[ editar artigo]

COMO PREPARAR ALUNOS ADAPTÁVEIS E RESILIENTES?

COMO PREPARAR ALUNOS ADAPTÁVEIS E RESILIENTES?

Como podemos preparar a nova geração para serem capazes e adaptáveis a tantas mudanças em um mundo tão inovador? Ser ou desenvolver a resiliência para vencer os nossos desafios num momento tão turbulento? Como podemos fomentar uma educação que inclui um desenvolvimento do pensamento resiliente e empreendedor?

Mas, o que é resiliência?

Segundo definição da Sociedade Norte Americana de Psicologia, resiliência é “a capacidade psicológica de se adaptar às circunstâncias estressantes e se recuperar de eventos adversos”. Há mais de 40 anos sendo estudada, mas as pesquisas mais recentes indicam que a resiliência – em crianças e adultos – pode ser aprendida, e a escola é um espaço privilegiado para isso

Já sabemos que ser resiliente é fundamental para a aprendizagem, mas para desenvolver essa mentalidade, é preciso esforço e mudança de atitude. Algo absolutamente necessário para a atualidade, frente as mudanças ocorridas pela evolução tecnológica, somadas as mudanças em decorrência do COVID19.

Como aprender para ensinar a ser mais resiliente?

Podemos considerar algumas indicações sugeridas pelo autor, Norman Garmezy, para ações práticas e desenvolvimento de habilidades ao professor e gestores educacionais:

  • Estimular espaços para reflexão, desenvolvimento humano e profissional, e envolvimento de todos nessas atividades dentro da escola;
  • Trabalhar o autoconhecimento: saber diferenciar quando se envolver em uma situação e quando há fatores que indicam que o melhor é deixar para lá;
  • Identificar quais são os principais valores pessoais que norteiam a sua escolha pela profissão de educador e se estão alinhados com os seus processos de tomada de decisão;
  • Fortalecer o trabalho e o apoio entre colegas da instituição: a mentoria é uma boa ferramenta para troca, crescimento e aprendizado;
  • Não se foque em um estilo único de ensinar. Esteja aberto a novas ideias e formas de ensino/aprendizado (ex.: oportunidade do ensino a distância);
  • Tenha clareza de quem são os principais aliados e parceiros que vão lhe dar apoio emocional e intelectual, tanto dentro quanto fora da escola.

Ações práticas e habilidades para desenvolver a resiliência nos alunos:

O desenvolvimento da resiliência no aluno, deve fazer parte da cultura escolar, de forma que tanto o ambiente quanto o currículo pedagógico promovam um senso de pertencimento e unidade entre colegas e professores, pois isso fica claro também, para a situação dos alunos.

Com a mentalidade apropriada e o ensino efetivo, os estudantes podem conseguir muito mais do que pensam que podem. Porém, para o aluno construir essa mentalidade, as escolas, professores e gestores, devem:

  • Criar uma cultura de altas expectativas positivas na escola;
  • Valorizar os alunos pelo esforço que eles aplicaram em vez de chamá-los simplesmente de inteligentes;
  • Encorajar os alunos a ter um objetivo pessoal que gostariam de alcançar;
  • Enfatizar o valor do desafio;
  • Dar uma sensação de progresso no desempenho de cada aluno;
  • Criar uma cultura de conquista no longo prazo, incentivando a paixão pela aprendizagem e resiliência no enfrentamento de desafios.

Como podemos estimular a aprendizagem de alunos resilientes?

Na sala de aula da escola resiliente, o espaço promove conhecimento interdisciplinar e necessariamente útil, com múltiplas linguagens e o emprego de habilidades operacionais associadas entre saberes existentes e novos saberes, assim como, a relação interdisciplinar entre o que se viu nessa aula e o que a aula de outro colega ensinou.

Portanto, analisando a pertinência do momento em que vivemos, percebemos as oportunidades que se apresentam de inovação na pauta dos assuntos a serem trabalhados entre: gestores, educadores, alunos e famílias. É com certeza uma pauta muito positiva que será construída a muitas mãos e mentes, pensando em trazer assuntos desafiadores para tratarmos e buscarmos soluções, todos juntos! Soluções empreendedoras e inovadoras que o meio educacional pode promover com alunos adaptáveis e resilientes.  

Escreva para nós, como a sua escola trabalha a resiliência e o empreendedorismo como diferenciais na formação dos seus alunos?    

Fale pelo e-mail da Juliana - jsouza@pr.sebrae.com.br ou deixe seu comentário.

 

Irene Hoffelder Vioti - Consultora, palestrante e escritora nas áreas: Estratégia empresarial, sustentabilidade, inovação e storytelling empresarial.

Desafios da Educação

Comunidade Sebrae
Irene Hoffelder Vioti
Irene Hoffelder Vioti Seguir

Mestranda em Administração Estratégica de Negócios pela UNAM - Universidad Nacional de Misiones - Argentina. Consultora, palestrante, instrutora e escritora nas áreas: Estratégia empresarial, sustentabilidade, inovação e storytelling empresarial.

Ler conteúdo completo
Indicados para você