[ editar artigo]

"NÃO EXISTE CRESCIMENTO NA ZONA DE CONFORTO. NÃO EXISTE CONFORTO NA ZONA DE CRESCIMENTO."

 

Quem diz isso é o Bruno Nardon, co-fundador da Kanui e da Rappi Brasil. Bruno é especialista em Growth Hacking. Ele foi o responsável pelo início das operações da Rappi no Brasil e seu crescimento exponencial.

Lembrei desta frase durante a oficina de Growth Hacking,  do programa de pré-aceleração Operação Startup do Sebrae PR, ministrada pelo Julio Lussari, responsável pelo Growth da startup curitibana de gestão financeira Celero.

Eu me senti muito "desconfortável" naquela manhã, mas eu estava feliz, instigado e com muita vontade de colocar em prática o que eu estava aprendendo. Durante aquela aula eu anotei tudo, fiz perguntas, participei de dinâmicas.. o conteúdo era realmente interessante e eu não queria perder nenhum detalhe.  Além de muito conteúdo técnico, ele nos deu dicas sobre livros (Satisfação Garantida, de Tony Hsieh; Tribos, de Seth Godin), sobre comunidades no Facebook ( Comunidade Sobral, sobre Gestão de Tráfego), palestras TED ("como aprender qualquer coisa em  horas"). Mas a dica mais relevante para mim, foi a dica que Steve Blank deu a ele pessoalmente em um evento nos EUA: "não pule nenhuma etapa".

Essa dica deveria ser seguida à risca por todo empreendedor de qualquer startup. Fazer com que a sua startup vire um negócio sustentável não é uma tarefa fácil. Para que tudo dê certo, ela deve passar por etapas cruciais para o seu desenvolvimento. Se você está na fase da Ideação, valide a sua ideia. Se você está buscando tração, foque nas ações que irão te levar a ela. Se você precisa de investimentos, inicie os primeiros contatos com os investidores muito antes que o seu dinheiro acabe. Se você está buscando escala, foque em Growth. 

E por falar em Growth, o ponto alto da oficina foi quando ele fez uma dinâmica com a turma utilizando uma técnica de priorização de ideias de experimentos para uma das startups participantes do programa. A técnica utilizada foi o ICE Score, criada por Sean Ellis, o mesmo que cunhou o termo "Growth Hacking".

ICE Score é uma pontuação dada para cada ideia de experimento, levando em conta três fatores: Impact (impacto), Confidence (confiança) e Easy (facilidade). Essa metodologia ajuda a responder três perguntas fundamentais na hora de escolher qual ideia seguir: 

- Qual vai ser o impacto desse experimento?

- Quanta confiança tenho de que a minha hipótese para esse teste vai estar correta?

- Quão fácil vai ser realizar esse experimento?

Bom, meu amigo leitor.. se você leu esse texto até aqui, é porque você está em busca do "desconforto" da zona de crescimento ou está "desconfortavelmente" crescendo. E se você tem uma startup, te convido para se juntar a esta comunidade de empreendedores e participar do programa de pré-aceleração Operação Sebrae.  Sem dúvidas, a zona de crescimento é o seu lugar!

Blog

Comunidade Sebrae
Gustavo Guimarães
Gustavo Guimarães Seguir

Lançando a maior plataforma de visitas ao vivo por vídeo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você