melhorias.

Expansão - Como contratar a pessoa certa!

Antes de iniciar o processo de recrutamento, a primeira coisa a se fazer é definir exatamente as funções que a pessoa contratada deve desempenhar. Não faça isso com base em características de alguém que já trabalhou ou trabalha na empresa, foque no que o cargo precisa.

Depois de definir exatamente o que a pessoa deve executar no dia a dia, converse com seu contador a respeito dos formatos de contratação e calcule quanto será preciso investir.

Divulgue a vaga nas suas redes sociais e em grupos relacionados ao seu segmento ou de busca de empregos da sua cidade. Faça a seleção dos currículos, considerando sempre as qualificações necessárias para aquela tarefa.

Nas entrevistas com os selecionados, seja sincero ao expor os horários, os valores e as suas expectativas a respeito da vaga. Se você não tem tempo ou tem dificuldades com esse processo, é possível terceirizar essa etapa com empresas de RH.

Caso opte por realizar o processo internamente, faça perguntas pertinentes ao cargo e cuide com sua postura e solicitação de informações pessoais ou desnecessárias ao cumprimento da função. Combine um prazo e forma de contato para dar retorno aos pré-selecionados. 

Lembre-se que você pode contar com o SEBRAE para auxiliar você em diversos desafios de gestão. Entre em contato por um de nossos canais:

Um abraço e até a próxima! 

Comunidade Sebrae
Franciele Fernanda Dulla de Souza
Franciele Fernanda Dulla de Souza Seguir

Formada em administração, especialista em marketing e Customer Success. Sou consultora no Sebrae Paraná e organizadora do Meetup CS Brasil.

Ler matéria completa
Indicados para você