[ editar artigo]

YouTube: modelo de negocios de sucesso

YouTube: modelo de negocios de sucesso

YouTube: modelo de negocios de sucesso é sonho ou realidade? É um modelo de negocios extremamente vencedor. Aqui neste post vou lhe demonstrar que este negócio pode ser baseado em produção de conteúdo e planejado para receitas de diversas formas.

Além disso, o investimento dentro deste negócio é bastante maleável e não define o sucesso de seu plano de negócios. Qual o segredo então? Siga até o final deste texto que você terá insights incríveis e aprenderá a montar seu modelo de negocios para um canal de YouTube lucrativo.

Como produzir canal de YouTube?

Primeiro você precisa definir aquilo que é necessário em qualquer plano de negócios.

• Segmento;

• Perfil de cliente ou clientes;

• Propósito de seu canal de YouTube;

• Calendário de ações para implementação do negócio;

• Estrutura para a produção de conteúdo;

• Informações sobre o comportamento e necessidades do cliente ou clientes.

Até agora, você encontrou alguma diferença entre este plano de ação e um plano que contemple a organização de um negócio físico? Acredito que não. Assim como qualquer outro investimento, você precisa também encarar a produção de um canal de YouTube como um negócio desde sua concepção. Aliás, isso faz a diferença sobre o sucesso ou o fracasse de qualquer negócio.

Produção de conteúdo é aventura?

A produção de um canal dentro do YouTube pode ser encarada como uma aventura? Depende de quem está fazendo isso.

Obviamente, o YouTube está cheio de aventureiros, independente se o conteúdo esteja focado para entretenimento, informação ou aprendizado. No entanto, mesmo que você identifique inúmeras pessoas produzindo conteúdo ao qual, imagine ser sua especialidade, sempre haverá pessoas carentes de seu conteúdo, afinal de contas, você ou os seus produtores de conteúdo também podem estabelecer interesse devido ao ponto de vista que a produção traz.

Portanto, quebre essa objeção em sua cabeça. Pense no bem maior que você pode entregar para o perfil de internauta que você almeja atingir. O que é? Produção de conteúdo de alto grau de qualidade.

Este ponto é bastante importante para você criar o modelo de negocios que trará força de planejamento com foco em resultado de monetização.

Principal produto do canal é a produção de conteúdo

A produção de conteúdo é o segredo do sucesso. Isso porque é a produção de conteúdo que traz valor inestimável para o seu canal e cria conexões lucrativas de forma direta e indiretamente.


Fazer conteúdo de qualidade implica em dedicação, disciplina, planejamento, compromisso e motivação para aprender, incansavelmente, sobre sua atividade. Portanto, o conteúdo é o ouro para as audiências que mineram vídeos todos os dias em busca de seus interesses, necessidades, desejos e informações. Use inteligência na produção de conteúdo para produzir canal de YouTube.


Certamente, se criarmos uma comparação sobre qualquer outro modelo de negócios, compreendendo as exigências universais que estruturam empresas, entenderemos que a aplicação de estratégias de empreendedorismo estão presentes nas produções de canais de YouTube. As empresas produtoras de conteúdo para canais de YouTube que prosperam são exatamente aquelas que replicam modelos de negócios empregados em negócios físicos.

A diferença é somente aquilo que você oferece ao público

Enquanto o modelo de negocios tradicional implica em comercializar um produto ou serviço prestado, o produtor de conteúdo oferece ao público o conteúdo em si. E isso é aplicado em diferentes tipos de relacionamentos. Desde o conteúdo gratuito até o conteúdo vendido. E são lucrativos de diferentes aspectos, porém, com margens de retorno sobre o investimento que muitas vezes surpreendem os donos dos negócios.

