[ editar artigo]

Quantas casas para o próximo nível?

Quantas casas para o próximo nível?

Piramide de Maslow, você provavelmente se lembre de já tê-la estudado no ensino médio, e da professora dizer que segundo Maslow as necessidades devem ser atendidas de baixo para cima. É claro, uma pessoa com fome não está preocupada com prestígio.

Quanto mais tempo de negação a uma necessidade, mais forte ela se torna.                      Quanto mais noites sem dormir, mais exaustão sente.                                                                Quanto mais tempo sem se alimentar, mais fome sente.                                                           

As necessidades iniciais surgem da privação. Um líder pode privar seu time de sentir-se respeitado.

As pessoas num departamento podem privar um colega homossexual do sentimento de pertencimento.

Os 2 níveis mais altos e inclusos, posteriormente, tratam do desejo de tornar-se tudo o que se pode tornar-se, e viver experiências que transcendem alem do EU.

Gosto dessa expressão tornar-se, pois deixa claro que o grande barato está na jornada e não em cruzar a linha de chegada, trata-se de um processo contínuo.

Maslow observou algumas características e comportamentos em pessoas que experimentaram tais níveis e destaco alguns, verdadeiramente, desafiadores e que não podemos perder de vista em nosso processo de desenvolvimento pessoal.

A grande questão é me perceber dentro de cada um desses aspectos e como eu contribuo para gerar um ambiente em que as pessoas possam desenvolver-se, a responsabilidade é de cada um, mas vale se perguntar o quanto facilitamos ou agimos em privar o outro de evoluir na pirâmide, saindo de necessidades básicas atendidas para um estagio de auto realização.

Características:

1. Percebem a realidade de forma eficiente e podem tolerar a incerteza;

2. Aceitam a si mesmos e aos outros pelo que eles são;

3. Espontâneo no pensamento e na ação;

4. Centrado no problema (não egocêntrico);

5. Senso de humor incomum;

6. Capaz de olhar objetivamente para a vida;

7. Altamente criativo;

8. Preocupado com o bem-estar da humanidade;

9. Capaz de uma profunda apreciação da experiência básica de vida;

10. Estabelecer relações interpessoais profundas e satisfatórias com algumas pessoas;

11. Experiências de pico de performance;

12. Necessidade de privacidade;

13. Atitudes democráticas;

14. Fortes padrões morais/éticos.

Comportamentos:

1. Vivenciar a vida como uma criança, com total absorção e concentração;

2. Tentar coisas novas em vez de se ater a caminhos seguros;

3. Estar preparado para ser impopular se suas opiniões não coincidirem com as da maioria;

4. Assumir a responsabilidade e trabalhar duro;

5. Tentar identificar suas defesas e ter a coragem de desistir delas;

6. Evitar jogos, ser honesto;

7. Ouvir seus próprios sentimentos na avaliação de experiências em vez da voz da tradição, autoridade ou da maioria.

8. Ninguém é perfeito, mas existe um alto potencial que ainda pode ser alcançado, um potencial que inspira e gera ambientes fluídos;

9. Como empreendedor você pode ficar atento a cada nível e criar um ambiente de trabalho com seu time que facilite o transito por níveis mais elevados

10. Incentive a curiosidade e aprendizado;

11. Abra espaço para que tentem coisas novas assumindo responsabilidades, mas não culpa;

12. Faça perguntas que ajudem a perceberem quando estão se justificando ou defendendo, ajude a manter a foco na solução do problema;

13. Cuide para manter um ambiente respeitoso, inclusivo, que as pessoas vivam o pertencimento;

14. Fuja do padrão da cor das paredes com cara de escritório, seja criativo e tenha altas doses de bom humor!

Me conta quais desses comportamentos você pratica e quais são mais desafiadores pra você!

Uma linda jornada a todos!

Blog

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você