[ editar artigo]

Telemedicina e Radiologia: um casamento de longa data

Telemedicina e Radiologia: um casamento de longa data

O cotidiano profissional de um médico radiologista está entre dividir o seu tempo entre (i) o atendimento de pacientes, nos casos de exames e procedimentos que precisam ser presenciais, como o ultrassom e intervencionista, e (ii) a análise de imagens de exames de imagem e preparação de laudos médicos. Basicamente, na radiologia, a telemedicina entra como um facilitador para a análise de exames e elaboração de laudos. Isto é, com a telerradiologia, o radiologista pode receber exames e enviar laudos a distância, tão fácil quanto um e-mail, podendo assim prestar seu serviço de forma remota.

Certamente por isso, a telemedicina não é algo passageiro. Cada vez mais os profissionais da Medicina têm se integrado a essa nova era digital. E todos os benefícios já alcançam a população em geral, principalmente hoje, que passamos por uma pandemia. Neste caso, aliás, a Telemedicina na Radiologia tem sido efetiva por prover laudos urgentes e plantões 24h e de especialistas em poucas horas. Um requisito importantíssimo para a luta contra a Covid-19, como já sabemos, é o tempo. Esse assunto, inclusive, já foi abordado no artigo “Telemedicina e Coronavírus: como a tecnologia é grande aliada no combate da pandemia“.

A Radiologia é uma peça chave para a Saúde. A telemedicina, por sua vez, é uma extensão. Portanto, nesse artigo, veremos os seguintes tópicos:

  • Como a Telemedicina Radiológica pode ajudar os pacientes?
  • Como a Telemedicina Radiológica pode ajudar os radiologistas?
  • Como funciona a Telemedicina Radiológica?
  • Os avanços da Telemedicina Radiológica.
  • O futuro da união entre a Telemedicina e a Radiologia.

 

paciente vendo laudo pela telemedicina radiologica

Como a Telemedicina Radiológica pode ajudar os pacientes


Raio X, mamografia, ressonância magnética, tomografia computadorizada, entre outros exames, tendem a ser algo comum na rotina da população, visto que se tornaram peças fundamentais no diagnóstico de várias doenças e patologias. Dada essa importância, a agilidade e efetividade do laudo de um exame médico para um paciente pode orientar uma conduta capaz de salvar a sua vida.

A Telemedicina Radiológica traz uma série de benefícios, os principais: maior agilidade da entrega de laudos, maior precisão diagnóstica, e redução de custos. Isso porque, além de disponibilizar, em tempo real, médicos radiologistas especializados nas diversas subespecialidades da Radiologia para regiões afastadas e longe de grandes centros, a Telemedicina Radiológica, pode-se contar com empresas de telerradiologia que possuem equipes com especialistas trabalhando em plantão 24h por dia para auxiliar hospitais e clínicas de qualquer lugar do Brasil.

Até aqui, o resultado para o paciente é: conduta clínica realizada com base em diagnóstico mais rápido e mais confiável e, ao mesmo tempo, mais acessível financeiramente.

 

medicos laudando com telemedicina radiologica

Como a Telemedicina Radiológica pode ajudar os radiologistas


Uma pesquisa de 2018, realizada pela American Medical Association (AMA) e publicada na Health Affairs, mostra que a Radiologia é a especialidade que mais utiliza as ferramentas da Telemedicina.

O principal fator deve-se à oportunidade que um médico radiologista tem de ampliar a sua disponibilidade através da Telemedicina Radiológica. Ou seja, permite expandir o serviço oferecido de maneira flexível.

Nesse aspecto, vamos considerar as o tipos de telemedicina classificados como telerradiologia e teleconsulta. Elas permitem, respectivamente, o compartilhamento de exames e laudos remotamente e a conversa cara a cara médico-paciente por videoconferência em tempo real.

Portanto, quanto ao assunto disponibilidade, usamos como exemplo o médico plantonista. Em casos de emergência, este pode consultar ou ser consultado por colegas, além de ler e laudar um exame fora da clínica ou hospital.

Isso mostra que as ferramentas da telemedicina radiológica proporcionam melhor qualidade de vida também ao profissional da Medicina, que não precisa, por exemplo, correr no meio da noite para atender uma emergência ou passar por desafios dos plantões noturnos na radiologia

 

usando telemedicina radiologica

Como funciona a Telemedicina Radiológica


A emissão de laudos a distância, em geral, segue praticamente os mesmos procedimentos que os exames laudados presencialmente.

