[ editar artigo]

O Futuro Econômico e as oportunidades para os Empreendedores

O Futuro Econômico e as oportunidades para os Empreendedores

Com a sala cheia de empreendedores como eu, o Summit Sebrae PR 2019 recebeu o jornalista Luis Arthur Nogueira, colunista IstoÉ Dinheiro e Portal IG, na palestra interativa “O Futuro Econômico e as oportunidades para os Empreendedores”.

O palestrante mostrou os pontos fortes e fracos do atual governo, bem como dos governos anteriores, que refletem no cenário político e econômico vigente, além de explicar que as atuais decisões comportamentais podem afetar um melhor desempenho do país. Entretanto, Nogueira mostrou que o Governo Bolsonaro possui uma boa perspectiva de crescimento econômico (agenda econômica) e reformas, até mesmo tributária.

Com esses cenários, que refletem diretamente o empreendedor brasileiro, Nogueira fez projeções até 2022, calculando que o PIB deve registar crescimento em 2019 entre 2 e 3% devido a agenda reformista. A inflação está prevista para 3% a 4%, juros básicos (Selic) de 4,5% a 8 ao ano, dólar de R$ 3,50 a R$ 4,50 e desemprego abaixo de 10% somente em 2022.

O especialista, por meio de enquetes instantâneas, revelou a opinião da plateia empreendedora, que mostrou o clima e a confiança dos participantes em relação ao futuro dos negócios, ao país, bem como seu desenvolvimento e crescimento. Cerca de 67% da plateia mostrou que acredita que o crescimento médio anual do Brasil deve girar em torno de 2% sobre o desempenho econômico do governo.

Entretanto, mesmo com boas perspectivas, ainda existem fatores de nível global que podem afetar o país. Um dos motivos, inclusive apontados pelo FMI com a redução da previsão de crescimento mundial, é por conta das guerra comercial entre EUA e China, além já da crise argentina, com quem o Brasil mantinha boas negociações principalmente na exportação de automóveis. Nesse panorama, há riscos ainda devido à instabilidade da Coreia do Norte e dos conflitos no Oriente Médio.

Já em relação ao empreendedorismo no Brasil frente a todos esses apontamentos, Nogueira citou que o brasileiro está acostumado com as turbulências e que vai continuar empreendendo, exportando e criando opções de negócios e operações. Entretanto, é necessário não perder o foco das análises de mercado, investimentos, empréstimos e oportunidades para garantir a sua saúde empresarial.

E você, também está otimista?

Comunidade Sebrae
Suzane Marie
Suzane Marie Seguir

Sou jornalista, MEI e gerente de comunidades da Comunidade Sebrae!

Ler matéria completa
Indicados para você