Porta dos Fundos não é a referência de sucesso para canal de YouTube

Diante a perspectiva que o Porta dos Fundos é sucesso dentro do YouTube, faz o produtor de conteúdo ou o investidor ter a impressão de que só tem sucesso diante os números conquistados pela produção de conteúdo do Porta dos Fundos. Esta perspectiva é errada e pode, inclusive, frustrar produtores ou investidores que trariam mais riqueza ao internauta que vive insatisfeito e motivado para se surpreender com conteúdo de sua preferência.

Eu entendo que você deve se surpreender quando lê uma afirmação como esta. Porém, como objetivo, devo reforçar que o canal de projeção mundial Porta dos Fundos, um dos primeiros canais de YouTube a ter ações vendidas na Bolsa de Valores, não é parâmetro para o empreendedor.

Sucesso é o canal de YouTube Pipocando. Um canal produzido como um modelo de negócios que planejou desde o merchandising dentro de seu cenário até as ações off channel como a transmissão do Oscar via streaming dos protagonistas do Pipocando dentro do canal TNT.

Estima-se que a movimentação financeira sobre canais de YouTube com menos de 1 milhão de inscritos chega a 15 bilhões só no Brasil. O que isso significa? Não é necessário ter um canal gigante para construir uma fortuna gigante.

O canal de YouTube Galinha Pintadinha, segundo pequena pesquisa fazendo um cálculo médio do valor por CPM a cada 1 milhão de visualizações, demonstra que este canal chega a arrecadar até 3 milhões de dólares por ano. No entanto, estamos falando de um canal produzido por anos.

Outro exemplo de produtor de conteúdo que transformou sua atividade profissional em produção de conteúdo para canal de YouTube é Peter Jordan.

Peter é produtor de conteúdo dos canais Ei Nerd, Peter aqui e Eu e a Patroa. Diferentes conteúdos que criam sinergia entre si e trazem interesse para todos os perfis domésticos de uma família. Peter evita falar de forma chula e traz para si diferentes internautas que também se interessam por conteúdo que ele acaba demonstrando ser especialista, ou seja, cultura geek.

Certamente, não é necessário ter o tamanho do Porta dos Fundos para construir um negócio incrível. Gamers que fazem stream de gameplay usando as ferramentas tradicionais de qualquer modelo de negócios, tal como calendário, responsabilidade de conteúdo, estratégia de engajamento, conteúdo de relevância para a audiência e periodicidade de postagens, com menos de 100 mil inscritos, pode arrecadar no mês até 10 mil reais. A renda de um micronegócio de sucesso que pode dar independência e autonomia financeira para o microempreendedor.

Qualquer tema é interessante para canal de YouTube

Não é só entretenimento que interessa para a audiência do YouTube. Temas relativamente densos como política, sociedade, sociologia, economia financeira, tudo isso e muito mais pode ser de interesse do internauta que gosta de informação e aprendizado.

O canal Ideias Radicais, hoje com quase 500 mil inscritos, foi uma aposta empreendedora que só vingou por conta da aplicação de um modelo de negócios que fosse semelhante como qualquer outro. Destaco este canal porque ele não tem uma produção de conteúdo que contemple o grande interesse do internauta, mas converge sobre um perfil de internauta que quer consumir este tipo de conteúdo. 

Exemplos como o do produtor de conteúdo Raphael Lima estão em evidência para os investidores que estiverem interessados em montar um canal de YouTube com planejamento de negócios e caminho para receitas e lucro.

No entanto, como construir este modelo de negócios que preveja investimentos e lucratividade em uma linha temporal?

Modelo de Negócios para canal de YouTube

Certamente, demonstro aqui, através de um exemplo, como você pode montar seu modelo de negócios com a produção de conteúdo que deseja.

Vale lembrar que seu canal, calcado nesse processo para o seu modelo de negocios, não é para, à princípio, buscar popularidade, mas uma construção de resultados.

Inclusive, estabelecendo receitas de monetização pela ferramenta de comissionamento de produtores de conteúdo do Google, ou seja, o Adsense, além de outras oportunidades de receita fora deste natural processo de resultados.

