[ editar artigo]

Você sabe como procurar skills?

Você sabe como procurar skills?

Nesse mundo com tanta oferta de cursos e possibilidades de incrementar suas skills, como você, empreendedor, pode "peneirar" o curso que mais se adequa ao seu contexto?

Vamos à estratégia: 

Na reportagem "Entenda o que é blockchain, a tecnologia por trás do bitcoin", faz-se as seguintes considerações sobre o  blockchain:

"Vários segmentos da economia já demonstraram interesse na tecnologia. Por exemplo, uma carga de soja enviada dos Estados Unidos para a China se tornou o primeiro carregamento agrícola que teve todas as suas etapas registradas em blockchain."

Logo, conclui-se:

1) Cada pessoa está numa etapa de constante aprimoramento intelectual e aquisição de novas skills. 

2) Precisa-se de uma tecnologia específica para "conectar" cada oportunidade de aquisição de skills com o contexto da pessoa. O blockchain pode ser usado para cadastrar o nível de maestria no uso de determinada skills na execução de uma tarefa.

3) Essa tarefa possui início, meio e fim. A partir daí, pode-se perceber diversos pontos de melhora (aquisição de novas skills).

Imagine o uso de blockchain para registrar skills (habilidades) de uma pessoa, bem como a situação onde ela usa essas habilidades.

Por exemplo: Um programador usou a linguagem de programação Java para escrever a parte de um software que interage com o usuário (front-end).

Trata-se de receber um software sem a parte do front-end (input) e complementá-lo (output). É a situação inicial e a final de uma tarefa. É como numa linha de produção de uma fábrica.

A escrita do software é a situação e a programação (skills) é a atitude, competência usada dentro do escopo dessa tarefa.

Dentro desse contexto, esse mesmo programador possui, como todo ser humano, algumas "lacunas" (habilidades faltantes).

Uma hard skill (habilidade intelectual) faltante poderia ser a falta de fluência em língua inglesa.

Uma soft skill (habilidade emocional) poderia ser paciência.

É o nível de maestria ao lidar com a própria situação e executar a própria tarefa.

Todas essas informações (know-how, skills, input e output) seriam registrados num bloco de blockchain.

Todas as etapas do trabalho de um programador e as características bem específicas desse contexto laboral estariam registradas.

Quanto mais ele trabalha, mais ele grava.

E o sistema se encarregaria de "encaixar" o know-how com opções de cursos para aprimorar as skills do trabalhador (curso de inglês ou coaching, por exemplo), de acordo com as premissas:

Especialista em marketing  

input:  lead 

Tarefa: Divulgar o produto

know-how: marketing

output: demanda do cliente 

hard skill (faltante):  aprofundamento de entendimento avançado em marketing digital - curso Starse 

soft skill (faltante): pensamento complexo - curso neuro-coaching

Contextualiza-se a tarefa, a demanda (por skills) do profissional e as oportunidades de aprender novas skills alinhadas com isso tudo. 

Quando mais específicado for o contexto, maior sucesso terá a inteligência artificial em indicar novos cursos e skills. 

Acho que seria uma excelente forma de automatizar o processo de peneirar oportunidades de cursos.

Comunidade Sebrae
Felipe Gruetzmacher
Felipe Gruetzmacher Seguir

Tenho perfil idealizador. Sou visionário e estrategista com aptidões para lidar com as incertezas do mercado através de inteligência, conhecimento tácito e acadêmico.

Ler matéria completa
Indicados para você