[ editar artigo]

Preciso de crédito, mas não tenho garantias. O que fazer?

Preciso de crédito, mas não tenho garantias. O que fazer?

Com o advento da pandemia do novo coronavírus, a necessidade de acesso a crédito tornou-se emergencial para os pequenos negócios. Porém, existem inúmeros obstáculos que podem restringir esse acesso. Um dos principais impedimentos é a insuficiência de garantias satisfatórias, que supera a existência de outros restritivos, como SPC, Cadin, Serasa ou inviabilidade do projeto.

E você, pequeno empresário, tem garantias para acessar o crédito? Você sabia que já existem soluções no mercado para suprir essa necessidade?

Sim, já existem soluções. As Sociedades Garantidoras de Crédito (SGCs) e os Fundos Garantidores de Crédito podem ajudar.

Nesta postagem, gostaria de destacar as SGCs, pois elas se diferenciam por ter maior proximidade com o empresário.

As SGCs são sociedades de caráter privado, cuja atividade-fim é complementar as garantias exigidas (aval ou fiança) aos seus associados nas operações de crédito junto à instituição financeira (IF). Podem ser garantidas operações de capital de giro; investimento; misto (investimento e capital de giro).

Nota: Importante atentar que geralmente as garantias são complementares, ou seja, não cobrem 100% da operação.

As SGCs reduzem o risco de liberação de crédito para as instituições financeiras, isso desdobra inúmeros benefícios de associar-se a uma SGC, dentre eles destacamos:

  • Acesso maior ao crédito
  • Possibilidade de pagamento em prazos maiores e com juros menores
  • Aumento do poder de barganha
  • Assessoria técnica na análise crítica do projeto
  • Integração a uma rede empresarial

A seguir, a demonstração do passo a passo para o acesso.

  1. O empresário apresenta sua necessidade de crédito na instituição financeira (a IF precisa ser conveniada a uma SGC) ou apresenta sua necessidade para SGC.
  2. A SGC realiza a análise de crédito.
  3. Caso a operação seja aprovada, a garantia é formalizada entre a SGC e o associado. Daí em diante, ocorre o processo de liberação do crédito junto à instituição financeira.
  4. Pelo risco assumido, a SGC cobra uma taxa de concessão de aval (TCA).

Exemplo de operação sem SGC (média de taxas do mercado):

Valor do financiamento: R$ 30.000,00

Prazo: 24 meses

Taxa: 2,4% am

Valor total: R$ 39.816,83

 

Exemplo de operação com SGC (média de taxas negociadas entre SGC e IF)

Valor do financiamento: R$ 30.000,00

Prazo: 24 meses

Taxa: 1,8% am

Valor total: R$ 37.210,20

Valor TCA: R$ 691,20

Economia de: R$ 1.912,43

Esse exemplo demonstra que mesmo com a taxa de concessão de aval, uma operação que conta com a carta de garantia emitida pela SGC gera economia ao empresário.

Onde encontrar as SGCs no Paraná?

www.sgccentral.com

SGC CENTRAL

(45) 3252-4435

GARANTISUL

(41) 3075-0470

SGC CENTRO-SUL

(42) 3621-5595

GARANTISUDOESTE

(46) 3524-7983 / 3055-3401

GARANTIOESTE

(45) 3055-2604

NOROESTE GARANTIAS

(44) 3023-2283 / 99767-0031

GARANTINORTE

(43) 3323-5031 / 99154-6615

O Sebrae está com atendimento 100% digital neste período. Mesmo de casa, vamos orientar você, com relação a sua empresa. Nos acione através dos seguintes canais: 🔵 WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail 🔵

 

Crédito 💲

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você