[ editar artigo]

Quais problemas posso ter se não fizer o registro de marca?

Quais problemas posso ter se não fizer o registro de marca?

Fazer o registro de marca é uma segurança para empresa e para o empreendedor. Todo mundo sabe que essa burocracia é crucial para evitar possíveis problemas. Primeiro, é importante verificar se sua marca está livre e disponível para registro no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Após a busca, é preciso registrá-la logo. No Brasil, os registros são feitos por ordem de chegada, ou seja, quem pediu primeiro recebe o direito.

🔴 Por que é necessário registar a marca?

https://lh6.googleusercontent.com/HbkgPtxJtN-HjrcX8gVZ8YPDUE9G9M4nShlqoKOyTv0gEhKTxWlFFz7ez5UOyRKy2Vk8jjUhQJWuYVPzBAuBrury5ZjeviLiWdSk66amf-A3jM36TCGrIR90vHU93PQL_FN2BxXc

Registrar uma marca significa protegê-la legalmente de possíveis cópias. Esse registro garante ao seu titular o direito de impedir que terceiros imitem, reproduzam, vendam, importem ou distribuam produtos com sua marca sem sua autorização.

Uma vez o pedido feito no INPI, ele será examinado de acordo com a Lei da Propriedade Industrial. O proprietário da marca registrada tem direito de uso exclusivo em todo o território nacional e em mais 137 países.

É importante lembrar que qualquer pessoa física ou jurídica que exerça atividade legalizada pode requerer o registro de uma marca. Além disso, tem duração inicial de dez anos que pode ser prorrogada. Caso não registre a sua marca, você poder ter alguns problemas futuros, mas quais seriam exatamente esses problemas?

  1. Ser processado

https://lh3.googleusercontent.com/IQiarVhH5DIp_S2F58Ca7GOvMbRpyBtovHkrFc44GJgt02G4Mk9-fEkQV7Ow2__J2zVcNu1VlWyDvwo9L6uEUUSC2iysyW3U9pVeHfXF3bxaFKDCWo70FUrA2OzYqdG4TIAiHpl7

Toda empresa tem uma marca que serve para distingui-la das demais. Para garantir que essa marca seja associada somente ao seu negócio na percepção das pessoas, é preciso registrá-la. Se uma terceira pessoa usar a sua marca registrada, ela corre o risco de ser processada. Isso ocorre porque os seus direitos estão garantidos pela Lei da Propriedade Industrial e pelo Código Civil.

2. Trocar o nome da empresa
Como o direito do registro de marca é garantido pela legislação brasileira, a pessoa que fizer o seu uso incorreto poderá ser obrigada a trocar o nome da empresa, caso contrário, você poderá processá-la.

3. Indenização

https://lh5.googleusercontent.com/WBblISYrA3kTBkyoGKKGFCWkZajsDDMRm6Bo8lgM4T4hrXgbEk5O0pgli8q7yMd0oMtlTvv_m1reABmLSUZupsC4AOJp9ctD3pw1AYdOrWmlnton4rhg07LMQp1u6mvGwXv_pMUj

Outro problema encontrado pelo uso indevido da marca registrada por terceiros é o pagamento de indenizações. Como vimos, a legislação garante ao proprietário da marca o direito de requerer indenização retroativa, ou seja, desde o início da sua utilização. Mesmo que você não tenha ciência de estar utilizando uma marca registrada por outra pessoa, está correndo esse risco. Portanto, a verificação da existência de uma marca é fundamental.

4. Perder investimentos
Vamos supor que você abriu seu negócio e começou a investir em diversas propagandas e materiais publicitários. Agora, imagine que essa marca já tenha sido registrada por um terceiro e você é obrigado a trocá-la, ou seja, todo o investimento que você teve para divulgá-la será perdido.

5. Perder o reconhecimento da sua marca
Esse pode ser um dos piores problemas de não registrar a sua marca. Como vimos, se você utilizar uma marca que já tenha sido registrada, perderá todo o investimento feito em publicidade. Além disso, sabemos que a marca identifica e individualiza produtos e serviços. Agora, imagine colocar em risco todo o reconhecimento de mercado que já tem por simplesmente não ter dado a devida atenção a esse processo.

🔴 Dúvidas frequentes sobre o registro de marca

https://lh5.googleusercontent.com/RGBIjiIvbf70xpUSiIsbLHoUl496KK-sJo-Gr4Z8xWREEq3Zc9Vz0HyKX7obgSjwZhNRo2NruEcLXzrMivF4ej7MSCz8lkGtxbxxcvB_37ExOcqbeliBTGwWotVmS-zr4DNoOaZF

Agora que você já sabe quais os principais motivos de fazer o registro da sua marca, vamos tirar algumas dúvidas recorrentes. Muitos acreditam que o registro só é permitido para marcas completamente novas, mas tudo depende do segmento em que você atua. Por exemplo, muitas empresas possuem o mesmo nome, porém atuam em diferentes mercados.

Outra dúvida muito comum é se o registro da marca pode ser feito por uma pessoa física. Para isso, é preciso comprovar se a atividade exercida está vinculada com o uso que pretende fazer da marca. No entanto, é recomendável que a marca seja registrada por uma pessoa jurídica.

Mesmo que a sua empresa seja registrada na Junta Comercial, é fundamental registrá-la no INPI, pois são registros diferentes.

Como vimos, no Brasil, o registro de marca é concedido inicialmente por um período de dez anos, podendo ser renovado indefinidamente. Contudo, o titular da marca deve fazer a solicitação da renovação do seu registro um ano antes do término desta vigência. Se a renovação não for realizada, outra pessoa poderá registrá-la. Marcas que foram “abandonadas” estão legalmente disponíveis para que qualquer pessoa as registre.

Portanto, ter o registro da marca atualizado no INPI garantirá a você o seu uso exclusivo, evitando que outra empresa a registre. Além disso, o registro tornará viável a incorporação do valor da marca ao capital social da empresa, aumentando sua credibilidade no mercado.

Gostou do artigo? Então comente abaixo se você já registrou a sua marca 🙂🤝

🔵 Atendimento Digital SEBRAE 🔵
WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail

Comunidade Sebrae
Sebrae Paraná
Sebrae Paraná Seguir

Especialista em Pequenos Negócios - Atendimento ao Cliente | Marketing | Marketing Digital | Finanças | Gestão | Empreendedorismo | Comunicação | Inovação

Ler matéria completa
Indicados para você