Certamente, você está querendo uma espécie de check-list para construir seu modelo de negocios para iniciar esse processo de empreendedorismo. Siga estas instruções sugeridas e seja um realizador.

1) Descreva a oportunidade;

2) Descreva os pontos fortes e pontos fracos relativos a esta oportunidade;

3) Descreva as ameaças relativas à oportunidade;

4) Descreva como sua produção de conteúdo interage com a oportunidade;

5) Descreva o mínimo necessário de investimento e estrutura para você interagir com a oportunidade;

6) Descreva as facilidades de se produzir o conteúdo que imagina ser relevante aproveitando a oportunidade;

7) Descreva as dificuldades de se produzir o conteúdo relativo a sua interação com a oportunidade;

8) Descreva um plano de ação para gerar conteúdo por um tempo pré-estabelecido;

9) Descreva um modelo de monetização que você acha possível adequando sua produção de conteúdo com a oportunidade;

10) Estabeleça prazos para se aferir todas as informações que entende ser relevantes para validar a ideia da produção de conteúdo;

11) Crie uma identidade visual para o seu canal de YouTube;

12) Crie um calendário de veiculação da produção de conteúdo;

13) Crie redes sociais que serão relevantes para divulgar o canal de YouTube;

14) Crie uma comunidade em que você tenha total autonomia sobre os dados e as informações relativas aos membros desta comunidade;

15) Crie um mídia kit para contemplar receita a partir de sua produção de conteúdo.

Neste item, eu acredito que você precise demorar um pouco mais. Isso porque aqui está efetivamente a receita a ser gerada pela sua produção de conteúdo. Obviamente, tal como os canais de televisão e outras mídias de comunicação, você precisa de audiência. No entanto, você mesmo sabe que não vale tudo por audiência. 

Não abra mão de conteúdo de qualidade para os interessados

A sua audiência será bem mais engajada se perceber que você está trazendo conteúdo de grande qualidade. Isso significa também que você não está subjugando a inteligência dela, mesmo fazendo conteúdo de entretenimento que explore os conceitos mais simples do divertimento humano, tal como videocacetadas.

Lembre-se: à medida que seu conteúdo qualifica o engajamento dos internautas, mais você terá audiência. E isso é fundamental para ter oportunidades de receitas.

Uma boa solução é criar pequenos intervalos ou spots comerciais. Depois de um determinado momento, seu canal pode sim prever isso. Não é necessário ter grandes números de inscritos ou visualizações.

Certamente, bastará que você traga o público para comentar e participar dos canais de comunicação e comunidade. Com isso, quanto maior for a interação, mais forte será o engajamento. Quanto maior for o engajamento, maior será sua capacidade de fazer merchandising de impacto ou criar espaços comerciais de relevância. E o público não se importará com isso.

Diferente daquele tempo de 5 segundos, aonde o YouTube imprime propaganda e faz as pessoas de certa forma se irritarem com isso, seus inserts comerciais não terão esta negatividade por parte de seu público, porque eles compreendem que este investimento comercial reverte diretamente ao produtor de conteúdo.

Monte seu mídia kit criando inserções que não sejam tão explícitas ou invasivas ao conteúdo. Lembre que seu canal não é um classificados, mas pode ser um grande espaço para fomentar oportunidades.

16) Crie relacionamento com os fornecedores, caso seja o seu caso

17) Faça os ajustes levando em consideração os comentários das pessoas que acessam a produção de conteúdo de seu canal de YouTube

Com esse roteiro, você consegue estabelecer um caminho para a construção de seu canal de YouTube tal como deve ser através de um modelo de negócios. Resta saber se você terá a perspicácia de construir esta trajetória sem desistir, tal como qualquer empreendedor precisa passar no universo do seu próprio negócio.

Comunidade Sebrae
Rafael Cardoso
Rafael Cardoso Seguir

Um cidadão que deixou de ser passivo para trazer luz e ambiente à discussão social e político.

Ler matéria completa
Indicados para você