[ editar artigo]

People Analytics: Transformando a Gestão de Pessoas

People Analytics: Transformando a Gestão de Pessoas

 

Nos últimos anos o mundo dos negócios vem mudando devido a grande importância dos dados. Atualmente temos muitos deles disponíveis na palma da mão e muitas tecnologias estão disponíveis para manipulá-los a nosso favor.

Provavelmente você já deve ter pelo menos ouvido falar sobre essas tecnologias: Business Intelligence, Machine Learning, Inteligência Artificial, Big Data? Se ainda não ouviu é importante buscar compreender, pois estas estão causando grande impacto e tornando cada vez mais acessíveis as empresas.

Esse impacto está chegando com forças no departamento que é o foco aqui, RH ou Gestão de Pessoas, o People Analytics pode trazer insumos suficientes para que tenhamos respostas e tomadas de decisões mais estratégicas.

O que é People Analytics e por que utilizar?


De acordo com Ben Waber, escritor do livro People Analytics: How Social Sensing Technology Will Transform Business and What It Tells Us about the Future of Work e especialista no assunto, se estivermos utilizando de dados para tornar as pessoas eficientes, felizes, criativas, especialistas, lideres e seguidores no ambiente de trabalho, nós estamos "fazendo" People Analytics.

Então é importante ressaltar que PA não é um software ou uma ferramenta em si, mas sim uma metodologia para tomar decisões embasadas em dados sobre os colaboradores de uma empresa. Os softwares e as tecnologias disponíveis facilitarão (e muito), sendo uma parte essencial para um trabalho bem feito, pois é necessário aplicá-las juntamente com estatísticas, matemáticas e métricas em um conjunto de dados para conseguir obter determinações fiéis para o negócio.

Segundo uma pesquisa realizada pela Harvard Business Review, a média de custos com pessoas nos negócios ao redor do mundo é de 70%, um percentual considerável, por isso precisamos identificar se as pessoas estão trabalhando felizes e com alta performance, por exemplo.

A utilização de PA pode beneficiar a organização como um todo, por exemplo, aumentar a retenção de talentos, preparar equipes para que tenham alta performance e melhorar o recrutamento e seleção.

Empresas que utilizam análises através de People Analytics, estão eliminando fatores intuitivos na hora de tomar decisões, consequentemente tendo melhores resultados e diminuindo o percentual de erros.

4 Etapas que podem ser exploradas em People Analytics


  • Informações básicas/Relatórios Operacionais

Quem nunca precisou enviar um relatório ao CEO, dono da empresa, gerente, líder, etc? Normalmente esses relatórios são construídos em Excel ou ferramentas semelhantes, apresentados e descartados, pois para que possa apresentar novamente é quase sempre necessário uma atualização. Nessa etapa a maioria das empresas já estão situadas.

  • Business Intelligence/Métricas

Muitas informações dentro do RH podem ser automatizadas, com os famosos BI's podemos extrair informações de sistemas por exemplo, os relatórios já não serão mais manuais e possuirão uma atualização automática em determinado tempo, que pode ser diária, mensal ou anual. Com um BI montado, a ideia é que facilite o entendimento de informações e a comparação entre dados e períodos.

Exemplos de indicadores: Turnover, headcount, limites de folha de pagamento, banco de horas/horas extras, entre outros.

  • Análises Avançadas

As análises avançadas consistem em correlacionar informações chaves para a tomada de decisão,  nada mais fácil do que explicar com um exemplo: Se identificamos um turnover alto e que não seja característica do negócio, pode ser elaborada uma entrevista ou pesquisa de desligamento, com o intuito de identificar através da análise das respostas, o que pode estar causando a grande rotatividade. 

  • Modelagem/Predições e Prescrições

Nessa etapa o principal objetivo é olhar para o futuro e fragmentos, pesquisando padrões de comportamentos dos colaboradores, por exemplo, pode-se identificar aqueles que tem maior tendência em deixar a sua empresa em períodos futuros, sendo assim, é possível realizar ações no presente para que isso não aconteça, podendo reter seus talentos internos. 

Conclusões


Segundo uma pesquisa feita pela PwC + de 80% dos CEOS de negócios no Brasil acreditam na importância das informações do RH para tomar decisões estratégicas, mas não recebem relatórios completos e suficientes para embasar,  então ainda há uma lacuna muito grande entre o que realmente é entregue pela Gestão de Pessoas e o que os CEOS esperam ser entregues. 

Com isso, podemos identificar que há uma grande oportunidade na área de RH para profissionais que desejam se especializar no assunto, o mercado está começando demandar People Analytics e essa pode ser sua oportunidade de crescimento profissional.

Espero que esse conteúdo tenha sido útil para você! Deixe um comentário dizendo se gostou ou não. Fique a vontade para complementar :)

Até mais!

Pietro Rodrigues Chauszcz

 

Blog

Comunidade Sebrae
Pietro Rodrigues Chauszcz
Pietro Rodrigues Chauszcz Seguir

Gestão de Pessoas no Sebrae/PR

Ler conteúdo completo
Indicados para você