[ editar artigo]

Mindset do Professor Transformador – do conceito à prática!

Mindset do Professor Transformador – do conceito à prática!

Como falar de um assunto tão complexo e tão delicado que é o mindset do professor?

Desde o começo dos tempos, as pessoas pensavam, agiam e viviam de modo diverso umas das outras. No entanto, encontramos neste momento, um ambiente muito favorável para conversarmos sobre este tema, em virtude dos desafios que a maioria dos professores e gestores educacionais enfrentam, como ter que mudar em tantos aspectos rapidamente, além da maneira de pensar e agir.

Mindset está presente desde sempre nas nossas vidas: profissional e pessoal e, atualmente vem sendo abordado para compreender como as pessoas agem e reagem com seus sucessos e fracassos.

O que significa mindset?

Palavra em inglês, que significa “mentalidade” ou “atitude mental”, ou ainda “modelos mentais”. Pode ser considerado como, nosso modelo mental predominante. Ele influencia o nosso olhar a respeito das coisas que acontecem na nossa vida e pode influenciar direta ou indiretamente em todas as nossas atitudes e tomadas de decisões.

Tomamos como base de estudo, a obra de Carol Dweck, Ph.D. – Autora do livro Mindset - A Nova Psicologia do Sucesso. Ela conceitua o termo mindset como, “a atitude mental com que encaramos a vida, e isto é crucial para o sucesso de cada pessoa. O Mindset não é um mero traço de personalidade, é a explicação de por que somos otimistas ou pessimistas, bem-sucedidos ou não. Este conceito define nossa relação com o trabalho e com as pessoas e a maneira como educamos nossos filhos. É um fator decisivo para que todo o nosso potencial seja explorado. É a maneira que você vê o mundo, como enxerga os acontecimentos e as situações ao seu redor.”

Inteligência, segundo muitos especialistas, não é somente uma capacidade fixa, pois acredita-se que com a prática, somos capazes de aperfeiçoar nossa atenção, memória e capacidade de julgamento, tornando-nos melhores do que éramos.   

Dweck, desdobra o conceito em dois tipos, podendo ser aplicados à educação. O ser humano têm momentos de mindset fixo e outros de mindset de crescimento. O objetivo é tentar entender quando e onde cada mindset se manifesta para poder transformar e manter o mindset de crescimento numa linha ascendente.   

A Mentalidade fixa (fixed mindset) – é quando a mentalidade é mais limitada; o potencial de informação para resposta em uma determinada situação é restrito. Ele faz com que você fique estagnado num mesmo lugar. A inteligência é inata e não pode ser alterada. Exemplos de afirmações: Já sei tudo que preciso, eu não sou bom nisso, se for difícil eu desisto, eu não tenho tempo.  

A Mentalidade progressiva ou mindset de crescimento (growth mindset) – é quando o potencial cognitivo é mais amplo; a capacidade de aprendizagem e novas conquistas é mais propensa. Ele possibilita você evoluir, a conseguir buscar mais, te eleva e faz você crescer. A inteligência pode ser desenvolvida com esforçoExemplos de afirmações: Gosto de aprender, se eu errar tento de novo, adoro novos desafios, eu dou um jeito, etc.   

“À medida que você começa a compreender os mindset fixo e de crescimento, passa a ver exatamente como uma coisa leva a outra - como a crença de que suas qualidades são imutáveis gera diferentes pensamentos e atos, e como a crença de que suas qualidades são suscetíveis de serem cultivadas gera diferentes pensamentos e atos, guiando-o por um caminho completamente distinto. É o que nós psicólogos chamamos de uma experiência de descoberta.” Carol Dweck.  

O quadro a seguir nos mostra possíveis crenças em cada modelo de mindset:

MINDSET FIXO                                                           MINDSET DE CRESCIMENTO


Foco nos problemas (sofre)                                 Foco nas soluções (dor momentânea) 

Inteligência estática                                                 Inteligência pode ser desenvolvida

Vê esforço como infrutífero                                  Vê esforço como caminho para a                                                                                                            maestria

Ignora feedback útil                                                   Aprende com as críticas

Aptidão para estagnação                                         Persiste quando vê obstáculos

Evita desafios                                                                Busca os desafios

Evita falhas                                                                      Analisa seus erros e dos outros

Desiste facilmente após obstáculos                   Capacidade de aprender coisas novas

Sente-se ameaçado pelo sucesso dos outros  Inspirado pelo sucesso dos outros


Fonte:  GAP + Coaching e Consultoria

Observando o quadro, percebe-se que certas crenças, podem mudar com o passar de nossas experiências e emoções geradas em nós. Dweck, menciona que “a crença de que é possível desenvolver as qualidades desejadas, criando uma paixão pelo aprendizado e essa paixão pela busca de seu desenvolvimento e por prosseguir nesse caminho, mesmo quando as coisas não vão bem, é o marco distintivo do mindset de crescimento. Pois, este é o mindset que permite as pessoas prosperarem em alguns dos momentos mais desafiadores de suas vidas.”

