[ editar artigo]

Meu produto é On demand, como analisar e aumentar o ciclo de vida do meu cliente?

Meu produto é On demand, como analisar e aumentar o ciclo de vida do meu cliente?

Muitas pessoas me perguntam, como é trabalhar uma carteira de cliente em uma empresa 100% On demand, onde TODOS os clientes são 100% livres para utilizar o produto ou serviço como bem entendem?

A resposta não é tão simples. É necessário analisar bem todo o ciclo de vida do cliente. Além de garantir que todas as decisões sejam bem alinhadas de forma estratégica, para conseguir garantir a recorrência do cliente.

Essa é uma realidade dos aplicativos de mobilidade urbana ou de entrega expressas, por exemplo.

Mas calma lá! Parece complexo, não é?

Existem ferramentas simples que podem ajudar em suas análises e na tomada estratégica da sua carteira de clientes no dia a dia.

Já ouviu falar do RFV (Recência, Frequência e Valor), por exemplo?

É uma ferramenta essencial para quem tem dúvidas sobre qual cliente é mais importante, o que acabou de consumir o teu produto ou a frequência com que ele consome. Dados simples, mas que ajudam a nivelar e segmentar melhor sua carteira de clientes.

Essa ferramenta também ajuda a descobrir qual o grau de Touch (High, medium ou low touch) para manter o relacionamento com o cliente. O RFV mostra dados que facilitam na sua tomada de decisão.

RFV atrelado a uma estratégia de CRM, pode gerar eficiência para o seu produto, como:

  • Categorização de clientes de acordo com seu volume de consumo – Curva ABC;

  • De acordo com o histórico de consumo, poderá sugerir estratégias para um Up/Crossell de produtos de forma personalizada;

  • Conhecer a freqüência de compra do seu cliente;

  • Medir o valor médio de compra por cliente;

  • Garantir a previsibilidade das suas vendas;

  • Traçar metas de vendas por cliente;

  • Estratégia para a recorrência nas vendas;

Como devo montar a minha análise de Recência, Frequência e Valor?

Caso não tenha um software de CRM, tudo pode ser feita em uma boa e velha planilha.

Primeiro passo é simples, encontrar os dados de:

Recência: É a data no qual o seu cliente consome o seu produto;

Frequência: Representa a frequência que seu cliente compra seu produto;

Valor:  Dentro da tabela será encontrado os valores monetários da receita gerada pelo seu cliente.

Viu? Nada muito complexo, é bastante simples de aplicar no dia a dia.

Se você possui ferramentas de CRM, a aplicação dessa ferramenta ocorre de forma simples e natural. Pois, os dados estão todos concentrados e com fácil acesso, basta organizar tudo e por a mão na massa.

Customer Success

Comunidade Sebrae
David Buarque
David Buarque Seguir

Publicitário, com experiência em marketing digital, certificado em Inbound Marketing pela HubSpot. Como Customer Success, atuo com gestão de projetos e estratégias. Focado em mapeamento de processos, Automação de marketing, Planejamento e Análise de

Ler conteúdo completo
Indicados para você