[ editar artigo]

Storytelling e pesquisa de dados são tendências na produção de conteúdo

Storytelling e pesquisa de dados são tendências na produção de conteúdo

O Marketing de Conteúdo não perderá a majestade, como alguns especialistas do mercado têm indicado. Ele só precisa ser feito com planejamento e estratégia para funcionar bem e gerar os resultados esperados. E para 2019 já surgem algumas tendências como o uso do storytelling e a pesquisa de dados, além da reutilização de conteúdos antigos.

De acordo com Rafael Rez, autor do livro 'Marketing de Conteúdo - A Moeda do Século 21', as empresas que utilizam a estratégia de marketing de conteúdo para alcançar bons resultados orgânicos, principalmente no Google, precisam contar boas histórias. "Está na hora de as empresas começarem a olhar o conteúdo de uma forma mais macro. Olhar para a história que a sua marca quer contar. Ao invés de falar sobre uma viagem, eu falo sobre viajar, ao invés de falar em construir uma casa, eu falo sobre viver melhor. Quem tiver essa visão mais estruturada, mais planejada, vai obter melhores resultados", Rafael Rez.

Pesquisa de dados é a aposta de Maria Tysicova, especialista em marketing de conteúdo pela SemRush. "Em 2019, não dá mais para produzir conteúdos na base de chutes. Tem que pesquisar e analisar os dados para tirar as melhores conclusões. Não dá mais pra perder tempo e dinheiro com chutes. O jeito mesmo é pesquisar e pesquisar bem", avalia Maria. Eles participaram de um webnar recente, promovido pela empresa Resultados Digitais.

Ainda segundo os especialistas, outra forma de engajar o seu público, utilizando a estratégias de marketing de conteúdo, é aproveitar conteúdos antigos. "A reedição de conteúdos antigos, também, é uma boa estratégia e pode ser uma tendência para 2019", acredita Maria. Outra tendência forte a ser observada por quem trabalha com marketing de conteúdo é a produção de conteúdo via podcasts e vídeos. "A estratégia envolvendo podcasts tem gerado bons resultados e é um ponto a ser observado", aponta Rez.

O vídeo, por sua vez, deixou de ser tendência deste mercado de produção de conteúdo para se firmar como uma das principais estratégias, principalmente, para as redes sociais. Os especialistas acreditam ainda que a produção de conteúdo para o mobile deve ser mais do que nunca observados. Sites responsivos para atender ao público que já utiliza mais o celular e o tablet do que o computador é fundamental no processo. E, claro, contar com bons servidores para baixar o conteúdo com uma boa velocidade.   

O  Marketing de Conteúdo  tem sido uma estratégia muito utilizada para engajamento na internet. No Google, a melhor definição para conceituar o 'coração do inbound marketing' é: "uma maneira de engajar com seu público-alvo e crescer sua rede de clientes e potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante e valioso, atraindo, envolvendo e gerando valor para as pessoas de modo a criar uma percepção positiva da sua marca e assim gerar mais negócios".  

De acordo com a 4ª edição do estudo Content Trends 2018, divulgados em julho, 73% das empresa no Brasil fazem uso da estratégia como parte integrante das ações de marketing: um aumento de 5,8% em relação a 2015. As empresas que afirmaram não adotar o Marketing de Conteúdo em suas estratégias, citam a falta de equipe disponível (29,4%) como o principal empecilho. Outros obstáculos citados foram: o desconhecimento (21,2%) e a limitação de budget (21,0%). 

A Pesquisa Content Trends 2018 foi realizada de forma online, pela Rock Content, por meio de um questionário que ficou disponível entre os dias 10 de abril a 6 de maio; contou com a participação de mais de 3 mil participantes de todo o país. O documento apresentou dados e números que ajudam a avaliar as melhores práticas, os principais resultados obtidos pelas empresas, além de insights e dicas valiosas sobre essa estratégia.  

 

Confira mais insights do estudo publicado no site da E-commerce News:

  1. Entre as empresas que não adotam Marketing de Conteúdo, 61,8% delas apresentam a pretensão de adotar, mas 48,2% ainda não deram o passo para a fase de implementação da estratégia, enquanto 13,6% já se encontram nessa fase.
  2. 85,5% das empresas apresentam uma estratégia de marketing, sendo que 41,5% fazem isso de forma documentada, um acréscimo de 26,5% em relação ao ano passado.
  3. Nas empresas que adotam Marketing de Conteúdo, a produção de conteúdo é feita, principalmente, pelas equipes internas (52,5%).
  4. De acordo com os respondentes, posts nas redes sociais (89,2%), em blogs (70,5%) e vídeos (54,7%) são as táticas de Marketing de Conteúdo mais utilizadas nas empresas nas quais trabalham.
  5. A geração de leads (73,8%) continua sendo o principal objetivo da estratégia de Marketing de Conteúdo. Fortalecer o reconhecimento de marca (60,2%), gerar engajamento (58,2%), e aumentar as vendas (54,3%) também foram outros objetivos apontados pelos respondentes.
  6. Para avaliar o sucesso da estratégia de Marketing de Conteúdo as empresas optam por acompanhar, principalmente, o tráfego no site (59,5%), a geração de leads (56,7%) e a taxa de conversão (56,4%).

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você