[ editar artigo]

Transferência de conhecimento no processo ensino aprendizagem

Transferência de conhecimento no processo ensino aprendizagem

William Glasser (1925-2013) psiquiatra americano, desenvolveu a teoria da escolha voltado para a educação. Nessa teoria o EDUCADOR é considerado um guia para o aluno e não um chefe.

O método tradicional aplicado por uma parte considerável dos educadores é a memorização, sendo ineficiente a longo prazo, uma vez que muitos alunos memorizam com o objetivo de ser aprovado em uma avaliação e posteriormente simplesmente esquecem.

A grande sugestão feita pelo autor é permitir o aprendizado por meio da prática. Tal ação propícia ao educando um APRENDIZADO EFETIVO; para compreender melhor o estudo do Glasser, observe a pirâmide do saber.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Mesmo aplicando atividades que permitam o educando uma alta taxa de absorção, cabe o educador utilizar outras metodologias em conjunto com a atividade prática, aumentando assim a taxa de sucesso nesse processo de ENSINO APRENDIZAGEM, ou seja, além de dispor de uma atividade prática, é indicado permitir ao final, um momento de reflexão sobre as suas ações e resultados. 

Para isso indicamos a metodologia CAV (Ciclo de Aprendizagem Vivencial), um modelo proposto por David Kolb (teórico educacional), a metodologia possibilita ao participante um aprendizado após a vivência em uma atividade. 

A atividade prática permite ao participante trabalhar os 2 hemisféricos celebrais sincronizada e equilibrada, e o CAV, permite o momento de reflexões que o auxiliarão a auto análise e auto desenvolvimento comportamental, essa metodologia passa por 5 fase que são:

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

 

Desafios da Educação

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você