[ editar artigo]

Muito além de móveis: Cuidados ao projetar o ambiente de trabalho

Muito além de móveis: Cuidados ao projetar o ambiente de trabalho

A arquitetura corporativa vai muito além da escolha dos móveis e da decoração. Ela visa transformar ambientes de trabalho em espaços mais produtivos, confortáveis e diferenciados. Sem se restringir aos escritórios, o conceito pode ser aplicado em diversos setores do mercado, como hotéis, condomínios, restaurantes e em muitos outros locais. O ambiente é projetado para aumentar a funcionalidade dos espaços, sem perder a beleza e o design.

Layouts modernos e a rotina das empresas

A preocupação em projetar áreas de trabalho eficientes e confortáveis, com design inovador, é algo com que os empreendedores têm se preocupado. Além dos layouts modernos, a arquitetura corporativa integra a estética, ergonomia e a comunicação entre os setores, transmitindo a identidade da marca.

Atualmente, os ambientes estão sendo projetados de forma mais aberta, permitindo a aproximação entre os funcionários para estimular o relacionamento e a troca de ideias.

Ergonomia: Conforto e bem-estar do funcionário

A ergonomia objetiva a relação do homem com o seu ambiente de trabalho, uma vez que visa prevenir acidentes, o surgimento de patologias específicas de determinados tipos de função e todas as medidas de conforto, que resultam no melhor rendimento do trabalho.

É importante frisar que o Ministério do Trabalho e do Emprego orienta que a empresa faça uma Análise Ergonômica do Trabalho (AET) para saber quais melhorias devem ser feitas para que o ambiente de trabalho atenda todas as condições mínimas de ergonomia.

O conceito pode ser aplicado nos projetos de arquitetura corporativa. Na decoração de ambientes, é preciso pensar na posição dos objetos de uso diário para facilitar o seu acesso e manuseio. Por exemplo, você pode trocar os móveis com gavetas pelas estantes e prateleiras.

Também é preciso avaliar todas as dimensões do espaço para entender sua funcionalidade. Para que o ambiente seja decorado de forma funcional e ergonômica, é preciso escolher modelos que forneçam mobilidade, comodidade e leveza. Cadeiras ajustáveis contribuem para preservar a saúde da coluna e das articulações dos funcionários. Já as mesas podem ser escolhidas de acordo com o formato e funcionalidade. Mesas redondas são ideais para reuniões e ambientes pequenos, enquanto que os formatos em L facilitam a execução de diferentes tarefas, perfeitas para os trabalhos em grupos.

Outros cuidados com o ambiente de trabalho

A limpeza e a organização também devem ser levadas em conta no ambiente de trabalho. Além de contribuir para a poluição visual do escritório, a desorganização pode provocar estresse, desmotivação e prejudicar o andamento das tarefas. Por isso, evite acumular vários objetos em cima da mesa e deixe somente o que for necessário. Lembre-se de que você divide o espaço com mais pessoas! 

Pode não parecer, mas as cores são fundamentais na decoração de qualquer ambiente. A psicologia das cores é uma aliada do bom andamento das atividades. Você pode escolher cores claras que ampliam a sensação de espaço e que não cansem a visão. Mas, para quem prefere um ambiente mais enérgico, as cores vivas podem estar nos objetos decorativos ou até mesmo em uma parede.

A iluminação também deve ser projetada de forma eficiente e dentro das normas. A Norma Regulamentadora 17 (NR17) traz especificações sobre essa questão. O projeto luminotécnico deve ser pensado no bem-estar do funcionário, na economia e na sustentabilidade. Além disso, um ambiente bem iluminado pode evitar acidentes e aumentar a produtividade da equipe.

Um vilão de muitos ambientes é o barulho. Muitas vezes lidar com o ruído é inevitável, seja em conversas ou até mesmo com o barulho de digitação. Para amenizar esse tormento, fones de ouvido com cancelamento de ruídos podem ajudar. 

Investir em arquitetura corporativa realmente é um bom negócio, pois você não pensa apenas no projeto de construção do espaço, mas também nos detalhes que podem facilitar o dia a dia dos funcionários. Além de estar de olho nas questões que podem interferir na saúde dos colaboradores, um projeto diferenciado melhora a organização dentro da empresa, diminui os custos de reformas posteriores para adaptação e transmitem identidade à sua marca.

 

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você