[ editar artigo]

Você tem problema de estimação?

Você tem problema de estimação?

Praticamente todos nós temos ao menos um "problema de estimação".
Ele pode lhe fazer companhia o tempo todo, ele não sai da sua mente e molda o seu modelo mental. Você cuida dele de tal forma que ele pode ficar maior do que você.

Mas, este "pet" pode desaparecer ou fugir também? Sim, mas você pode substituí-lo por outro o mais rápido do que pode imaginar, voltando ao ciclo de autossabotagem.

É provável que você acredite que será feliz plenamente, tornar-se a pessoa e profissional que sempre sonhou somente quando se livrar do(s) problema(s) de estimação. Mas, esta ilusão passa rápido, porque você substitui rapidamente por outro "pet" menor ou maior.

O problema de estimação pode ser a famosa falta de tempo para fazer coisas importantes, mas, na verdade, é apenas falta de prioridades, propósitos, objetivos e metas.

Pode ser também o medo de fracassar em algo, o que invariavelmente é vaidade e o orgulho te atrapalhando, ao deixar-se levar pelo o que as pessoas vão achar. Ou seja, você perde a sua essência por querer ser o que os outros esperam e não o que lhe faz feliz e realizado.

Pode ser um álibi que lhe mantém na zona de conforto e/ou permite que você terceirize suas responsabilidades e erros, colocando a culpa no colega de trabalho, na concorrência, no governo, na família, entre outros.

Tudo isso quer dizer que não posso ter problemas? Não, longe disso, mas quer dizer que você não pode tornar os problemas maiores do que realmente são, além disso você deve gerenciá-los para que não prejudiquem o seu desenvolvimento e a sua felicidade.

Está achando que somente os problemas são um problema? Então, sinto lhe dizer que está enganado, soluções também podem se tornar um problema, caso ela se torne de estimação.

Uma solução se torna de estimação quando você a utiliza em uma determinada situação e tem bons resultados, porém, mesmo que a situação e as variáveis mudem e a solução deixe de apresentar bons resultados, você cai na tentação de utilizá-la, fazendo a mesmo coisa e esperando resultados diferentes.

Talvez uma das poucas coisas constantes na nossa vida é a mudança. Precisamos encarar os problemas como oportunidades para desenvolvimento, além de aperfeiçoar e mudar as soluções quando necessário para ter resultados diferentes e melhores.

Maravilha, já entendi que criar problema e/ou solução de estimação é uma autossabotagem, mas como não cair nesta armadilha e, mais importante ainda, como me desenvolver?

A resposta é trabalhar e desenvolver a sua Inteligência Emocional, leia meu artigo sobre o assunto e saiba mais.

Inteligência Emocional para Empreendedores!

Agora, quero lhe fazer um desafio, é um exercício que mostrará como você é plenamente capaz de conquistar e alcançar seus sonhos, desejos e objetivos, desde que encare seus desafios e explore as oportunidades de forma inteligente, principalmente no âmbito emocional.

Lembre-se dos últimos 10 grandes acontecimentos em sua vida (5 positivos e 5 negativos). Tenho certeza que chegará a conclusão de que os acontecimentos positivos dependeram 100% de você, em contrapartida, aqueles negativos aconteceram contra a sua vontade.

Gostou do texto? Comente aqui e também contribua para enriquecê-lo, além de, por favor, indicar para alguém que você sabe que irá curtir também.
 

Blog

Comunidade Sebrae
Rafael Souza
Rafael Souza Seguir

Consultor de Negócios e Palestrante do Sebrae-SP, Empreteco, Agente Local de Inovação, formado em TI, especialista em Gestão de Pessoas e em Gestão Estratégica de Negócios. Apaixonado por empreendedorismo e admirador de empreendedores!

Ler conteúdo completo
Indicados para você