Ou seja, assim que o exame é realizado, as imagens são disponibilizadas direto das modalidades ou do PACS local para um médico radiologista em outro lugar, através do uso da internet. Além disso, os dados clínicos, que são partes integrantes do exame, também são exigidos para oferecer o melhor e mais assertivo serviço de emissão de laudos.

Após o laudo ser emitido, ele é disponibilizado também através da internet. As melhores empresas de telemedicina radiológica possuem a capacidade de disponibilizar os laudos finalizados de forma automática através da integração com o PACS/RIS do Centro de Diagnóstico, onde o resultado fica disponível para acesso da equipe local. Os laudos também podem ser acessados através de portal web com acesso para pacientes direto pela internet.

Vale ressaltar que, com a regulamentação do Conselho Federal de Medicina, as ferramentas para transmissão de imagens devem ser robustas, garantir segurança e privacidade dos dados dos pacientes de ponta a ponta.

 

avancos da telemedicina radiologica

Os avanços da Telemedicina Radiológica


Até poucos anos atrás, a telemedicina só era utilizada em casos de emergência. Com a evolução da internet dentro do nosso dia a dia, a prática teve um avanço súbito. Em outras palavras, hoje é tão fácil enviar imagens de exames quanto enviar um e-mail com anexo. Além disso, um sistema de telerradiologia pode ser implantado em uma clínica em apenas 6 passos, não levando mais que algumas horas para ser efetivado. Acerca disso, estamos falando sobre a contrataçãoimplantaçãotreinamentoalinhamento de protocolosenvio e recebimento dos exames.

E, neste caso, em específico, não necessariamente o médico pode solicitar uma primeira opinião. É comum que estimados médicos radiologistas procurem por uma segunda opinião para ajudar no diagnóstico. A opinião especializada é uma importante ferramenta para ser integrada à equipe.

Como já falamos sobre os benefícios da telemedicina radiológica aos pacientes e aos radiologistas, também vale ressaltar as vantagens às clínicas e hospitais. Isso, principalmente para as pequenas organizações, que por motivos financeiros ou de logística, não podem contar com mais de um médico radiologista. A telemedicina radiológica pode evitar custos extras e ainda transformar custos fixos em variáveis (sob demanda). De mais a mais, a clínica ou hospital ainda pode disponibilizar um vasto portfólio de serviços especializados e intensificar a qualidade da prestação destes. Tudo isso em virtude da contratação de uma empresa de telerradiologia que disponha de uma equipe formada por radiologistas especializados nas melhores instituições.

Portanto, fato é que podemos considerar que o avanço da telemedicina radiológica pode abrir novas portas para a Medicina, especificamente para o tratamento e diagnóstico de muitas doenças.

 

futuro da telemedicina e radiologia

O futuro da união entre a Telemedicina e a Radiologia


pandemia da Covid-19 revolucionou a história e isso dispensa comentários. Acelerou ainda mais a integração digital de um mundo que já vinha passando por uma era informatizada. Se estendeu por todos os setores, principalmente o da saúde. Por isso, a telemedicina foi uma das grandes peripécias para enfrentar este cenário. Isso porque, enquanto a Covid-19 governa todas as manchetes, outras doenças e lesões continuam acontecendo.

Em termos financeiros, desde a entrega digital de serviços médicos até a educação em saúde, a telemedicina cresceu como uma indústria. Segundo a IBISWorld, em 5 anos, o setor cresceu em 30,4% nos EUA. No Brasil, com a regulação durante a pandemia da modalidade teleconsulta, o salto deve ter sido ainda maior.

Por um lado, podemos ver como uma ascensão forçada devido às necessidades. Isto é, uma ferramenta que foi integrada com o objetivo de proteger os profissionais médicos da exposição ao Covid-19. Por outro, dispensando os números caóticos, podemos observar a experiência adquirida. Isso porque, encontramos formas para combater o vírus que podem ser utilizadas também para combater outras doenças.

Enfim, concluímos que, apesar do crescimento, ainda temos um cenário tênue a frente. O assunto enfrenta muitas discussões entre profissionais, executivos e pacientes. Muitos modelos de negócio, por exemplo, não estão completamente preparados para esse avanço. Muitos pacientes, não estão habituados a utilizarem todas as ferramentas digitais.

O que podemos afirmar é que, a telemedicina e a radiologia formaram um casamento de longa data. Existem muitas barreiras a serem vencidas pela telemedicina radiológica, mas, também, muitos benefícios a serem conquistados.

 

Artigo originalmente publicado no site https://star.med.br/

Blog

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você