[ editar artigo]

VITRINISMO. UMA FERREAMENTA MUITO IMPORTANTE PARA QUEM QUER SER VISTO.

VITRINISMO. UMA FERREAMENTA MUITO IMPORTANTE PARA QUEM QUER SER VISTO.

O vitrinismo é uma das estratégias mais conhecidas do visual merchandising, e utiliza técnicas de decoração para atrair mais clientes à sua loja, estimulando as chances DE UMA VENDA BEM SUCEDIDA .A técnica, além de atrair o público, ainda pode ajudar o lojista a selecionar e segmentar o seu consumidor. É claro que esta não é a única vantagem da especialidade, que quando bem executada, ajuda a reforçar a identidade visual de sua marca, atingindo clientes e futuros compradores e impactando diretamente nos seus lucros mensais. de compra por impulso e aumentando a sua margem de lucros. Onde busca despertar a intenção de compra do cliente por meio de estímulos visuais, como iluminação, decoração e disposição dos produtos na vitrine. Existem, claro, diversas outras formas de despertar essa vontade no consumidor através dos sentidos. O visual merchandising trabalha todos os aspectos de uma marca para que ela tenha uma identidade própria, que seja reconhecida e admirada por todos atuais e futuros clientes. O principal foco de atuação da ferramenta é o ponto de venda, uma vez que é lá que o cliente terá o primeiro contato com o produto, se não houver pesquisado sobre ele online. E já no momento em que entrar na loja ele deve ser capaz de notar o diferencial que a loja tem, o que o fará comprar ali e não no negócio concorrente.

Apesar de os conceitos de visual marketing terem surgido somente neste século, algumas de suas técnicas são bem antigas. É o caso do vitrinismo, que tem rastros históricos lá de antes de Cristo. É claro que focaremos nas ferramentas atuais, mas vale saber que o vitrinismo já era importante mesmo quando ainda não existia moeda e as negociações humanas eram na base da troca.

Como usar o vitrinismo na sua loja

Costumamos considerar vitrine apenas aquele espaço a frente da loja e esquecemos que lugares vagos dentro do ambiente podem fazer o mesmo papel. Aquela parede vazia, com a pintura e iluminação corretas pode ser o expositor ideal, que dará destaque que o produto escolhido não teria se permanecesse dobrado em uma estante ou pendurado em um cabide.

Essas oportunidades, que geralmente não estamos habituados a ver, podem ser muitas e podem significar estoque e dinheiro parado. Isso acontece por que não estamos acostumados a observar os espaços como um vitrinista. assim vou lhe dar algumas dicas de planejamento .

  • Qual o público que você quer atingir com a sua vitrine. Neste momento não podemos ser ecléticos, temos que mirar no nosso público-alvo.
  • Qual o orçamento destinado à decoração da vitrine.
  • Que produtos você quer expor. A dica é que você exponha itens que são de boa qualidade, têm bom visual, mas têm pouca saída.
  • De que maneira a decoração da vitrine interna vai combinar com o que é exposto no ambiente interno da loja.
  • Qual o tema da decoração da vitrine.
  • Fazer um esboço da sua vitrine e fazer a lista de materiais que você vai usar.

Iluminação

A sua vitrine deve estar bem iluminada, afinal no escuro ninguém consegue ver os detalhes e a qualidade do produto exposto, não é? Além de chamar a atenção, a iluminação também tem o objetivo de realçar e destacar determinados produtos, além de ter o poder de direcionar o olhar do consumidor para onde o lojista desejar.Exemplo de vitrinismo. Imagem mostra uma vitrine bem iluminada

Espaço

Deixe espaço vazio entre os produtos expostos. O motivo está novamente na mente humana: a gente precisa de espaços entre uma informação e outra, senão tendemos a dar pouca importância para o conjunto todo.

A técnica também ajuda a prevenir a famosa poluição visual, que faz as pessoas terem a impressão de que sua loja é uma bagunça, já que o público associa o que vê na fachada com o que vai encontrar dentro do ambiente. Alguns especialistas dizem que pelo menos ⅓ da vitrine deve ficar vazia.Exemplo de vitrinismo. Imagem mostra uma vitrine com o tema inverno

Bote o preço

No vitrinismo, sai na frente aquele que mais facilita a vida do cliente. Então, porque fazer com que ele entre na loja somente para saber o preço de um produto exposto na vitrine? Isso pode frustrá-lo e fazer ele desistir da compra se o valor da peça não corresponder às suas expectativas.

Não exponha os produtos no chãoA imagem mostra um expositor de roupas interno

Isso desvaloriza os produtos aos olhos do consumidor, afinal, geralmente o que está no chão tem pouco valor. Há outro fator psicológico por trás disso: o cliente precisa se imaginar usando o produto exposto na vitrine, e quando o produto está dobrado e posto no chão esta visualização fica quase impossível.

Exemplo de vitrinismo. A imagem mostra dois manequins dentro de uma loja

assim com essa dicas voce sera muito contente com suas vendas de final de ano . 

Blog

TAGS

visual

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você