Para ajudar cada estudante a cumprir seu potencial, Carol Dweck acredita que, “os educadores devem promover um ambiente que favoreça a "mentalidade progressiva” em seus alunos. Esta concepção pode ser aplicada como uma ferramenta poderosa para professores, tanto como forma de entender e ajudar seus alunos, como refletir a respeito de sua própria postura como profissionais. Com a mentalidade apropriada e o ensino efetivo, os estudantes podem conseguir muito mais do que pensam que podem e os professores podem ajuda-los a mudar sua mentalidade e, consequentemente, engajá-los e inspirá-los a dedicarem maior empenho e esforço à aprendizagem

Assim, para trabalharmos o “mindset de crescimento” que é mais indicado para as escolas, professores e gestores, é necessário promover ações práticas (de: comunicação, capacitação e relacionamento) que estimulem o desenvolvimento desta mentalidade não só com o professor, mas com todos os envolvidos na escola, promovendo uma cultura organizacional mais propícia ao mindset de crescimento.

Como transformar uma dificuldade em oportunidade através do seu mindset, segundo Carol Dweck:

  1. Busque inspirações – Professor, qual é a sua maior inspiração? 
  2. Acredite no seu potencial – Confia na sua capacidade e certeza do seu potencial.
  3. Não deixe as oportunidades passarem – Quais os seus pontos fortes e fracos? Aprimore seu autoconhecimento e renove sua confiança. Ficará mais fácil.
  4. Como um mindset positivo pode lhe beneficiar? Escolha o fixo ou crescimento, mas onde estão as suas melhores chances de crescer.
  5. Liste as dicas para formar um mindset positivo – Exercitar na prática o que quer, saber o destino que quer chegar, clareza no que quer ver e autoconhecimento do seu melhor.
  6. Em que você pode melhorar? Pense nas suas fraquezas e coloque metas para alcançar aquilo que precisa melhorar. O que é forte, vai ser a sua vantagem.
  7. Como buscar a motivação e o foco necessário? De nada vai adiantar você estar ciente de quem você é, se não tiver a motivação e o foco necessário para atingir os objetivos. Comprometimento com suas metas.
  8. Porque não se dedicar mais?   Não espere que as coisas caiam do céu. Faça por onde e colha os resultados.
  9. Aonde você quer chegar? Onde você quer estar daqui há alguns anos? Só você pode decidir. Planejamento.   

Segundo a especialista Vivian Mazzeo, no relacionamento com os alunos, como posso aplicar o mindset positivo:

  1. Será que vou conseguir ensinar este aluno? Como posso fazer? – A primeira pergunta o professor manifesta o mindset fixo com a sua dúvida de capacidade. Porém na segunda pergunta é o mindset de crescimento do professor, quando ele garante que tem capacidade. Onde estou? Onde quero chegar?
  2. Será que eles conseguem aprender com minhas aulas na internet?  Qual a melhor maneira deles aprenderem? – A primeira demonstra o mindset fixo. Quando o professor usa a palavra “será”, Já está colocando dúvida na sua capacidade. Novamente o como fazer, é o melhor caminho.
  3. Elogiar o esforço, mais do que o QI – Estudos demonstram que elogiar a capacidade do aluno, reduz o QI dele. Elogiar o esforço eleva o QI.

E o ambiente de trabalho do professor? Como está o relacionamento com superiores e colegas? É um ambiente transformador que estimula o seu desenvolvimento e crescimento?

Professor, construa um mindset de crescimento positivo. Empreenda em seu aprimoramento e autoconhecimento, se esforce sempre e defina metas para atingir, exercite as dicas e se inspire no ambiente da escola e com os alunos para transformar a sua história.

“Seja a mudança que você quer ver no mundo”, (Mahatma Gandhi), ideal que se quer evidenciar como principal atitude do professor transformador.

Desejo sucesso no seu trabalho.

 

Quer saber mais sobre o assunto? Escreve nos comentários.     

Fale com o Sebrae pelo e-mail da Juliana - jsouza@pr.sebrae.com.br.

 

Irene Hoffelder Vioti - Consultora, palestrante e escritora nas áreas: Estratégia empresarial, sustentabilidade, inovação e storytelling empresarial.

Desafios da Educação

Comunidade Sebrae
Irene Hoffelder Vioti
Irene Hoffelder Vioti Seguir

Mestranda em Administração Estratégica de Negócios pela UNAM - Universidad Nacional de Misiones - Argentina. Consultora, palestrante, instrutora e escritora nas áreas: Estratégia empresarial, sustentabilidade, inovação e storytelling empresarial.

Ler conteúdo completo
Indicados para você