[ editar artigo]

SÓ MAIS UM PASSO

SÓ MAIS UM PASSO

Todos enfrentamos desafios diariamente, sejam eles fáceis, médios, ou extremamente complexos. O desafio nos obriga a superar nossos limites, deixar a zona de conforto de lado, desenvolver atitudes e habilidades que permitam conquistar novos objetivos.

Recentemente nossas vidas foram impactadas pela pandemia, que fez com que tivéssemos que reprogramar nossas rotinas, metas e compromissos.

Refletindo sobre isso lembrei-me de uma história de Antoine de Saint-Exupéry, filósofo, escritor, autor do livro “O Pequeno Príncipe”.

“Só mais um passo”, a história de seu amigo Guillaumet.

Guillaumet, estava em seu pequeno monomotor com destino a um vilarejo, onde entregaria a correspondência de rotina, porém, naquele dia ele tinha um propósito especial, entregar os presentes de natal.

Em sua rota, Guillaumet fora surpreendido pelo mau tempo, que gerou uma pane no motor, ocasionando a queda da aeronave.

Ele não chegou a se ferir gravemente, mas suas pernas apresentaram profundos cortes e sérios ferimentos.

Com muito esforço e sentindo dores atrozes, ele abandonou a cabine do avião destroçado. Verificou a extensão dos ferimentos e compreendeu que não teria como sair dali sozinho. Ao seu redor, até onde a vista alcançava, era somente a solidão gelada e branca, e provavelmente morreria soterrado pela próxima nevasca.

Mas, desistir não era uma opção e, para tanto, reuniu todas as forças para sair da cabine e ficar em pé e decidiu que caminharia até um lugar onde seu corpo pudesse ser encontrado.

Sentindo uma dor quase insuportável, jogou uma perna para frente e disse para si mesmo: “Só um passo.” Assim, pé ante pé, concentrando-se apenas no passo seguinte, percorreu uma grande distância, Só mais um passo, esta era sua meta.

Quase vencido pela dor e pelo cansaço, ele vislumbrou uns vultos e ouviu sons de cães. E logo pensou: onde há cães, há crianças, posso cair agora, que irão me encontrar.

Dias depois, no hospital, abriu os olhos e a primeira imagem que viu foi a da esposa, ao seu lado.

Se recuperou e continuou vivo ainda por muito tempo.

 

 

O exemplo desse piloto deixa bem clara a importância de estipular metas bem definidas. A curto prazo - só um passo, médio prazo - chegar ao vilarejo e longo prazo - ter seu corpo localizado.

Portanto, estabeleça suas metas de forma clara e objetiva, e se alguma emergência obrigar você a fazer mudanças nos planos, não desanime, os ajustes poderão ser feitos com pequenos passos complementares.

 

Tenha um propósito bem definido, elabore um plano de ação e implemente uma etapa de cada vez.

Vamos lá, juntos, resilientes e mantendo o ritmo, ao encontro dos nossos sonhos!

Só mais um passo; um passo é sempre possível. Qual será o seu próximo passo? Pense sobre isso e tenha uma ótima semana!

 

Abraços

Indakéia

Desafios da Educação

Comunidade Sebrae
Indakéia Marisol Lima
Indakéia Marisol Lima Seguir

Apaixonada por educação. Mentora, Coach, palestrante e empreendedora. Atua com Educação Empreendedora e protagonismo juvenil. Educadora pela paz e formação em contação de histórias terapêuticas. Prêmio Ozires Silva em educação empreendedora.

Ler conteúdo completo
Indicados para você