[ editar artigo]

Um post, mil e quinhentos amigos e apenas quinze curtidas. O que fazer?

Um post, mil e quinhentos amigos e apenas quinze curtidas. O que fazer?

Já passou por essa situação? Você teve todo o cuidado em preparar uma postagem, publicou na rede social, mas apesar das dezenas de amigos ou conexões, recebeu como feedback pouquíssimas curtidas.

Fique tranquilo, pois você não está só! Nesse meio, para que se tenha o reconhecimento esperado é preciso criar conteúdo de qualidade, para possibilitar esse tipo de interação – ou, para usar um termo mais apropriado, o engajamento - seja ele por curtidas, comentários ou compartilhamentos.

Veja algumas dicas para reverter esse quadro, entenda como funciona o fluxo de alcance das postagens e aprenda de vez como atingir o seu público.

Entenda a importância das interações

Como você já deve ter ouvido falar, as redes sociais funcionam no modelo de algoritmos, e são eles os responsáveis por entregar o seu conteúdo apenas a uma parcela restrita de pessoas.

Essa escolha é um tanto aleatória, mas também é impactada pelo fato de determinados amigos sempre interagirem com você. A interação é importante, portanto, para que se consiga aumentar esse alcance. Do contrário, você emitirá uma mensagem que nunca será ouvida.

Tanta limitação tem uma justificativa: o mar de informações ao qual os usuários estão expostos todos os dias. Para que você consiga se destacar em meio à concorrência é realmente necessário criar postagens diferenciadas, que chamem a atenção de seu público-alvo e que, de preferência, gere encantamento nele.

Lembre-se: quantidade é diferente de qualidade

Ao contrário do que se pode pensar, o alcance diminui à medida que o seu número de amigos aumenta. Vale a máxima: ter por perto quem realmente faz a diferença para você! De tempos em tempos, experimente revisar os seus contatos e remover aquelas pessoas que já não faz mais tanto sentido manter em suas redes.

Veja algumas classificações feitas por Juliano Kimura, autor de “O livro secreto das redes sociais”, e tente categorizar os seus contatos:

  • Parasitas ou “amigos de enfeite”: não interagem com o seu conteúdo, impactando a distribuição para outros contatos;
  • Corujas: pouco interagem, mas acompanham todas as suas publicações;
  • Cães e galos: sempre interagem com você, curtindo, comentando e compartilhando;
  • Cobras ou “haters”: comentam com críticas ao seu conteúdo.

Para Kimura, há um outro espaço dentro das redes, o chamado “limbo”, que é para onde vão as suas postagens que não têm impacto. Assim, o fato de seus amigos não curtirem não significa que eles não gostem do seu conteúdo, mas pode ser quem nem mesmo o tenham recebido.

Não pense em apelar

Se você acha que a melhor solução para ganhar likes, compartilhamentos e comentários é pedir por isso abertamente, pode esquecer essa ideia. Pelo contrário: redes sociais como o Facebook têm a política de boicotar os usuários que trazem esse tipo de pedido em seus posts – assim como já fazem há algum tempo com títulos “caça-cliques”, que redirecionam o usuário para um site de fora da rede.

A principal regra para usar bem as redes é ter conteúdo de qualidade e autêntico. Se os seus posts fogem a essa regra, pode ter a certeza de que os algoritmos não vão atuar do seu lado. Quem tiver esse tipo de postura pode ver o seu alcance sendo diminuído. E a situação fica ainda pior caso a prática seja recorrente.

Por isso, evite posts ao estilo votação, com solicitações como “curta se você gosta de amarelo e compartilhe se você gosta de azul”. Apesar de parecer uma boa estratégia para aumentar o impacto no feed de notícias dos seus usuários, a punição é certa.

Atualize-se sempre

Esse tipo de política acima é uma das novidades que você só fica sabendo se realmente acompanhar as atualizações das redes sociais em que tiver login. Saber as regras do jogo faz parte!

Busque as fontes originais (isto é, as próprias organizações à frente das redes sociais, como o Facebook ou a Google) ou veículos de informação respeitáveis nesse nicho. Usar livros como este também oferece importantes insights para quem lida com as redes sociais, seja para uso pessoal ou de negócios - mesmo que essas publicações tenham frequência de atualização mais lenta.

Avalie a necessidade de postagens pagas

O fluxo orgânico nem sempre vai trazer os resultados que você espera. O ideal é combinar as duas estratégias: de Inbound e Outbound Marketing. Em ambiente digital, considere a possibilidade de investir em anúncios pagos ou impulsionamento das suas publicações. Procure também estabelecer um fluxo de captação e nutrição de leads, para não ficar à mercê das mudanças de regras das redes em que estiver.

Siga estas cinco dicas preciosas

Entre os principais conselhos de quem entende de redes sociais, estão as recomendações a seguir para quem quer ganhar mais popularidade com suas publicações nesse ambiente:

1 – Interaja com seu público: torne esse relacionamento mais humanizado, deixando claro que há uma pessoa por trás das postagens, e não um robô. Obviamente, é importante manter o profissionalismo (com tom de voz e linguagem alinhadas ao seu planejamento estratégico), mas sem deixar de lado a descontração necessária para tornar esse fluxo de informações mais leve. Procure também responder aos comentários feitos em suas postagens.

2 – Fique atento aos horários das postagens: procure identificar os padrões de comportamento do seu usuário, incluindo os períodos em que mais usam as redes. O Facebook oferece até mesmo alguns relatórios que apontam os horários em que as suas publicações tiveram mais alcance. Com base nessas informações, procure programar a veiculação dos seus posts futuros.

3 – Entretenha o seu público: as razões para um usuário te seguir nas redes sociais são as mais diversas. Nem sempre o motivo será a compra, em si. Por isso, não o trate como mero consumidor. Procure entregar conteúdos de valor, com informações úteis, educativas ou mesmo lúdicas!

4 – Experimente fazer vídeos: esse formato tenha ganhado cada vez mais prestígio nas redes sociais, por oferecer informações mais rápidas, em uma era na qual as pessoas estão sempre com pressa. No Facebook, o rankeamento para materiais que realmente entretenham a audiência costuma ser melhor. É uma forma de melhorar a sua imagem ou a da sua marca!

5 – Traga ofertas boas e relevantes: ofereça soluções reais para as dores dos seus clientes (mesmo que você não venha a falar da sua marca!). Oferecer downloads gratuitos de materiais ricos podem ser uma estratégia interessante nesse sentido. Isso também ajuda a reforçar a autoridade da sua marca, tornando-a referência para consultas (e até mesmo compras) posteriores.

Por fim, tenha em mente de que resultados em ambiente digital não aparecem da noite para o dia! É preciso constância, perseverança e uma boa estratégia de longo prazo, para conseguir se destacar lá na frente. Continue investindo nos seus conteúdos!

Gostou deste artigo? Então, continue navegando aqui pela Comunidade Sebrae. Tem muito mais informação de qualidade para você!

Blog

Comunidade Sebrae
Crislayne Andrade de Araujo
Crislayne Andrade de Araujo Seguir

Jornalista pela Uerj, com MBA em Marketing pela FGV e certificação de Produção de Conteúdo para Web, tem experiência em comunicação organizacional e redação para empresas globais. Focada em estratégias de comunicação e marketing para PMEs.

Ler conteúdo completo
Indicados para você