[ editar artigo]

Meu produto é On demand, como analisar e aumentar o ciclo de vida do meu cliente?

Meu produto é On demand, como analisar e aumentar o ciclo de vida do meu cliente?

Muitas pessoas me perguntam, como é trabalhar uma carteira de cliente em uma empresa 100% On demand, onde TODOS os clientes são 100% livres para utilizar o produto ou serviço como bem entendem?

A resposta não é tão simples. É necessário analisar bem todo o ciclo de vida do cliente. Além de garantir que todas as decisões sejam bem alinhadas de forma estratégica, para conseguir garantir a recorrência do cliente.

Essa é uma realidade dos aplicativos de mobilidade urbana ou de entrega expressas, por exemplo.

Mas calma lá! Parece complexo, não é?

Existem ferramentas simples que podem ajudar em suas análises e na tomada estratégica da sua carteira de clientes no dia a dia.

Já ouviu falar do RFV (Recência, Frequência e Valor), por exemplo?

É uma ferramenta essencial para quem tem dúvidas sobre qual cliente é mais importante, o que acabou de consumir o teu produto ou a frequência com que ele consome. Dados simples, mas que ajudam a nivelar e segmentar melhor sua carteira de clientes.

Essa ferramenta também ajuda a descobrir qual o grau de Touch (High, medium ou low touch) para manter o relacionamento com o cliente. O RFV mostra dados que facilitam na sua tomada de decisão.

RFV atrelado a uma estratégia de CRM, pode gerar eficiência para o seu produto, como:

  • Categorização de clientes de acordo com seu volume de consumo – Curva ABC;

  • De acordo com o histórico de consumo, poderá sugerir estratégias para um Up/Crossell de produtos de forma personalizada;

  • Conhecer a freqüência de compra do seu cliente;

  • Medir o valor médio de compra por cliente;

  • Garantir a previsibilidade das suas vendas;

  • Traçar metas de vendas por cliente;

  • Estratégia para a recorrência nas vendas;

Como devo montar a minha análise de Recência, Frequência e Valor?

Caso não tenha um software de CRM, tudo pode ser feita em uma boa e velha planilha.

Primeiro passo é simples, encontrar os dados de:

Recência: É a data no qual o seu cliente consome o seu produto;

Frequência: Representa a frequência que seu cliente compra seu produto;

Valor:  Dentro da tabela será encontrado os valores monetários da receita gerada pelo seu cliente.

Viu? Nada muito complexo, é bastante simples de aplicar no dia a dia.

Se você possui ferramentas de CRM, a aplicação dessa ferramenta ocorre de forma simples e natural. Pois, os dados estão todos concentrados e com fácil acesso, basta organizar tudo e por a mão na massa.

Comunidade Sebrae
David Buarque
David Buarque Seguir

Publicitário, com experiência em marketing digital, certificado em Inbound Marketing pela HubSpot. Como Customer Success, atuo com gestão de projetos e estratégias. Focado em mapeamento de processos, Automação de marketing, Planejamento e Análise de

Ler matéria completa
Indicados para você