[ editar artigo]

O problema não é a idade, é a falta de marketing pessoal, meu velho.

O problema não é a idade, é a falta de marketing pessoal, meu velho.

 

"Minha idade é o problema! Ninguém quer contratar alguém que passou dos 43, aos 50 anos - tenho certeza - sou descartável".

TODOS os empregadores pensam assim? Não. Algumas marcas empregadoras que buscam os maduros e experientes, desde atualizados:  a Totvs, Cencosud Brasil, Unilever, Gol Linhas aéreas e Embracon. Conhece outras? Deixe nos comentários para ajudar os colegas da rede.

Quanto às marcas que têm preconceitos com idade, como abordá-las? USE O MARKETING A SEU FAVOR, COROA!

Aos 50, 60 e 70 temos experiência - comprovada - E HABILIDADES que são muito desejadas: AGILIDADE, CRIATIVIDADE E DOMÍNIO DA TECNOLOGIA - essas são as características que o mercado atribui apenas aos jovens, entendeu onde está o problema?

Não é sua IDADE, é sua FALHA EM NÃO PROMOVER sua marca pessoal sendo confiável e criativa; experiente ao mesmo tempo aberta ao novo; que usa canais eletrônicos, mas é imbatível na empatia e humanidade no atendimento aos clientes. Se as marcas empregadoras estão preconceituosas a culpa é nossa, nós nos deixamos abater ao tentar concorrer com os Millennials no campo deles. 

Você pode e deve mostrar ao mercado que sim, tem 50 anos de idade é ÁGIL (não no jogo de basquete {talvez seja, eu não sou} como era aos 20) NAS TOMADAS DE DECISÃO porque pela bagagem acumulada consegue calcular rapidamente os riscos de cada decisão, que você também é CRIATIVO porque conhece norma,s processos, regras e por isso mesmo consegue IMAGINAR soluções INOVADORAS, que é EMPÁTICO (porque as cicatrizes que carrega trouxeram mais tolerância e amor fraterno para com os outros, e isso é excelente parav o atendimento a clientes), QUE ENTENDE DE TECNOLOGIA (não precisa saber programação, a menos que vá trabalhar com isso, mas precisa saber os que é a internet, os chatbots, produzir conteúdo nas redes sociais, pesquisar pelo Google).

Não é a idade, é sua invisibilidade. Você está no Linkedin? E nos congressos? Qual o último curso que fez? E o livro que leu?

Outra coisa, MUDE sua maneira de procurar emprego, procure trabalho, monetize seu conhecimento além do formato "CLT", já pensou em empreender?

Se é emprego que quer, saiba que não basta um c.v. com cargos e função, TEM QUE ESTAR NAS REDES, use o Linkedin para CONTAR SUA JORNADA. Promova sua marca pessoal contando suas histórias e mostre as vantagens de contratar alguém como você, único e valioso.

Venda-se como um raro e premiado Grand Cru de Bordeaux, meu velho! Valorize sua história.

Sou contadora de histórias, redatora, palestrante e consultora em gestão de marcas pessoais. 

Blog

Comunidade Sebrae
Alexandra Fernandes
Alexandra Fernandes Seguir

Consultora em Branding | criação de Storytelling | textos de vendas -Copywriting | Sales pitch | Táticas de Comunicação e Marketing

Ler conteúdo completo
Indicados para você