[ editar artigo]

A Magia da Disney: O que podemos aprender com os especialistas em encantar clientes!

A Magia da Disney: O que podemos aprender com os especialistas em encantar clientes!

Com o intuito de gerar felicidade, a Disneyland foi inaugurada em julho de 1955, por Walt Disney, gênio da animação e visionário, falecido em 1966. Seu legado foi marcado pela criação dos principais personagens infantis que fizeram parte da nossa infância. Hoje, o parque emprega mais de 62 mil pessoas e 70% do público frequentador do parque, já esteve lá outras vezes.

Mais que um Case de sucesso, é referência nesse mercado. A mais poderosa empresa de diversão e entretenimento dos últimos tempos. Vamos conhecer um pouco mais sobre a belíssima história do Reino Encantado e como a magia acontece. 

Desde sua criação, este case tem como foco seus convidados (assim são chamados os clientes do parque). A Disney trabalha alguns fatores como:  extrema atenção aos detalhes, paixão por qualidade (fazer muito bem feito), valorização do feedback e cultura do encantamento que converte seu público em promotores (fãs) da marca.

Não existe lugar no mundo, onde funcionários são tratados como membros do elenco; suas vestimentas não são uniformes, mas sim figurinos. E mais!!! O engajamento deles é tão grande (o pertencimento aqui é muito mais que presente), que cada membro realmente se sente parte do espetáculo.

Tudo é muito bem planejado, levando em conta os pequenos detalhes (“detalhes” estes que fazem total diferença, mesmo na simplicidade), como por exemplo a assinatura do Mickey Mouse, é treinada para sair exatamente igual a todos que interpretam esse personagem.

Eles realmente são experts no fator “WOW” (superar expectativas). Todos os membros são treinados para observar a expressão facial dos convidados quando chegam no parque. Sem falar na conexão emocional, seja criança ou adulto, todos se conectam com a magia de reviver a infância em sua essência.

Outro ponto bastante importante quando fala em cultura Disney, nos parques existem os funcionários chamados de super anfitriões, eles se encarregam de observar possíveis falhas no que foi planejado ou insatisfações dos convidados, para que prontamente realizem ajustes, amenizem situações de desconforto (como por exemplo fila de espera nas atrações) e colham o feedback do público. Tudo com muita gentileza e cortesia, com o objetivo de melhorar cada vez mais a experiência do visitante, pois afinal para Walt Disney, o foco sempre foi em “pessoas”.

“Você pode sonhar, projetar, criar e construir o lugar mais maravilho do mundo. Mas precisará de pessoas para tornar o sonho realidade.”                                                            Walt Disney

 

Os funcionários (membros do elenco) são muito entusiasmados e motivados. São reconhecidos, valorizados e estão sempre engajados pelo mesmo propósito.

Incrível não é mesmo?  

A experiência proporcionada transcende barreiras quando se trata de sonhos. O resultado não poderia ser outro: altíssimo Customer Satisfaction index (índice de satisfação do cliente).

São esses e muitos outros ensinamentos que podemos aprender com o fantástico case DISNEY.

Então, não perca mais tempo!Se inspire e coloque todas essas dicas em prática.

Comunidade Sebrae
Déborah Marques
Déborah Marques Seguir

Curiosa, criativa e entusiasta | Graduada em Economia pela UFPR | Pós-graduada em MBA Gestão Empresarial pela UP | Customer Success | Redatora web.

Ler matéria completa
Indicados para você