[ editar artigo]

Qual seu "elevator pitch" para vender "seu peixe" em 01 minuto?

Qual seu

Você pode ter vindo pro mundo a passeio ou pode não ter descoberto a sua razão de existir ainda, mas nunca é tarde! E... antes que a morte te encontre, ou antes que o investidor dos seus sonhos encontre contigo num elevador (e você perca a chance de "vender seu peixe" para ele), seria bom você descobrir, escrever e promover o que gostaria que as outras pessoas falassem sobre você e o seu negócio.

Autoconhecimento é a chave para evitar caminhar pelos passos de outrem, ou agir contra seus princípios morais, ou ficar tropeçando nos próprios pés, e não será simples escrever sua frase de "missão de vida" ou seu "pitch (discurso) de vendas" porque vender a si mesmo requer trabalho, a começar pela jornada do autoconhecimento, mas valerá a pena pois será sua bússola moral por escrito, sua declaração pessoal!

Ademais como você poderá sair-se bem como empreendedor sem saber qual seu propósito na vida, suas paixões, seus pontos fracos e fortes e por que escolheu fazer o trabalho que faz? 

Isso só será possível sabendo quem você é e qual sua razão de existir, e comunicando isso num "pitch de elevador". Vender a si mesmo de maneira relevante, eficiente e sedutora, como um anúncio da Coca-Cola.

 

Nada é mais poderoso do que conhecer a si mesmo, verdadeiramente. Apenas isso poderá ajudá-lo a decidir qual caminho seguir nos momentos cruciais de sua vida pessoal e profissional.

Por exemplo, vai que você recebe uma grande oferta de promoção, mas isso significa mudar para o país. Você e sua família. É uma oportunidade única na vida, você ganhará o dobro de dinheiro e é o próximo passo em direção ao seu sonho de ascensão profissional.

O problema é que o trabalho em si não é o que gostaria de realizar. Além disso, sua filha, adolescente, tem uma agitada vida social aqui depois de muito penar em criar vínculos.

Então, o que você faz? Aguarda outra oportunidade que talvez nunca venha? (provavelmente não virá.), força sua família? (jovens são muito dramáticos, ela se ajustará logo), vai e deixa a família para trás?

Seria um dilema, caso você não soubesse qual seu propósito de vida, qual sua missão no mundo, então, uma declaração de missão pessoal não apenas ajuda você a tomar a decisão certa, mas também fornece um motivo para você tomar a decisão. Quem vive dentro de seus princípios morais e não desvia da jornada pessoal jamais se arrepende das decisões tomadas.

"Não, não gosto de exibir-me";

"Sou contra autopromoção",

"Pra que escrever sobre mim?";

"Isso tudo para ter meu "slogan"? 

Não, colega, o "slogan" ou o "pitch" são o resultado desse "exercício de escrita", o que estou propondo a você é iniciar sua jornada de autoconhecimento.

Nada é mais poderoso do que conhecer a si mesmo, verdadeiramente. Apenas isso poderá ajudá-lo a decidir qual caminho seguir nos momentos cruciais de sua vida pessoal e profissional.

Está convencida, certo? Antes, porém, de escrever a sua frase irresistível para vender-se, faça esse exercíco prático:

1. Liste todos os seus "papéis": mãe, esposa, filha, escritora, redatora, mentora, faxineira, cozinheira, ...;

2. Descreva sua personalidade, por exemplo, introspectiva, analítica, ou expansiva, lógica, aventureira, conservadora;

3. Escreva suas 5 maiores paixões (o que faria mesmo sem receber por isso?);

4. Liste seus pontos fortes e fracos (o que você imagina ter e peça para seu colega de trabalho, e alguém próximo na família, responder a essa questão);

5. Quais são seus princípios morais? (moral é fruto do padrão cultural vigente e engloba as regras tidas como necessárias para o bom convívio entre os membros que fazem parte de determinada sociedade);

6. Como quero que as pessoas se lembrem de mim?

7. Com o que eu mais quero contribuir para o mundo?

8. Quais características únicas que fazem de mim a pessoa certa para essa mudança no mundo?

Depois disso poderá preencher as lacunas:

 

Eu levei dois anos, na terapia, para entender o que me motiva, e para ter coragem de agir para realizar isso.

Esse exercício acima é o início da sua reflexão.

Comunicar o que você faz e porque faz não é simples, mas é muito poderoso! Experimente!

Caso não consiga realizar esse feito sozinho, escreva pra mim, será um prazer ajudá-la nessa jornada. 

 

Blog

Comunidade Sebrae
Alexandra Fernandes
Alexandra Fernandes Seguir

Consultora em Branding | criação de Storytelling | textos de vendas -Copywriting | Sales pitch | Táticas de Comunicação e Marketing

Ler conteúdo completo
Indicados para você