[ editar artigo]

Indicadores de desempenho: como criar estratégias com base em resultados?

Indicadores de desempenho: como criar estratégias com base em resultados?

Dedicar a maior parte tempo ao planejamento e execução de ações e não analisar resultados é um dos grandes erros das organizações. Muitas vezes, o desempenho é medido apenas em relatórios extensos e pouco explorados. Se esse é um dos desafios da sua empresa, saiba que algumas ferramentas podem te auxiliar nesse processo! Uma delas são os indicadores de desempenho, que ajudam a mensurar e avaliar resultados, possibilitando uma visão do negócio como um todo.

Indicadores de desempenho: o que são?

Também chamados de KPIs (Key Performance Indicators), os indicadores de desempenho são métricas que avaliam a performance de processos da empresa com base nos seus objetivos. Por meio deles é possível visualizar se as ações realizadas e decisões tomadas estão de acordo com as metas definidas.

Quando pensamos em indicadores de desempenho no meio corporativo, isso significa detectar a capacidade da empresa de gerenciar variáveis e proporcionar uma visão das condições para projetar o futuro. E você pode estar se questionando, como colocar isso em prática para que gere uma contribuição significativa no negócio? Para tirar suas dúvidas, acompanhe os próximos pontos!

 

Como aplicar: comece pelo planejamento estratégico

O primeiro passo para ter efetividade nos indicadores de desempenho é definir de forma clara seu planejamento estratégico. Tenha as metas e os objetivos a serem alcançados. Com isso, os indicadores irão monitorar e acompanhar a evolução de cada etapa do processo. Ao acompanhar cada resultado é possível ter referências para a tomada de decisões mais assertivas.

Para definir de objetivos no início do projeto, você pode utilizar algumas metodologias - elas deixam de maneira mais clara o que deve ser feito. Para estabelecer objetivos, é importante entender o cenário da empresa e quanto tempo as metas e resultados-chave vão levar para serem alcançados. Com base nessa definição, analisar resultados será muito mais fácil!

Tipos de indicadores

Os indicadores de desempenho podem ser divididos em quatro categorias. Dessa forma eles são aplicáveis a qualquer área da empresa. Confira quais são eles:

➡ Indicadores de produtividade: como o próprio nome já diz, esses indicadores estão relacionados à produtividade, seja por hora do colaborador ou por hora produzida. Esses indicadores irão analisar o uso dos recursos da empresa por meio das entregas feitas.

➡ Indicdores de qualidade: estão atrelados aos indicadores de produtividade e ajudam a controlar possíveis desvios no processo. Um exemplo de indicador de qualidade é o feedback de clientes ou consumidores de determinado produto/serviço.

➡ Indicadores de capacidade: esses indicadores são responsáveis por medir a capacidade de resposta de um processo. Aqui é possível avaliar a capacidade de uma máquina, por exemplo.

➡ Indicadores estratégicos: auxiliam na orientação em relação aos objetivos estabelecidos. Por meio dos indicadores estratégicos é possível comparar o cenário com o que foi proposto.

Conheça outras métricas

Além da divisão de indicadores, também existem outras métricas bastante utilizadas. Entre elas estão indicadores de lucratividade, rentabilidade, competitividade e de valor. A de lucratividade irá fazer a relação entre o lucro e as vendas; a de rentabilidade levanta o percentual entre o lucro e investimento feito; a de competitividade mede a relação com a concorrência, e a de valor analisa a relação do valor percebido e do valor efetivamente despendido para obter o que se recebeu.

Isso não impossibilita também que as empresas criem seus próprios indicadores de desempenho. Eles podem ser criados com base no produto e setor em que a empresa atua, desenvolvendo algo personalizado para realizar essa medição de resultados. Para criar os próprios indicadores de desempenho, alguns fatores são essenciais. Veja o que é imprescindível:

💡 Analisar o mercado em que atua

💡 Definir os objetivos do seu negócio e quais serão as estratégias

💡 Elencar todos os fatores macro que podem influenciar no resultado de projetos

💡 Levar em conta as características e entrega da sua equipe

Mas fique atento!

Em todo esse processo, alguns erros são comuns. Entre eles está o fato de a empresa acabar utilizando somente as métricas mais fáceis. Pode parecer mais simples ao princípio, mas isso pode impossibilitar que você tenha uma visão do todo. Por isso, não se preocupe em doar seu tempo nisso. Se for necessário, use diferentes métricas: o importante é gerar o maior número de dados possível para entender seu negócio estrategicamente.

Outro erro comum na análise de desempenho consiste em usar indicadores que medem tarefas em vez de resultados. Muitas vezes, o resultado é confundido com as ações em si. Então, foque em analisar o resultado final e não nas tarefas realizadas.

Uma dica bastante importante também é sobre o que você está medindo. Faça a pergunta a si mesmo e ao grupo: isso é realmente importante para o resultado do projeto? Isso porque, às vezes, focamos em métricas que não irão influenciar nem trazer dados estratégicos. Encontre, também, o indicador que possa trazer maior efetividade no seu caso - isso evita inclusive o desperdício de tempo.

Portanto, independente dos indicadores utilizados, invista tempo em analisar os resultados dos projetos de sua empresa. Não se baseie em relatórios rápidos, leve em consideração todas as etapas do processo e tire delas o que sua empresa pode melhorar. É muito fácil começar um grande projeto e acabar se perdendo - acontece com frequência nas grandes corporações. Por isso, lembre: quem analisa seus resultados sai na frente!

Obrigado e até a próxima!

🙂🤝

🔵 Atendimento Digital SEBRAE 🔵
WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail

Blog

Comunidade Sebrae
Vânia Paula Cruz Claus
Vânia Paula Cruz Claus Seguir

Consultora - Sebrae

Ler conteúdo completo
Indicados para você