[ editar artigo]

Qual é o futuro da saúde?

Qual é o futuro da saúde?

O futuro da saúde que imaginamos é para os próximos 20 anos, mas a saúde em 2040 será um mundo a parte do que nós temos hoje. Com base na tecnologia emergente, podemos estar razoavelmente certos de que a transformação digital - habilitada pelas plataformas de dados interoperáveis, inteligência artificial e plataformas abertas e seguras - direcionarão todo este processo de mudança.  Ao contrário de hoje, acredita-se que os cuidados serão organizados em torno do consumidor/paciente, e não nas instituições que dirigem nosso sistema de saúde existente.

Por volta de 2040 (ou talvez, muito antes) fluxos de dados de saúde - juntamente com dados de várias outras fontes relevantes - serão mesclados para criar uma imagem multifacetada e altamente personalizada do bem-estar de cada consumidor/paciente. Hoje, dispositivos portáteis que acompanham nossos passos, padrões de sono e até batimentos cardíacos foram integrados em nossas vidas de maneiras que não poderíamos imaginar há apenas alguns anos atrás. Esperamos que essa tendência acelere. A próxima geração de sensores, por exemplo, nos moverá de dispositivos vestíveis para sensores invisíveis, sempre ativos, incorporados nos dispositivos que nos cercam.

Muitas empresas de tecnologia médica (MedTech) já estão começando a incorporar biossensores e softwares sempre ativos em dispositivos que podem gerar, reunir e compartilhar dados. Tecnologias cognitivas avançadas devem ser desenvolvidas para analisar um amplo e significativo conjunto de parâmetros e criar insights personalizados para a saúde do consumidor / paciente. A disponibilidade de dados e a Inteligência Artificial personalizada são capazes de proporcionar informações precisas de bem-estar e micro-intervenções em tempo real que nos permitem ficar à frente da doença e muito à frente da doença catastrófica.

Os consumidores - armados com essas informações pessoais altamente detalhadas sobre sua própria saúde - provavelmente exigirão que suas informações de saúde sejam portáteis. Os consumidores se acostumaram às transformações que ocorreram em outros setores como comércio eletrônico e mobilidade. Esses consumidores exigirão que a saúde siga o mesmo caminho e se tornem parte integrante de suas vidas.

(Texto Adaptado e traduzido de: Batra, N.; Betts, D., Davis, S. (2019). Forces of Change: The future of health. Deloitte Insights, 1-14. 

Elizandra Severgnini

esevergnini@pr.sebrae.com.br

 

Comunidade Sebrae
Elizandra Severgnini
Elizandra Severgnini Seguir

Sou doutoranda em Administração, na linha de Estratégia e Análise Organizacional. Mestre em Contabilidade Gerencial. Especialista em Controladoria e Gestão Financeira e Bacharel em Administração. Atualmente, Consultora no Sebrae/PR.

Ler matéria completa
Indicados para você