[ editar artigo]

O que você precisa saber antes de contratar um Coach

O que você precisa saber antes de contratar um Coach

Primeiro vamos esclarecer o que é e o que não é coaching, começando com o que não é:

Não é Terapia - A terapia parte de experiências passadas e tem como pressuposto a existência de um problema psicológico e o seu foco é a busca de soluções para este problema. Um ponto fundamental é que este processo só deve ser realizado por profissionais da área de Psicologia ou Psiquiatria.

Não é Treinamento - O treinamento tem o foco voltado para capacitação, que pode ocorrer através de atividades pontuais ou mesmo institucionais. Pode ser destinado tanto à correção de determinadas deficiências quanto ao desenvolvimento de novas habilidades ou mesmo reforço de alguma delas. 

Não é Aconselhamento - O aconselhamento (ou counseling em Inglês) parte do pressuposto de que o conselheiro apontará caminhos para resolver problemas ou demandas específicas. Normalmente parte de uma crise em andamento.

Não é Mentoria - A mentoria é um processo em que o mentor ajuda o mentorado a caminhar profissionalmente. O mentor é um profissional interno que tem mais experiência e presença nas áreas da empresa, capaz de indicar que caminhos devem ser tomados e quem são as pessoas que ele deve entrar em contato para facilitar seu encaminhamento profissional.

Não é Orientação Vocacional - O orientador auxilia as pessoas no momento da escolha ou de redirecionamento da carreira profissional. Busca juntar as informações do orientando com as possibilidades de cursos profissionais, considerando também a realidade de mercado.

 

O que é Coaching?

Coaching é um processo conduzido por um profissional experiente (coach) que tem como objetivo auxiliar uma outra pessoa (coachee) a desenvolver seu potencial. Parte de uma situação atual, apresentada pelo coachee, para uma situação desejada no futuro. O processo de coaching pode ser conduzido de maneira individual ou coletiva (o chamado coaching em grupo ou equipe). Contudo, o processo mais comum é o individual.

O Coaching tem uma coisa em comum com os demais processos mencionados anteriormente: todos eles visam o desenvolvimento das pessoas; o que os difere são os métodos.

O processo de Coaching teve sua origem 300 anos antes de Cristo, com o filósofo grego Sócrates. Fazendo uma homenagem a sua mãe, que era parteira, ele chamava o processo de “maiêutica”, que em grego significa “dar à luz, parir”. Ele fazia perguntas porque acreditava que as respostas estavam dentro de cada um.

E de onde se origina o nome Coach? Existem várias teorias, mas as duas mais comuns são a de que vem de treinador de futebol americano, que também é chamado de “coach”; e também de que vem de uma carruagem que existia na europa no século XVIII e que transportava as pessoas de um lugar para outro. Esta segunda parece ser a mais plausível, uma vez que é papel do coach ajudar o coachee a ir de um ponto inicial a um local desejado.

Cuidados que você deve ter ao selecionar um Coach

O coach qualificado se utiliza de métodos, técnicas e ferramentas específicas para cada caso, considerando os objetivos do coachee. O mais importante de tudo isso são as perguntas que o coach faz.

Durante a sessão ele tem que ouvir muito o que o coachee está dizendo para poder formular as perguntas certas. Portanto, além de saber perguntar, o coach tem que ter uma habilidade muito grande de escuta ativa; ou seja, precisa prestar atenção de verdade em tudo que o coachee está dizendo, sem fazer qualquer julgamento e com tanta imparcialidade quanto possível.

Outro cuidado que o coach deve ter é com as expressões faciais. Imagine o coachee relatando uma situação e o coach  fazendo uma expressão de desaprovação? Como será que que o coachee iria se sentir? O coach tem que ser o mais neutro que puder.

Os puristas do processo de coaching dizem que o coach jamais deve orientar diretamente o coachee e sim ir fazendo perguntas até que o coachee chegue à sua própria resposta. Eu concordo com isso em 95% dos casos; contudo, se, pela sua experiência, o coach vê que o coachee pode estar indo em uma direção que possa lhe causar prejuízos, ele deve sim avisar.

De que forma ele pode fazer isso sem ferir os “princípios” do processo? Ele pode contar uma experiência própria ou de um terceiro, sem identificar para não ferir o processo de ética, comentando o fato e as consequências do mesmo. Assim, ele estará ajudando o coachee a chegar a sua própria decisão.

Outro ponto muito importante é afinidade entre o coach e o coachee. Isso pode ser verificado no primeiro contato: preste atenção à maneira como o coach se expressa; peça para ele compartilhar os estudos que fez, as ferramentas que utiliza, como conduz as sessões, qual a duração das mesmas; veja que perguntas ele(a) faz sobre você e se as respostas que ele(a) dá são sinceras ou somente para lhe agradar. Se você for uma pessoa atenta, não se deixará enganar.

Já foi até proposta no Senado a criação de uma lei que puna o charlatanismo de pessoas que se auto intitulam coaches e prometem coisas para as quais não são habilitadas e nem fazem parte dos processos de coaching (como “Cura Quântica” e “Reprogramação do DNA”, entre outros). Isso não é papel do coach. Em minha opinião, porém, não acho que precisaríamos de uma lei específica. O charlatão poderia ser processado por estelionato.

Resumindo, contrate o profissional que você precisa para te ajudar. Pode ser um terapeuta, um mentor, um conselheiro um orientador vocacional ou um treinador/instrutor. Agora, se você está em busca de um processo de desenvolvimento pessoal ou profissional e precisa de alguém que o estimule a chegar às suas próprias conclusões, contrate um bom coach. Mas lembre-se: pesquise, veja se há compatibilidade entre vocês e estabeleça um contrato em bases justas. Lembre-se também de que o Coach não faz milagres - ele depende do comprometimento do coachee para que os resultados sejam alcançados.

Bom trabalho e sucesso!

Humberto Souza, Coach, Professor, Mestre em Administração, Especialista em Direito do Trabalho, Administrador de Empresas.

Blog

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você