[ editar artigo]

Você já ouviu falar em ESC?

Você já ouviu falar em ESC?

Em 24/04/2019 foi promulgada a Lei Complementar 167, que instituiu uma nova modalidade empresarial, denominada Empresa Simples de Crédito - ESC. Essas empresas poderão realizar operações de crédito, exclusivamente com recursos próprios e somente poderão atender os pequenos negócios: MEI, ME  e EPP.

O principal motivo para apoiar a constituição das ESC é a dificuldade que os pequenos negócios têm para acessar crédito.

Dados divulgados pelo Banco Central demonstram que no ano de 2019 a concessão de crédito para MPE foi da ordem de R$ 260 bilhões, representando menos de 18% do total do crédito para a Pessoa Jurídica no Brasil. Adiciona-se a essa baixa participação no conjunto das operações, as elevadas taxas médias praticadas para microempresa (44,8% a.a.) e empresas de pequeno porte (41%), praticamente o dobro da taxa média praticada para todo o conjunto da Pessoa Jurídica no Brasil (20,9% a.a.). 

De acordo com a referida lei, as ESC possuem as seguintes características principais:

▪ As operações de crédito precisam atender ao critério da municipalidade (sede e municípios limítrofes).

▪ Não poderá cobrar nada além de juros (tarifas, taxas, multa, etc.).

▪ A ESC pode ser uma empresa individual de responsabilidade limitada (EIRELI), empresário individual ou sociedade limitada.

De acordo com as características acima, fica evidente a importante contribuição das ESC no desenvolvimento dos pequenos negócios, principalmente em função dos benefícios que essas empresas podem propiciar aos seus clientes; sendo os principais: 

  • Facilitar as operações de empréstimos e financiamentos exclusivamente para microempreendedores individuais (MEI), microempresas e empresas de pequeno porte.
  • Ampliar o acesso a crédito aos pequenos negócios.
  • Promover a redução dos juros e melhores condições de acesso aos recursos.
  • Viabilizar que aquele que disponha de capital próprio para emprestar para pequenas empresas o faça de maneira formal e simplificada.
  • Promover o desenvolvimento regional, uma vez que a riqueza gerada na região é investida na própria região.

Levantamento feito pelo Sebrae no dia 20 de julho mostra que atualmente existem 721 ESC constituídas no país, sendo que o capital de operações realizadas está em torno de R$ 330 milhões. A maioria das ESC (80%) estão constituídas como microempresas, sendo que 67% delas fazem negócios com o MEI.

O Sebrae foi um dos maiores defensores da criação dessa modalidade de negócio, como uma forma de ampliar e facilitar o acesso dos pequenos negócios ao crédito. "A ESC veio para romper uma das principais barreiras entre o empresário de micro e pequena empresa e o crédito, que é falta de garantia, o excesso de burocracia", destaca o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Mas como saber onde existe uma ESC?

O Sebrae criou uma página no seu site onde constam diversas informações para montar uma ESC. E nessa mesma página tem um link para um documento onde está a lista de ESC constituídas. https://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/20200505_contatosesc.pdf

 

Tem alguma dúvida? Escreva nos comentários.

Gostou do conteúdo? Acesse a Comunidade de Crédito e clique em participar.

O Sebrae está com atendimento 100% digital neste período. Mesmo de casa, vamos orientar você, com relação a sua empresa. Nos acione através dos seguintes canais: 🔵  Chat / Facebook / E-mail 🔵

Crédito 💲

Comunidade Sebrae
Ana Caroliny Bahniuk Brito
Ana Caroliny Bahniuk Brito Seguir

Gestora do Programa Sebraetec - Sebrae/PR | Graduada em Administração | Especialista em Gestão de Projetos

Ler conteúdo completo
Indicados para você