[ editar artigo]

⬆ Como usar a personalização para vender mais

⬆ Como usar a personalização para vender mais

A personalização de produtos e serviços é quase uma obrigatoriedade para as empresas nos dias de hoje. É essencial conhecer seus potenciais clientes para estabelecer uma conexão e, consequentemente, um bom relacionamento.

Mesmo que algumas empresas continuem insistindo em vender “soluções engessadas” com abordagens massificadas, essa realidade está mudando. Mas a pergunta que fica é “como personalizar a mensagem da empresa para um grande número de clientes, fazendo com que cada um se sinta conectado à sua marca?”

Personalização bem-sucedida
Para fornecer produtos, serviços e conteúdos personalizados para os consumidores, é preciso conhecê-los, certo? Por isso, é importante fazer um tipo de retrato falado de um nicho do seu público (buyer personas). Coletar dados, como nome, e-mail e preferências é essencial. Após a coleta dos dados, o segundo passo é segmentar essa lista pela localização, ramo de atuação, ciclo de vida do cliente, estágio no funil de vendas, ticket médio, formas de engajamento etc. Essas métricas são fundamentais para traçar estratégias que auxiliem na personalização do conteúdo.

A segmentação é uma forma da empresa entender qual tipo de conversão é mais efetiva para cada nicho de mercado. Dessa forma, é possível ajustar o conteúdo de maneira consistente e na medida certa. Isso possibilita o aumento da eficácia na hora de criar conteúdos que movam os clientes no caminho certo durante a jornada de vendas!

Outra estratégia adotada na personalização de conteúdo é a coleta de dados. Há diversas ferramentas que automatizam esse processo. Porém, os dados obtidos desses clientes devem estar em conformidade com a Lei de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) [inserir link: https://comunidadesebrae.com.br/tudo-sobre-marketing-digital/quais-os-impactos-da-lgpd-nas-estrategias-digitais]. Ao fazer um levantamento sobre tudo o que puder sobre seus leads e segmentar suas listas, aumentam suas chances de sucesso.

Podemos dizer que a personalização é a chave para vendas mais consistentes, uma vez que os consumidores estão se conectando com as marcas de forma omnichannel. Quanto mais personalizada é a venda, mais satisfeito o cliente fica! Para que essa atividade seja bem-sucedida e gere o lucro esperado, separamos algumas dicas!

1. Tenha um portfólio

Para aumentar as suas vendas com a personalização, montar um portfólio dos seus produtos e serviços é uma boa opção. Dessa forma, você consegue divulgar seu trabalho e terá exemplos para mostrar aos potenciais clientes, aumenta as chances de fechar.

2. Atenda às necessidades do consumidor

Estar preparado para atender as necessidades e expectativas do consumidor é crucial para que as vendas aumentem. Você deve estar ciente de que algumas vezes será necessário fazer pequenas alterações nos produtos de acordo com as preferências do seu cliente. Para que isso aconteça da melhor forma, é preciso que ele aprove as mudanças antes de começar a produzir o produto. Caso o cliente necessite de uma grande quantidade do produto encomendado, é recomendado apresentar uma amostra a fim de obter sua aprovação ou fazer ajustes. Além de estar prestando um bom atendimento, você estará evitando futuros prejuízos.

3. Diversifique os produtos
Essa dica está diretamente ligada à apresentação do portfólio. Investir na diversidade de produtos é fundamental para atrair o consumidor. Quanto mais opções você tiver em seu mostruário, maiores são as chances de conquistar os clientes, do contrário eles podem encontrar seus produtos ou serviços na concorrência. Vale lembrar que a variedade dos produtos diz respeito tanto aos tipos de mercadorias ofertadas quanto aos métodos de personalização.

4. Invista na qualidade e divulgação da sua empresa


Sabemos que o bom atendimento é primordial para fidelizar os clientes, não é mesmo? Porém, você deve investir na qualidade dos produtos e serviços e divulgá-los corretamente. Como falamos, o consumidor está cada vez mais omnichannel e isso exige que a divulgação seja feita em diferentes mídias. As redes sociais são uma ótima opção para isso. Porém, você também pode investir em folders, cartazes, anúncios e no próprio site.

Em resumo, não basta mais que as empresas ofereçam produtos, serviços ou conteúdos exclusivos, é necessário que eles sejam “a cara do cliente”. Essa evolução no segmento de personalizados abriu um novo leque de oportunidades para os empreendedores que desejam se destacar no mercado.

Gostou do artigo? Então comente abaixo se você trabalha com a personalização de produtos e serviços e se daria alguma outra informação a respeito desse tema.

🙂🤝

🔵 Atendimento Digital SEBRAE 🔵
WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail

Comunidade Sebrae
Sebrae Paraná
Sebrae Paraná Seguir

Especialista em Pequenos Negócios - Atendimento ao Cliente | Marketing | Marketing Digital | Finanças | Gestão | Empreendedorismo | Comunicação | Inovação

Ler matéria completa
Indicados para você