[ editar artigo]

Você sabe a importância de conhecer o ROL?

Você sabe a importância de conhecer o ROL?

Muitos empreendedores já ouviram falar da importância ou estão bem acostumados a lidar com o ROI – Retorno sobre Investimento. Essa métrica financeira se baseia na relação entre o investimento inicial, os custos e o retorno sobre o investimento.

Porém, sabemos que o mundo dos negócios é bastante dinâmico e nem sempre o ROI será a métrica mais adequada a ser utilizada. Em algumas situações, o ROL - Return On Learning (ou Retorno sobre Aprendizado) surge como uma métrica adequada e muito poderosa!

Neste artigo, você irá conhecer o que é o ROL, qual a sua importância, como aplica-lo corretamente em sua empresa e ainda como incentivar uma cultura de aprendizado.

Boa leitura!

O que é o ROL – Return on Learning

Em poucas palavras, o ROL é como se pode mensurar a quantidade de conhecimento adquirido que você tem sobre os seus clientes, concorrentes e sobre o mercado.

Esse conhecimento é, muitas vezes, chamado de “insight”, pois é composto de dados brutos, isto é, de informações que não foram corretamente analisadas ou refinadas.

Essas informações coletadas acerca dos clientes e do mercado podem advir de diversas fontes, como pesquisas de satisfação, pesquisas de fidelidade do cliente, cadastros, estudos de mercado, perfis de concorrentes, entre outras.

Há alguns setores dentro da empresa que possuem maior probabilidade de coletar os insights, tais como o setor de vendas, de atendimento e de marketing, por exemplo. Tudo isso contribui para aumentar ainda mais o seu ROL.

Portanto, é imprescindível aplicar uma cultura de aprendizado dentro da sua empresa, capacitando os colaboradores que trabalham com a linha de frente – isto é, aqueles que têm mais contato com o mundo externo da empresa.

Qual a importância de usar o ROL

Para Art Saxby e Pete Hayes, autores do livro The Growth Gears, todo planejamento estratégico deve começar com um insight. E que isso significa?

Quer dizer que qualquer ação e planejamento devem se basear em uma quantidade de conhecimento – principalmente acerca dos clientes, do mercado e/ou do público-alvo.

O insight é poder, é uma grande vantagem competitiva. Ou seja, aqui vale a regra do “quanto mais, melhor” para o ROL. Porém, é preciso garantir que esse conhecimento irá levar o seu negócio para a direção mais adequada.

Nesse sentido, o ROL é apropriado para apontar se o conhecimento adquirido (insights) está trazendo bons resultados ou não.

Existem alguns benefícios de usar o ROL para o seu negócio:

  • Mensurar o que está dando certo – para continuar aplicando;
  • Avaliar o que não está funcionando – para corrigir;
  • Observar mudanças no mercado;
  • Antecipar as tendências;
  • Identificar novos nichos e aumentar as oportunidades do negócio.

Agora que você já sabe de algumas vantagens de usar o ROL, vamos adentrar na parte mais complicada: o cálculo.

Como mensurar o ROL

Calcular o ROL pode parecer difícil, mas não é impossível. Apesar de soar abstrato, o cálculo é semelhante ao do ROI – Retorno sobre Investimento.

Se a fórmula do ROI é = Retorno do Investimento – Custo do investimento ÷ Custo do Investimento.

Então, o cálculo do ROL seria:

Retorno Investimento em ROL – Custo do Investimento ÷ Custo do Investimento

Viu? Nem é difícil!

O “Investimento em ROL” é o investimento feito em uma ou mais ações que visam adquirir mais conhecimento sobre os clientes, sobre os concorrentes ou mercado. Pode ser um treinamento para a equipe de marketing, o investimento em um software, um curso para os atendentes, entre outros.

O retorno desse investimento pode ocorrer pelo aumento de leads, aumento de vendas, aumento em produtividade ou qualquer outro objetivo que tenha sido estabelecido pelo planejamento da empresa.

Se o ROL tem um escore muito baixo, isso pode indicar que:

a) A sua empresa não tem uma cultura de aprendizado;

b) O conhecimento que você adquiriu tem sérias falhas ou é pouco confiável.

Portanto, todo cuidado é pouco na hora de coletar e analisar os insights. Para isso, é indispensável ter uma cultura de aprendizado dentro da empresa.

Como incentivar a cultura do ROL na sua empresa

Aplicar conhecimentos de inovação e aprendizado é sempre um desafio. Até porque os resultados não surgem de um dia por outro, pois sua implementação ocorre gradualmente.

No entanto, existem alguns pontos que podem ser utilizados para adotar essa cultura na sua empresa:

1. Incentivo à proatividade e criatividade

Dentro da cultura de aprendizado, ou cultura do ROL, os colaboradores precisam ter uma atitude proativa em direção a geração de novos insights.

Algumas técnicas como o Desing Thinking (seja para inovar ou para resolver problemas) e programas e atividades de relaxamento podem estimular a criatividade e a participação dos colaboradores.

Já uma política de reconhecimento pela participação e proatividade também pode incentivar cada vez mais os colaboradores – isso inclui desde prêmios e gratificações até feedback positivo e reconhecimento público.

2. Incentivar a ouvir os feedbacks

É preciso incentivar os colaboradores a ouvir sem julgamento, estando aberto aos feedbacks dos clientes – sejam eles positivos ou negativos.

Vale lembrar que pelo fato do insight se tratar de um dado do tipo quanti-quali (quantitativo e qualitativo), os dados não são nem 100% fidedignos e nem 100% falsos. Como eles ainda não são verificados e testados, não existe um insight que seja totalmente correto ou errado.

Sabendo disso, é preciso ficar claro para os colaboradores que todos os dados merecem cuidadosa atenção – desde os elogios até as reclamações dos clientes.

3. Incentivar o compartilhamento de ideias entre os colaboradores

Embora as pessoas externas forneçam dados importantes, os indivíduos internos da sua empresa também podem ser uma fonte valiosa de insights, já que lidam com os serviços e produtos diariamente. Por isso, investir nos colaboradores – que são um dos maiores ativos da empresa – é sempre uma ação extremamente recomendável.

Eles possuem conhecimento sobre sua empresa, mas precisam de boas oportunidades para compartilhar isso. Um ambiente que valoriza a troca de ideias e o feedback dos colaboradores além de ser mais satisfatório, é um prato cheio para o ROL.

Agora você sabe que o ROL não é só uma opinião infundada ou tiro no escuro. É uma métrica importante para a sua empresa.

E aí, você aprendeu mais sobre o ROL e a cultura de aprendizado? Então navegue pela Comunidade Sebrae e fique por dentro de outros assuntos!

Blog

Comunidade Sebrae
Ludmila Pires
Ludmila Pires Seguir

Graduada em Psicologia. É psicoterapeuta e consultora com experiência nos campos de psicologia esportiva, avaliação psicológica, aconselhamento e orientação. Produtora de conteúdo (redação) e entusiasta do Marketing Digital.

Ler conteúdo completo
Indicados para você