[ editar artigo]

Melhores resultados a partir do seu auto conhecimento.

Melhores resultados a partir do seu auto conhecimento.

Em meio a era da tecnologia e informações aceleradas, vivemos uma dualidade, de um lado estamos ansiosos e com pensamentos confusos, com pouca atenção no que fazemos e do outro lado, temos um mundo de oportunidades e possibilidades nunca tão acessível a nós como hoje.

               Por que algumas pessoas têm resultados e outras não? Como eu posso me destacar nesse cenário? Segundo a Dra. Carol Deweck, no seu estudo sobre MIndset que significa a forma como eu penso ou meu modelo mental, existem duas formas de pensar, uma mais fixa, onde as pessoas acreditam que nasceram com uma certa inteligência e a outra forma mais progressiva, ou de crescimento onde as pessoas acreditam que podem melhorar através do seu esforço, valorizando todo o processo e não apenas o resultado final.

                A maioria das pessoas de sucesso tem o mesmo padrão comportamental, esse padrão é definido pela sua forma de pensar, essas pessoas tem o mindset de crescimento, se enxergam como aprendizes, acreditam que podem aprender com tudo e com todas em todas as situações,  gostam de aprender coisas novas e assumir novos desafios, ao errar elas tentam criar um processo de aprendizagem, essas pessoas valorizam o esforço e se conectam mais com as oportunidades, já as pessoas com o mindset fixo são aquelas que normalmente tem a postura de eu já sei de tudo, e que acreditam que nasceram com uma certa inteligência ou dom e se algo for muito difícil, elas desistem.

                Todos nascemos com o mindset de crescimento, porque quando crianças fizemos duas das tarefas mais difíceis da nossa vida, que é andar e falar, simplesmente tentando várias vezes até conseguir. Mas então aonde em nossa jornada mudamos essa forma de pensar e adotamos a postura de não aprendizes? Durante a formação da nossa personalidade na infância, fomos altamente influenciados por nossos pais, professores e pessoas próximas, a partir dessa influência criamos crenças e valores, que mais tarde vão definir nossos comportamentos, porém muitas dessas crenças são limitantes e nos impedem de alcançar alguns resultados.

Como fazer então para identificar e conhecer essas crenças? A partir do auto conhecimento, que é busca pela sua verdadeira essência,  e a partir dela, passa a conhecer as suas emoções e entender as suas reações e comportamentos, a partir do auto conhecimento você passa a se conhecer mais e com isso acaba por entender melhor o outro, ao entender os seus pontos fortes e os pontos de melhoria, você passa a ter mais confiança e se conecta com a sua singularidade, passa a entender que todas as pessoas são únicas e tem um proposito na vida, e ao entender isso você compreende que não precisa mais julgar o outro e que você não depende mais unicamente da opinião e aprovação das pessoas e acaba assumindo consigo mesmo o compromisso para uma vida mais feliz e produtiva e assim encontra todas a possibilidades que está disponível para você.

Além do auto conhecimento podemos fazer algo muito importante pra nós, que é prestar atenção ativamente em tudo que estamos fazendo, hoje o maior desafio das pessoas é fazer uma coisa de cada vez, plenamente consciente, ao fazer isso você se conecta com a atenção plena e resultados incríveis podem acontecer na sua vida.

Além disso eu recomendo que você tire um tempo todos os dias para realizar o seu processo de desenvolvimento pessoal, o que eu utilizo é o milagre da manhã, mais você pode encontrar outros que melhor se encaixa com você, ao fazer isso você estará dando um passo muito grande para mudar qualquer área da sua vida, se destacar, sair da media e ter mais resultado.

Para mais informações recomendo a leitura do livro – Mindset e o site https://mentalidadedecrescimento.com.br/teste-de-mindset/.

Para ter acesso aos slides da palestra, acesse o link abaixo:

http://bit.ly/2LMU1OM

Comunidade Sebrae
Débora Steiner Dias
Débora Steiner Dias Seguir

Consultora - SEBRAE

Ler matéria completa
Indicados para você