[ editar artigo]

Sacadas para ser mais competitivo em um mundo acelerado

Sacadas para ser mais competitivo em um mundo acelerado

Ser empresário nesse mundo um tanto quanto, caótico, definitivamente, é para poucos. Como o “frenesi” que resulta em abrir e fechar empresas, em meio a erros e acertos, visionários ou atrasados, empreendedores ou perdedores, uns sobrevivendo, outros nem tanto. Existe espaço para todos independente qual seja seu segmento.

O grande desafio é estar e permanecer no topo, na competitividade, na excelência, na percepção do consumidor em escolher o seu negócio como único, especial, diferente e inovador. Que gere lovemarks, emoção, experiência indescritível, paixão e prazer. Independente qual seja o seu negócio, não deixe desaparecer o brilho nos olhos de seu cliente, ou por que não dizer fã incondicional.

Seu negócio, independente, se esteja num shopping de classe A representando uma marca mundialmente famosa e desejada ou uma pequena barraca de comida de rua que tem um sabor indescritível, ambos, possuem experiências com seus clientes que podem ser duradouras e inesquecíveis.

Mas como podemos ser mais competitivos hoje? Precisamos entender que o diferencial competitivo e o valor agregado devem estar no DNA do nosso negócio. Não basta ser mais um em meio a dezenas exatamente iguais. A diferenciação é uma forma de nos tornarmos fortes e atrativos no mercado altamente competitivo.

Você empresário, pense nos detalhes dos detalhes, em algo que vai gerar no cliente aquele “Uauuuu” e, que possa ser uma experiência repetida.  Um exemplo é a Starbucks que passa o conceito do 3º espaço, sendo o 1º sua casa, 2º seu trabalho e 3º sua experiência dentro Starbucks, com interação e socialização envolvendo você, seus familiares e amigos sendo algo único e especial. Ou as novas lojas da Apple onde você pode manusear os produtos, experimentar as novidades, interagir com as pessoas que estão próximas. Escolher o produto e sair da loja com o valor creditado no seu cartão. Sem filas e esperas e sem qualquer transtorno encontrado num balcão de pagamento.

Nesse mundo acelerado com grandes números de segmentos se reinventando ou fechando as portas, as empresas físicas ou quebram conceitos ou logo não existirão. A junção entre o físico e o virtual é inevitável, seja para os meios de comunicações, as empresas de serviço ou varejo. A experiência de compra ainda é forte e grande fatia dos consumidores ainda preferem estar dentro de uma loja para comprar.

Já os da geração digital preferem a experiência de compra via internet. Me chamou a atenção uma loja que ao entrar o cliente pode escolher a cestinha azul (não quero ser atendido) ou a cestinha vermelha (quero ser atendido). Essa escolha deixa o cliente mais à vontade dentro da loja e feliz sem um vendedor pegando no pé o tempo todo.

Mas como estar atento àquilo que o cliente deseja? Se conectar com ele pelas redes sociais, criar campanhas interativas e de fortalecimento da marca, sem necessariamente querer vender. Uma dica ou uma curiosidade pode associar a sua marca ao desejo do cliente. Sabemos que existem muitos segmentos que poderiam não dar certo na internet e, já outros, seria a grande sacada para potencializar a marca e efetivar mais vendas.

Independente de qual segmento você tenha. Nunca deixe de inová-lo, agregar novas marcas, novos produtos e experiências para seus clientes. Seja um agente de transformação e não pare no tempo com o seu negócio.

Reinvente-se! Seja ousado e ao mesmo tempo criativo.

Blog

Comunidade Sebrae
Vanderlei Correia
Vanderlei Correia Seguir

Gerente executivo do Senac de Pato Branco e Palmas PR. Formado em Administração com Pós-graduação em MKT nas Organizações, Pós-graduação em RH, Pós-graduação em Comunicação Estratégica e Redes Sociais, MBA em Gestão Industrial e Pós Contábil e Fin.

Ler conteúdo completo
Indicados para você