[ editar artigo]

Tem uma ideia de negócio? Entenda como validá-la ✅

Tem uma ideia de negócio? Entenda como validá-la ✅

Nós aqui do Sebrae, atendemos diariamente potenciais empreendedores, que tem uma ideia de negócio mas não tem convicção de que o modelo pensado é o melhor caminho a ser seguido. ISSO É NORMAL. Pois o processo de estruturação e planejamento de um negócio, requer a fase de VALIDAÇÃO, para que o empreendedor invista tempo e dinheiro no que realmente fará sentido para o cliente final. 

Se eu puder gerar um insight para você, já no início deste conteúdo é: Não deixe as que as adversidades do mercado fragilizarem sua ideia!

Christian Figueiredo Eu Fico Loko GIF - ChristianFigueiredo EuFicoLoko Lamp GIFs
O empreendedorismo está diretamente ligado a correr riscos - incertezas, medo e receio de sair da zona de conforto são alguns dos empecilhos que podem surgir nesta caminhada. No entanto, podemos prever as possibilidades de sucesso do negócio.

Primeiro, não gaste muito tempo e dinheiro na empresa sem antes ter certeza da aceitação do consumidor em relação aos seus produtos e serviços. Por mais que o seu negócio seja inovador e possa revolucionar o mercado, precisamos nos certificar de que as ideias sejam realistas. 

Vou contar um caso real, de uma experiência negativa, onde não houve a fase de validação.

❌ Uma amiga minha, adorou um saco de dormir que comprou pro seu bebê recém nascido. Gostou tanto, que pensou ser um mercado aquecido. Contratou uma costureira, comprou tecido, criou uma marca (logo), desenvolveu um site e montou um estoque. Investiu tempo ⌛ e dinheiro 💰. Quando chegou o momento de divulgar e vender... TCHARAAAM! Não houve adesão. Na verdade, amigos e familiares compraram "pra ajudar". Percebem que ela pulou a fase principal? Resultado: frustração, prejuízo e desistência. 

Para que você não cometa o mesmo erro, eu e o Sebrae estamos aqui, para auxiliar você neste percurso! E esse texto é o primeiro passo para isso. Vamos a alguns pontos de atenção, na hora de validar sua ideia.

Preciso validar minha ideia?
Sim. Esse deve ser um dos primeiros processos ao começar um negócio. Você sabia que o principal motivo de 23% das empresas não sobreviverem mais que dois anos é a falta de planejamento prévio? Os dados são do Panorama dos Pequenos Negócios 2018, realizado pelo Sebrae. Ou seja, se você não tiver a ideia validada, sua empresa pode estar fadada ao fracasso.

Existem também alguns outros motivos pelos quais essa validação deve ser feita. Com esse estudo você evita o desperdício de dinheiro, caso o negócio se mostre inviável; o retrabalho, ao identificar se a sua ideia pode ou não se encaixar no mercado; evita frustrações, ao saber o porquê o produto não daria certo, e poupa tempo, pois assim você entende quais ajustes precisam ser feitos. 

Problema x Solução
Um dos erros comuns ao criar um produto ou serviço é não pensar na validação do problema e na validação da solução. A validação do problema irá definir qual é a situação que desencadeia a necessidade do seu produto/serviço. Já a validação da solução levanta questões relacionadas a como resolver o problema. O ideal é começar pelo problema para então identificar qual é o melhor caminho a seguir.

Defina um método
Cada empresa pode utilizar um método diferente para validação do projeto. Isso pode variar de acordo com o tipo de produto. Nessa etapa, podemos dizer que a validação se parece a um experimento científico: temos a hipótese, uma variável e é preciso realizar o experimento com os dados tidos até o momento.

Para testar, o ideal é ir perguntando e testando com o público em geral a sua solução. E para isso existem diferentes meios: formulários online, pesquisas ou até mesmo eventos. É essencial compartilhar a ideia com o maior número de pessoas possível e identificar possíveis melhorias.

Entenda o segmento e o que irá validar
Pode parecer básico, mas especificar o segmento em que deseja atuar e estudar qual é a situação do setor no qual está se inserindo faz toda a diferença. Esse é o momento de avaliar concorrentes, conhecer empresas do mercado e entender as principais necessidades do segmento.

Outro ponto importante é em relação ao que será validado. Pense qual é o fator mais determinante para que seu negócio dê certo ou não. Com base nisso, defina qual etapa do projeto irá validar primeiro. Se for necessário, valide por etapas e entenda as necessidades do mercado conforme os resultados.

Foque no Job to be done e esqueça o público-alvo
Ao começar qualquer projeto é comum ficarmos presos ao público-alvo. Definir as personas é o que pensamos como primeiro passo. Mas, não fique preso a isso logo de início. Acredite se quiser, o seu público pode ser definido com maior certeza ao decorrer do projeto. 

Essa técnica auxilia a expandir a compreensão em relação ao que você vende e o que os consumidores estão adquirindo. Com isso, antes de definir exatamente quem é a sua persona, você pode identificar o que os consumidores pensam sobre o que você está oferecendo - e isso faz das entregas mais assertivas.

E como colocar isso em prática? Para conseguir identificar a reação do mercado, você deve estar atento a fatores como:

📌 Identificar quais tarefas o serviço supre para o consumidor

📌 Priorizar a rentabilidade

📌 Estudar outras soluções do mesmo setor no mercado

📌Criar e avaliar a experiência do cliente

Encontre o timing perfeito
De nada adianta passar anos desenvolvendo um projeto se ao colocá-lo em prática você percebe que algo melhor já foi lançado. Ou, então, colocar no mercado uma solução que as pessoas já não têm mais a necessidade - pois você perdeu o timing de fazer os ajustes necessários ou simplesmente demorou demais para colocar a ideia em prática.

Por isso, não tenha receio de lançar o produto, testar, e relançar se for necessário. Faça isso quantas vezes for preciso. Dessa forma, conseguirá sentir o mercado e com isso fazer as alterações necessárias. 

Analise os resultados e esteja pronto para possíveis ajustes
Por meio do teste de validação, é possível compilar as principais informações para ter uma conclusão sobre o seu negócio. Se após as pesquisas você comprovar que o projeto é viável, comece a colocá-lo em prática. Mas caso tenha notado que o mercado não reagiu como esperava, volte atrás e reveja o que é possível aprender com isso. 

O mais importante é aderir à proatividade e tentar quantas vezes forem necessárias. Neste momento, não adianta ter uma postura reativa e esperar que as coisas deem certo ou não. Os testes são o melhor caminho para verificar se a sua solução terá interesse por parte do público.

Muitos cuidados a serem tomados, né? Para intensificar seus conhecimentos no assunto e podermos te ajudar de maneira assertiva, temos uma edição do Connect (programa de eventos ao vivo) para tratar disso! Fizemos uma live no Youtube, com um especialista no assunto. Dê o play logo abaixo ▶

O conteúdo está gravado e você poderá acessar quando desejar!

Se tiver alguma contribuição, dúvida ou questionamento, por favor, deixe nos comentários :) eeee nos contate através dos canais digitais abaixo. 

🔵 Atendimento Digital SEBRAE 🔵
WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail

Um abraço,
Bianca Becker.

 

Comunidade Sebrae
Bianca Becker
Bianca Becker Seguir

Analista de negócios digitais - Sebrae/PR | Marketing Digital | Marketing de Conteúdo | Vídeos | Inbound

Ler matéria completa
Indicados para você